7/27

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
7/27
Álbum de estúdio de Fifth Harmony
Lançamento 27 de maio de 2016 (2016-05-27)
Gravação 2015–16
Gênero(s)
Duração 34:33
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s)
Produção
  • Aaron Pearce
  • Alex Purple
  • Jack Antonoff
  • Ammo
  • Brian Garcia
  • BloodPop
  • Tommy Brown
  • Dallas K
  • Kygo
  • Lukas Loules
  • The Monsters and the Strangerz
  • Andrew Goldstein
  • Emanuel Kiriakou
  • Royal Z
  • Sir Nolan
  • Stargate
Cronologia de Fifth Harmony
Reflection
(2015)
Fifth Harmony
(2017)
Singles de 7/27
  1. "Work from Home"
    Lançamento: 26 de fevereiro de 2016 (2016-02-26)
  2. "All in My Head (Flex)"
    Lançamento: 31 de maio de 2016 (2016-05-31)
  3. "That's My Girl"
    Lançamento: 19 de setembro de 2016 (2016-09-19)

7/27 é o segundo álbum de estúdio do girl group estadunidense Fifth Harmony. Ele foi lançado em 27 de maio de 2016 através das gravadoras Syco Music e Epic Records. Esse é o último álbum lançado com a integrante Camila Cabello antes da sua saída do grupo em dezembro de 2016.[3] "Work from Home", primeiro single do álbum foi lançado em 26 de fevereiro de 2016, a canção alcançou a quarta posição na principal tabela dos Estados Unidos, tornando-se o maior hit da banda até então. "The Life" foi lançado como single promocional em 24 de março de 2016. "Write on Me" foi o segundo single promocional foi lançado em 5 de maio de 2016. O álbum tem participações vocais de Ty Dolla $ign, Missy Elliott e Fetty Wap.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em entrevista à Billboard, Camila disse, "Estamos prestes a começar a gravar nosso novo álbum depois de amanhã." A entrevista foi ao ar em 21 de setembro.[4]Em entrevista à Spin, Dinah Jane disse que 7/27 é "Um lado de Fifth Harmony que ninguém realmente tinha visto. No início, estávamos super felizes. Nosso primeiro álbum foi muito agitado. Desta vez, estamos mostrando realmente quem é Fifth Harmony por trás de portas fechadas."[5] O título e a capa do álbum foram reveladas em 25 de fevereiro através da página do Instagram oficial do grupo, com a seguinte legenda: "Sabemos que ouve muita conversa, mas queríamos que você ouvisse isso de nós... O nosso novo álbum 7/27 está chegando 20 de maio."[6]O título do álbum refere-se a 27 de Julho de 2012, data em que o grupo foi formado no reality show estadunidense The X Factor.

Ainda em outubro, Lauren disse à Billboard que Max Martin estava "fortemente envolvido" na produção do segundo álbum do grupo.[7] Em outra entrevista para Spin, Dinah disse que Martin tinha produzido 6 canções para o álbum desde que entrevista ocorreu. Harmony Samuels, que trabalhou anteriormente com elas, na canção para o filme Hotel Transylvania 2, "I'm in Love with a Monster", disse à Entertainment Scoop que ele está "atualmente trabalhando em um novo projeto com (Fifth Harmony)."

Em 22 de abril, foi anunciado que o grupo iria adiar a data de lançamento do álbum por uma semana, para 27 de maio. No dia seguinte, a plataforma digital da girl group no iTunes atualizou a lista de faixas com duas delas com o rótulo "explícito", será o primeiro lançamento de Fifth Harmony a conter letras explícitas.

L.A. Reid, em uma entrevista à Pressparty falando sobre o álbum, revelou que "Este é um dos melhores álbuns pop que eu ouvi em anos. Tipo, eu amo o álbum do Justin Bieber como um pop full-on. Eu acho isso incrível. E eu acho que este está perto". O músico também acrescentou que "eu estou orgulhoso desse álbum que elas fizeram. Eu amo cada canção".[8]

Composição[editar | editar código-fonte]

Em declarações à Billboard, Lauren disse que o grupo quer fazer o álbum soar "um pouco mais soulful". Ela também disse que o grupo quer apontar para um som mais R&B. De acordo com Dinah, suas faixas favoritas de seu álbum de estreia foram 'Reflection' e 'Going Nowhere', que inspirou o seu R&B e soul e deu direção para este álbum. Ao contrário de Reflection, onde o grupo não participou no processo lírico do álbum, Lauren disse em uma entrevista que que todas as cinco estariam mais envolvidas no processo do álbum liricamente.[9][10]

Ty Dolla $ign, colaboração do single Work from Home, disse que o principal motivo para sua colaboração na música foi por causa de sua filha.[11]

