Francisco Vieira Machado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francisco Vieira Machado
Nascimento 1898
Morte 1972 (74 anos)
Cidadania Portugal
Prêmios Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo, Grã-Cruz da Ordem do Império

Francisco José Vieira Machado GCCGCIC (8 de fevereiro de 1898 - 1 de setembro de 1972) foi um político, um banqueiro e um jurista do tempo do Estado Novo que, entre outras funções, foi Ministro das Colónias (1936-1944).

Habilitações literárias[editar | editar código-fonte]

Licenciatura em Direito pela Universidade de Lisboa (1919); Curso de Ciências Económicas em Paris.

Profissão[editar | editar código-fonte]

Político, banqueiro e jurista.

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Breve período como Advogado. Ingressa nos quadros do Banco Nacional Ultramarino (1926); Vice-governador do Banco Nacional Ultramarino (1926-1929); Administrador do Banco Nacional Ultramarino (1929-1934); Diretor do Anglo-Portuguese, Colonial and Overseas Bank, Ltd. e do Banque Franco-Portugais d’Outremer (1930-1965); Recusa o convite para substituir José Caeiro da Mata no Banco de Portugal (1932); Vice-presidente da I Conferência Económica do Império Colonial (1933); Presidente do Conselho Fiscal e Administrador da Companhia de Seguros “A Mundial” (1943-1968); Governador do Banco Nacional Ultramarino (1951-1972); Presidente da Direção do Banco Ultramarino Brasileiro do Rio de Janeiro (1954-1961).

Perfil político-ideológico[editar | editar código-fonte]

Foi o grande construtor do “Império Colonial Português”.

Carreira político-administrativa[editar | editar código-fonte]

Subsecretário de Estado das Colónias (1934-01-20 a 1935-02-16); Vogal do Conselho do Império Colonial Português (1932-1934); Presidente do Conselho do Império Colonial Português (1934-1944); Ministro as Colónias (1936-01-18 a 1944-09-06); Vogal do Conselho Superior do Ultramar; Vogal da Comissão Central da União Nacional (1956); Procurador à Câmara Corporativa (IV a X legislaturas). Foi patrono do Liceu de Díli, que conservou o seu nome durante a ocupação indonésia (1975-1999).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.