Popstars (Brasil)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para o programa da Rede Globo, veja Popstar (programa de televisão).
Popstars
Informação geral
Formato Talent show
Criador(es) Jonathan Dowling
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Elizabetta Zanetti
Fernanda Telles (1ª Temporada)
Ivan Zettel (2ª Temporada)
Produtor(es) RGB Entertainment
Narrador(es) Debrê
Elenco Liminha (coordenador do juri) - (1ª Temporada)
Rick Bonadio
Alexandre Schiavo
Iara Negrete
Ivan Santos (1ª Temporada)
Silvio Lemgruberg (2ª Temporada)
Exibição
Emissora de televisão original Brasil SBT
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 27 de abril de 2002 - 22 de novembro de 2003
N.º de temporadas 2
N.º de episódios 20 (1ª Temporada)
19 (2ª Temporada)

Popstars foi um programa de televisão brasileiro, versão do formato neozelandês Popstars e foi criado para contar a trajetória da formação de um grupo pop feminino. Produzido em mais de 30 países, o programa virou febre no final dos anos 90.

História[editar | editar código-fonte]

O programa foi criado para contar a trajetória da formação de um grupo pop feminino (1ª temporada) e pop masculino (2ª temporada).

1ª temporada[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Popstars (1.ª temporada)

2ª temporada[editar | editar código-fonte]

Com o sucesso do primeiro programa, o SBT resolveu produzir um novo Popstars. Dessa vez, os garotos teriam a chance de mostrar que também podiam ser Popstars. 34 mil candidatos se inscreveram nesta edição, superando a edição anterior.

Exibido entre 12 de julho[1] e 22 de novembro de 2003, o programa revelou o grupo Br'Oz. Formado pelos paulistas Matheus Herriez e Oscar Tintel, o brasiliense Filipe Duarte, o paranaense Jhean Marcell e o carioca André Marinho lançaram dois CDs: Br'Oz e Segundo Ato e foram apadrinhados por Ricky Martin. Venderam 740 mil cópias no Brasil.

O grupo encerrou suas atividades em junho de 2005, porém retornou em 2016.

Jurados[editar | editar código-fonte]

Liminha - Produtor musical, era vice-presidente artístico da Sony Music Brasil na época. Foi o coordenador do juri que selecionou as candidatas para o programa. Só apareceu em duas eliminatórias: a primeira que aconteceu no Sambódromo e na última, quando ajudou a escolher as cinco vencedoras. Participou da 1ª temporada do programa.

Rick Bonadio - é produtor, compositor, músico e empresário. Experiente profissional do mercado fonográfico, tem em seu currículo a descoberta de grandes nomes da música e a produção de artistas como Mamonas Assassinas, Charlie Brown Jr., Tihuana, CPM22, Los Hermanos, Ultraje a Rigor, Planta & Raiz, Luiza Possi, Ira!, NX Zero, Fresno, Titãs, entre outros.

Alexandre Schiavo - Na época de Popstars, era o vice-presidente de Marketing da Sony Music. Foi um dos responsável pela carreira internacional de Ricky Martin e Chayanne. Hoje é o vice-presidente artístico da gravadora.

Iara Negrete - Preparadora vocal e cantora profissional. Foi a responsável pelo treinamento vocal das meninas do Rouge, não era muito conhecida do público na época.

Ivan Santos - Coreógrafo, participou de diversos quadros de dança dos programas Claudete Troiano, Eliana e outros, e também foi coreógrafo da Rede Globo.[2] Foi o coreógrafo da banda Rouge. Depois do programa, se tornou do Programa Raul Gil na Band e hoje apresenta o programa Atitude na NGT.

Silvio Lemgruber - Coreógrafo, trabalha no Domingão do Faustão da Rede Globo. Foi o coreografo do grupo Br'Oz.


Referências

  1. «Popstars estréia dia 12 de julho no SBT». Paraná Online. 2 de julho de 2003. Consultado em 18 de maio de 2015. 
  2. [1]