Blá Blá Blá (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Blá Blá Blá
Álbum de estúdio de Rouge
Lançamento 16 de junho de 2004 (2004-06-16)[1]
Gravação Abril - Maio de 2004
Gênero(s)
Duração 43:55
Idioma(s) (em português)
Formato(s)
Gravadora(s)
Produção Rick Bonadio
Cronologia de Rouge
C'est La Vie
(2003)
Mil e Uma Noites
(2005)
Singles de Blá Blá Blá
  1. "Blá Blá Blá"
    Lançamento: 4 de maio de 2004 (2004-05-04)
  2. "Sem Você"
    Lançamento: 2 de agosto de 2004 (2004-08-02)
  3. "Vem Dançar"
    Lançamento: 20 de outubro de 2004 (2004-10-20)
  4. "Pá Pá Lá Lá"
    Lançamento: 27 de novembro de 2004 (2004-11-27)

Blá Blá Blá é o terceiro álbum de estúdio lançado pelo girl group pop brasileiro Rouge em 16 de junho de 2004 pela Columbia Records.[1] O álbum é o primeiro do grupo como quarteto, marcando a ausência da integrante Luciana Andrade.[2] Neste trabalho, o Rouge apostou num pop mais agressivo e maduro,[2] sendo considerado o álbum preferido entre as integrantes.[3] Blá Blá Blá traz as quatro integrantes do grupo escrevendo duas canções em parceria com Milton Guedes e Rick Bonadio, além de Fantine e Karin terem escrito uma canção sozinhas; o repertório também traz composições originais de Bonadio, sozinho ou juntamente com Fúlvio Márcio, Clio, Beto Paciello e Guedes. O álbum conta com versões de três canções previamente lançadas por outros artistas, além de quatro canções compostas em inglês e que a gravadora do grupo, Sony Music, trouxe para o grupo gravar com exclusividade.

Blá Blá Blá traz uma mistura de ritmos, como o pop latino, presente em diversas canções. Do álbum foram retirados quatro singles: "Blá Blá Blá", "Sem Você" (que tornaram-se as canções mais bem sucedidas do álbum), "Vem Dançar" e "Pá Pá Lá Lá" (que obtiveram um sucesso mais modesto). Os críticos de música receberam o álbum positivamente, destacando as composições mais maduras presentes no álbum, além de tecerem elogios ao estilo adotado no álbum. A canção "Vermelho, A Cor do Amor" foi recebida positivamente pela sua letra, e "Por Onde Quer Que Eu Vá" foi destacada pela performance vocal do grupo. Blá Blá Blá vendeu mais de 135 mil cópias,[4] e emplacou um disco de ouro para o grupo. Para promover o álbum, o grupo fez uma intensa divulgação em programas de TV, além de ter iniciado a Turnê Blá Blá Blá (2004-2005). O álbum também conta com uma faixa extra para computador que abre como um CD-ROM. Nesse mesmo ano, o grupo recebeu o Prêmio de Melhor Banda pela Academia Brasileira de Letras.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Após o sucesso do segundo álbum de estúdio, C'est La Vie (2003), Luciana Andrade anunciou oficialmente, no dia 11 de fevereiro de 2004, que rescindiu seu contrato com o grupo. "Nada na vida é só rosas. Tem um momento que é preciso mudar. Senti isso muito forte nos últimos tempos. Estou em paz com a minha decisão. Cada uma segue a sua estrada", disse.[5] O Rouge continua com quatro meninas cheias de energia", disse Elisabetta Zenatti, empresária da banda. "É uma grande mudança. O Rouge é um só. Não dá para entrar uma nova integrante. Isso reflete na nossa obra. Nós escolhemos continuar a nossa história assim", completou Fantine.[5]

Desenvolvimento e canções[editar | editar código-fonte]

Trecho de "Se Liga, Se Toca", faixa que fala sobre ficar com alguém que namora outra pessoa.

Trecho de "Eu Quero Acreditar", sobre sair de um relacionamento tóxico.

Problemas para escutar estes arquivos? Veja a ajuda.