Lançamento e divulgação[editar | editar código-fonte]

No mesmo dia em que foi anunciado a capa do álbum, foi divulgado através do Twitter da banda, o nome e a data do lançamento do primeiro single do álbum, "Work from Home".[12] A gravadora teve sua primeira tentativa de divulgação da música pelas rádios, separando cada integrante em determinada região dos Estados Unidos, o projeto se chamou #WorkAcrossAmerica. Posteriormente, a canção teve sua primeira performance televisionada na cerimônia pós-Oscar Live! with Kelly and Michael,[13] seguido da performance no Jimmy Kimmel Live! onde recriaram o cenário do videoclipe.[14] O grupo também visitou França e Reino Unido para performarem a canção.[15][16] O nome das faixas do álbum foi divulgado no Instagram oficial da banda em 29 de abril de 2016.

Singles[editar | editar código-fonte]

Em 26 de fevereiro de 2016, o grupo liberou o primeiro single do álbum, "Work from Home" através das plataformas digitais e nas de streams. O videoclipe, dirigido por Director X, teve mais de 7 milhões de visualizações em suas primeiras 24 horas no YouTube. A canção tem a participação especial do rapper estadunidense Ty Dolla $ign.[17] "Work from Home" é o maior sucesso da girl group até então; a canção estreou em #12 na principal tabela dos Estados Unidos, igualando-se a Worth It. Porém, em sua décima primeira semana, subiu para a quarta posição, se tornando o maior sucesso da girl group nos Estados Unidos.[18] A música, fora dos Estados Unidos, também teve uma performance ótima nas tabelas musicas, pegando Top 10 em 20 países e ocupando a primeira posição em países como Holanda, Nova Zelândia, Reino Unido, Austrália, Canadá e Israel. "Work from Home" também já conta com diversas certificações de platina, ouro, etc, em diversas partes do mundo. A música também atingiu o topo das rádios nos Estados Unidos, sendo #1 em ambas as rádios de gênero Pop e Rhythmic.

Em 31 de maio de 2016, "All In My Head (Flex)" foi anunciado como o segundo single do álbum. O videoclipe foi lançado no dia 23 de junho de 2016, contando com a participação do rapper Fetty Wap. O single já é certificado de Ouro em países como Itália, Brasil, Nova Zelândia, Platina na Austrália, Canadá, Estados Unidos e Prata no Reino Unido.[19] "All In My Head (Flex)" teve peak 24 na Billboard Hot 100.[20] No dia 11 de agosto de 2016 o clipe chegou a marca de 100 milhões de visualizações na VEVO e a girlgroup recebe seu 6 certificado da VEVO.

Em 19 de setembro de 2016, "That's My Girl" foi lançado como terceiro single do álbum.

Singles promocionais[editar | editar código-fonte]

Em 24 de março de 2016, o grupo lançou seu primeiro single promocional do álbum, "The Life". A canção estreou em #101 na Bubbling Under Hot 100 Singles e em #97 na principal tabela musical do Reino Unido.[21][22]

Write on Me foi lançada em 5 de maio de 2016, foi o segundo single promocional do álbum. O videoclipe foi lançada no dia seguinte do lançamento oficial da canção, ele retrata as integrantes em vários cenários com um tom preto-e-branco.

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic 70/100[23]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 3 de 5 estrelas.[24]
The Boston Globe positivo[25]
Digital Spy 4 de 5 estrelas.[2]
Entertainment Weekly B[26]
Idolator 3.5 de 5 estrelas.[27]
Los Angeles Times positivo[1]
Rolling Stone 3 de 5 estrelas.[28]
Spin 6/10[29]

No Metacritic , que atribui uma avaliação normalizada em 100 a opiniões de críticos dominantes, o álbum recebeu uma pontuação média de 70, o que indica "avaliações favoráveis", baseado em 7 avaliações. Matt Collar de AllMusic foi positivo, chamando "uma produção sofisticada, que encontra a roupa só de mulheres bem a transição dos ingênuos impetuoso que terminou em terceiro na segunda temporada de The X factor em divas pop de forma confiável maduros." Ele observou que "enquanto 7/27 não é tão solto ou tão divertido quanto se poderia esperar, Fifth Harmony prova que pode equilibrar arrogância juvenil com sofisticação adulta." Elogiando o ambiente maduro, Nolan Feeney da Entertainment Weekly denominou-o "profundo, vulnerável, pessoal - estes foram alguns dos objetivos declarados do Quinteto para 7/27 não é um mau olhar por qualquer meio."

