Eduardo Marques

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eduardo Augusto Marques.

Eduardo Augusto Marques GCCGCAGCIC (Mafra, 21 de julho de 1867 - Lisboa, 10 de junho de 1944) foi um engenheiro militar do Exército Português e um político partidário do 28 de maio de 1926, que levou a instalação do Estado Novo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Dentro da carreira militar atingiu o posto de general e entre outras funções foi Ministro das Colónias (8 de julho de 1929 a 31 de janeiro de 1931) de um dos governos da Ditadura Nacional e depois presidente da Câmara Corporativa do regime do Estado Novo. Foi também governador de Timor português, entre 30 de agosto de 1908 até 27 de agosto de 1909, e de Macau, entre 22 de setembro de 1909 a 30 de novembro de 1910.

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo a 31 de Dezembro de 1930, a Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis a 5 de Outubro de 1932 e a Grã-Cruz da Ordem do Império Colonial a 9 de Abril de 1934.[1] Foi autor de múltiplas obras sobre temática colonial e um dos subscritores de Concordata de 1940 e do Acordo Missionário entre a Santa Sé e a República Portuguesa.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Eduardo Augusto Marques". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 20 de novembro de 2015. 
  2. Acordo Missionário.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Capitão de artilharia Jaime Augusto Vieira da Rocha, governador interino
Governador do Timor português
1908 - 1909
Sucedido por
Capitão de infantaria Gonçalo Pereira Pimenta de Castro, governador interino
Precedido por
Tenente-coronel José Augusto Alves Roçadas, governador
Governador de Macau
1909 - 1910
Sucedido por
Dr. em Direito João Marques Vidal, governador interino
Precedido por
José Bacelar Bebiano
Ministros das Colónias
1929 - 1931
Sucedido por
Armindo Rodrigues de Sttau Monteiros
Precedido por
Presidente da Câmara Corporativa
1935 - 1944
Sucedido por
Domingos Fezas Vital