Com a saída de Luciana, o grupo anunciou, na coletiva de impressa da saída da integrante do grupo, que entre maio e junho o terceiro álbum da banda seria lançado. "O grupo voltará renovado, com novas baladas e novos conceitos de shows", falou a empresária Elisabetta Zenatti. Após o carnaval, o grupo desacelerou o ritmo para se dedicar ao novo álbum e gravação de videoclipes. "A Luciana não terá nenhuma participação no terceiro álbum. Isso significa que teremos trabalho árduo. Mas o grupo não vai perder a qualidade com a saída dela", garantiu Patrícia.[5]

Blá Blá Blá segue a mesma linha pop que consagrou a banda nos dois álbuns anteriores. "Continua sendo pop e eclético, mas é mais ligado às raízes das influências. "Se Liga Se Toca" é um pop rock, "Filme de Terror" é mais hardcore e a "Na Palma da Mão" tem uma batida afro-brasileira", explicou Fantine.[2] Esta última, aliás, é de autoria da própria banda, e a primeira composição a ser gravada pelo Rouge em um álbum. "Surgiu em uma brincadeira na casa da Karin, a gente não fez com a intenção de gravar", relembra Aline. A responsabilidade de gravar a primeira composição própria não pesou sobre o grupo. "A gente confia muito no nosso produtor (Rick Bonadio), e sabe que ele não deixaria passar nada que não fosse bom", afirma Fantine.[2]

Paulina Rubio
Outkast
"Pá Pá Lá Lá" é uma versão para de "Algo Tienes", de Paulina Rubio (esquerda), "Blá Blá Blá" tem influências do grupo Outkast (direita).

Ao falar mais sobre a canção "Blá Blá Blá", Rick Bonadio comentou, "Realmente, é bem ousada, não é uma canção fácil. Sentimos que não podíamos fazer uma música que fosse repetição do que já havia sido feito. Não podia ser algo mais centrado na dança, como foi Ragatanga, nem algo mais lúdico, como foi Brilha La Luna". Já Karin afirmou, "Queríamos realmente fazer algo diferente. E quando o Rick nos mostrou a música pela primeira vez, estranhamos um pouco, pensamos: "Talvez seja diferente demais". Em termos de sonoridade, tem um pouco de influência do Outkast, que é um grupo que mudou a cara do cenário pop", aponta Bonadio.[6]

"Eu escrevi uma balada Pra Sempre Te Amar, que nasceu só com voz e violão. Entreguei para que o Rick fizesse o arranjo e ele deixou a música muito melhor (risos)", disse Fantine. "No novo disco, nós quatro escrevemos juntas uma música chamada Na Palma Da Mão, uma faixa agitada com pitadas de dance, raggamuffin e hip hop", conta Patrícia. "Nós nos reunimos na casa da Karin pra comer pizza e a música acabou saindo, meio que de brincadeira", lembra Aline. "A letra nos coloca subindo o morro e convidando as pessoas para uma festa, tem uma brincadeira com palmas, é bem divertida", emenda Karin. "A qualidade vocal do Rouge está cada vez maior. Uma prova disso é a faixa Por Onde Quer Que Eu Vá, na qual as meninas fazem um agradecimento, uma homenagem aos fãs. É uma balada com toques de gospel, com vocais incríveis", elogia Bonadio.[6]

Recepção[editar | editar código-fonte]

A crítica do "Universo Musical" foi positiva, dizendo que "Em seu 3º CD, as meninas do Rouge estréiam nova formação, sem Luciana. As remanescentes Karin, Fantine, Aline e Patrícia dão conta do recado, gravando um disco de letras mais maduras, embora o alvo ainda seja o público teen e o infanto-juvenil. Elas também melhoram em termos de ritmo, adicionando pitadas de rock ao seu pop-dançante, como em ‘Blá Blá Blá’ (1ª faixa de trabalho, que fala de fofoca), ‘Eu Quero Acreditar’, ‘Se Liga, Se Toca’, ‘Como na Primeira Vez’ e ‘Filme de Terror’. No quesito romantismo, destaque para ‘Vermelho, A Cor do Amor’, com bonita letra e um ótimo arranjo de cordas. Mas o melhor mesmo fica para o final: a última faixa, ‘Por Onde Quer Que Eu Vá’ (não é a dos Paralamas), traz as 4 meninas, que costumam solar, cantando juntas num lindo coral, em uma homenagem aos fãs."[7][7]

Singles[editar | editar código-fonte]

O primeiro single do álbum, "Blá Blá Blá" foi lançado no dia 4 de maio de 2004.[8] Já o segundo single do álbum, a balada "Sem Você", foi lançado no final de julho. A canção fez parte da trilha sonora da novela, Esmeralda, do SBT. "Vem Dançar" foi lançado em 20 de outubro como terceiro single e incluído na trilha sonora do filme Eliana e o Segredo dos Golfinhos.[9] O quarto e último single do álbum, "Pá Pá Lá Lá", versão da canção "Algo tienes", de Paulina Rubio, foi lançado em dezembro de 2004.