Maura Johnston do Boston Globe declarou: "o poder do grupo sempre vêm a partir de suas Spice Girls -como capacidade de formar uma unidade maciça de auto-realização, e Peppy 7/27 não tem falta de que, tanto liricamente e musicalmente. " Lewis Corner of digital Spy notou que" enquanto o álbum de estreia 'Reflection' foi uma sacola em termos de estilos, '7/27' é uma coleção inteligentemente estruturada. os números uptempo pop off com confiança, enquanto que as faixas mais lentas mal diminui a energia total do registro. há sass, há vulnerabilidade , há sensualidade;. que se baseia em todas as emoções de um grande álbum pop anseia Christopher R. Weingarten da Rolling Stone opinou que o álbum "não é um enorme passo em frente, mas com um constante bombardeio de ganchos, alta energia e harmonia incrível não há muito tempo para recuperar o fôlego para comparar." Regis Tadeu, escrevendo para o Yahoo!, publicou uma crítica negativa dizendo que "É daqueles discos com '100% de aproveitamento zero': nada se salva."[30]

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

No Japão, o álbum estreou no número 20 na Oricon Albums Chart, tornando-se o primeiro álbum do grupo para estrear no Japão.[31] O álbum caiu para o número 22 em sua segunda semana na parada.[32] Em sua terceira semana, o álbum caiu para o número 34.[33] Em sua quarta semana, o álbum caiu para o número 44.[34]

Nos Estados Unidos, o álbum estreou no número 4 sobre os EUA Billboard 200, ganhando 74.000 unidades álbum equivalentes (49.000 em vendas de álbuns puros) em sua primeira semana e tornando-se seu álbum mais gráficos até à data.[35] No Reino Unido, o álbum estreou no número 6 nas Official Charts, marcando sua primeira estreia top 10 no Reino Unido, e, desde então, vendeu 40.000 cópias lá. O álbum também alcançou o número 1, tanto na Espanha e no Brasil, tornando-se o primeiro álbum do grupo ao topo ambos os gráficos.[36][37]. 7/27 já acumulou 1,6 milhões de unidades de álbuns equivalentes a partir de novembro de 2016, de acordo com Billboard.[38]

Turnê[editar | editar código-fonte]

O grupo embarcou em sua segunda turnê, a "7/27 Tour", a turnê começou em 22 de junho de 2016 em Lima, Peru e terminará em 29 de outubro de 2016 na belgica. Até então, a turnê receberá 8 shows na América do Sul , 33 na América do Norte e 15 na Europa. Porém, há rumores de que mais datas serão adicionadas. A tour já arrecadou cerca de 7 milhões e meio de dólares.[39][40][41]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

7/27[42]
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "That's My Girl"  
3:24
2. "Work from Home" (com Ty Dolla $ign)
  • Tyrone Griffin, Jr.
  • Alexander Izquierdo
  • Joshua Coleman
  • Jude Demorest
  • Dallas Koehlke
  • Brian Lee
  • Ammo
  • Dallas K
  • Victoria Monet[A]
3:34
3. "The Life"  
  • Kachingwe
  • Kronlund
  • Loules
  • Purple
  • Lulou
3:20
4. "Write On Me"  
3:39
5. "I Lied"  
  • James Abrahart
  • James "Gladius" Wong
  • Oliver "German" Peterhof
  • Izquierdo
  • Jordan Johnson
  • Marcus Lomax
  • Stefan Johnson
  • The Monsters and the Strangerz
  • Gladius
  • German
3:23
6. "All in My Head (Flex)" (com Fetty Wap)
  • Stargate
  • Garcia
  • Play Picasso
  • Sir Nolan[B]
  • Monet[A]
3:30
7. "Squeeze"  
  • Eriksen
  • Hermansen
  • Gørvell-Dahll
  • Lambroza
  • Hamilton
  • Wilcox
  • Stargate
  • Kygo
3:33
8. "Gonna Get Better"  
  • Stargate
3:36
9. "Scared of Happy"  
  • Kachingwe
  • Cass Lowe
  • Michael "BloodPop" Tucker
  • Eriksen
  • Hermansen
  • Stargate
  • BloodPop
3:23
10. "Not That Kinda Girl" (com Missy Eliott)
  • Pearce
3:11
Duração total:
34:33
Notas
A - denota produtores vocais
B - denota produtores adicionais

Créditos[editar | editar código-fonte]

Créditos do 7/27 adaptado pelo AllMusic.[46]

  • Joshua Coleman - compositor
  • Jude Demorest - compositor
  • Missy Elliott - artista participante
  • Fetty Wap - artista participante
  • Tyrone Griffin - compositor
  • Alexander Izquierdo - compositor
  • Brian Lee - compositor
  • Ty Dolla $ign - artista participante

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]