Mário Pais de Sousa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mário Pais de Sousa
Nascimento 22 de fevereiro de 1891
Santa Comba Dão
Morte 19 de abril de 1949 (58 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Alma mater Universidade de Coimbra
Ocupação advogado, político

Mário Pais de Sousa (Santa Comba Dão, 22 de Fevereiro de 1891Lisboa, 19 de Abril de 1949) foi um político ligado ao regime do Estado Novo, que, entre outras funções de relevo, foi Ministro do Interior dos governos presididos por António de Oliveira Salazar.[1] Era advogado, licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra (1911). Conterrâneo de Oliveira Salazar, mantinha com ele fortes afinidades ideológicas, sendo católico militante e membro do CADC. No período da Primeira República Portuguesa foi membro da União Liberal Republicana, de Cunha Leal.[2] Mário Pais de Sousa era irmão de Abel Pais de Sousa, casado com Laura Salazar, irmã de António de Oliveira Salazar e empregado da Companhia dos Caminhos de Ferro da Beira Alta. A sua família já possuía histórico ligado aos caminhos de ferro sendo que seu pai era chefe da estação e seu tio, de origem espanhola, Manuel Calix (em português Cales), imigrou para Portugal com o propósito dos projectos da construção das linhas ferroviárias tendo sido chefe dos maquinistas da linha do Vale do Vouga. Era também primo de António Pascoal, engenheiro fundador da conhecida marca de produtos alimentares e da sua fundação homónima e ainda ex-presidente do S.C. Beira-Mar.

Notas