Promoção[editar | editar código-fonte]

Blá Blá Blá também contou com algumas novidades para agradar em cheio o público infantil, um livreto com aroma de tutti frutti, capa especial (holográfica), faixa multimídia onde o "fã-mirim" poderá brincar e se divertir com: 2 jogos, Karaokê do single Blá Blá Blá e "No Estúdio Com o Rouge".[10]

Faixas[editar | editar código-fonte]

CD
N.º TítuloCompositor(es)Composição original Duração
1. "Blá Blá Blá"  
  3:59
2. "Eu Quero Acreditar" (Got to Believe)Milton Guedes
  • Brian Steckler
  • Frederik Jernberg
  • Pontus Wennerberg
3:29
3. "Vermelho, a Cor do Amor" (Red)
  • Bonadio
  • Clio
  • Eric Silver
  • Stephanie Bentley
3:36
4. "Pá Pá Lá Lá" (Algo Tienes)Bonadio
  • Manny Benito
  • Chris Rodriguez
3:10
5. "Vem Dançar" (Let's Dance)
3:50
6. "Se Liga, Se Toca" (Chooza Looza)Guedes
  • Aron Freidman
  • David Thomas
  • Keith Beauvais
  • Niklas Petterson
  • Simon Perry
3:26
7. "Sem Você" (No Dejo de Sentir)Bonadio
  • Andrés Constantinidis
  • Carolina de la Muela
3:27
8. "Na Palma da Mão"  
  • Bonadio
  • Fernanda Telles
  • Aline
  • Fantine
  • Karin
  • Li
  3:52
9. "Como na Primeira Vez" (No More Violins)Guedes
  • Anna-Lena Högdahl
  • Anders Wollbeck
  • Mattias Lindblom
4:03
10. "Pra Sempre Te Amar"    3:26
11. "Filme de Terror"  
  • Bonadio
  • Márcio
  3:02
12. "Por Onde Quer Que Eu Vá"  
  • Bonadio
  • Beto Paciello
  4:43
Duração total:
43:55

Vendas e certificações[editar | editar código-fonte]

Região Certificação Vendas
Brasil (Pro-Música Brasil)[11] Ouro 400,000[4]

^números de distribuições baseados somente em certificação

Referências

  1. a b c «Blá Blá Blá - Rouge» (em inglês). Allmusic. Consultado em 13 de outubro de 2012 
  2. a b c d «Rouge lança terceiro CD sem medo de ser pop». Terra. 6 de julho de 2004. Consultado em 19 de outubro de 2012 
  3. «Rouge - Rádio Disney». Rádio Disney. Consultado em 4 de março de 2018 
  4. a b «Tiragens dos álbuns e DVDs do grupo Rouge». UKMIX. Consultado em 27 de abril de 2015 
  5. a b c «"Minha missão no Rouge acabou", diz Luciana». Terra. 11 de fevereiro de 2004. Consultado em 7 de outubro de 2013 
  6. a b «CD Blá Blá Blá - Revista Sucesso». Revista Sucesso. 15 de maio de 2004. Consultado em 10 de outubro de 2013 
  7. a b «Universo Musical - Lançamentos - Rouge». Universo Musical. 2004. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  8. «Nova música do Rouge chega às rádios». Terra Networks. 3 de maio de 2004. Consultado em 7 de outubro de 2013 
  9. «Rouge - Vem Dançar». Discogs. Consultado em 16 de setembro de 2017 
  10. «Blá Blá Blá na Fnac». Fnac. Consultado em 7 de outubro de 2013 
  11. «Certificações (Brasil) (álbum) – Rouge – Blá Blá Blá». Associação Brasileira dos Produtores de Discos. Consultado em 8 de junho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]