António Lopes Mateus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
António Lopes Mateus
Nascimento 1878
Morte 1955 (77 anos)
Cidadania Portugal
António Lopes Mateus.

António Lopes Mateus GCCComAGOAGCICGCB (18781955) foi um militar do Exército Português, onde atingiu o posto de general, e político ligado à Ditadura Nacional e ao Estado Novo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi Ministro da Guerra e Ministro do Interior (de 21 de Janeiro de 1930 a 21 de Outubro de 1931), funções em que foi uma das figuras chave na fundação e estruturação da União Nacional, deputado à Assembleia Nacional[1] e governador-geral de Angola (1935-1939). A 31 de Dezembro de 1920 foi feito Comendador da Ordem Militar de Avis, então ainda no posto de Coronel, a 11 de Abril de 1931 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo, a 5 de Outubro de 1933 com a Grã-Cruz da Ordem de Benemerência e a 17 de Novembro de 1938 com a Grã-Cruz da Ordem do Império Colonial, e a 24 de Julho de 1944 foi elevado a Grande-Oficial da Ordem Militar de Avis.[2]

Referências

  1. «José Manuel Tavares Castilho, A Assembleia Nacional (1934-1974)» (PDF). repositorio.iscte.pt .
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "António Lopes Mateus". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 22 de outubro de 2015. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Júlio Garcês de Lencastre
Governador-Geral de Angola
19351939
Sucedido por
José Diogo Ferreira Mateus