Antonio López Ferreiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Antonio López Ferreiro
Nascimento 9 de novembro de 1837
Santiago de Compostela
Morte 20 de março de 1910 (72 anos)
Vedra
Cidadania Espanha
Ocupação escritor, historiador, romancista, clérigo
Religião Igreja Católica

Antonio López Ferreiro (Santiago de Compostela, 9 de Novembro de 1837Vedra, 20 de Março de 1910) foi um escritor em língua galega e historiador.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou a carreira eclesiástica em Santiago, onde aprendeu latim, filosofia, teologia e direito canônico, até 1862. Ao ano seguinte marchou a Madrid e licenciou-se em Sagrada Teologia. Na Escola Superior de Diplomática dedicou-se durante três anos à transcrição de documentos galegos do Arquivo Histórico Nacional, e terminou conseguindo o título de arquivista-bibliotecário.

Placa em a sua casa natal em Compostela.

Em 1866 regressou a Galiza como pároco de Vedra (A Corunha), desde onde continuou publicando artigos sobre suas pesquisas históricas. Em Agosto de 1871 foi nomeado cônego do Cabido compostelano, o que lhe permitiu aceder ao arquivo documental da catedral, e aproveitá-lo para realizar trabalhos de pesquisa, trabalho no qual se destaca a criação da revista Galiza Histórica (publicada entre 1901 e 1903). Também lhe serviu para cultivar o romance histórico, gênero de enorme vigência no Romantismo que até o momento não fora tratado na literatura galega.

Foi sócio correspondente da Real Academia da História da Espanha e acadêmico de número da Real Academia Galega (1905).

Em 1978 foi-lhe dedicado o Dia das Letras Galegas.

Obra literária[editar | editar código-fonte]

Deixou três romances históricos:

O propósito historiográfico faz que López Ferreiro inclua nos três romances descrições de monumentos e transcrições de documentos históricos.

O autor tinha plena consciência do seu trabalho em prol da ressurreição e reabilitação da língua galega. É importante a sua riqueza de léxico e sintaxe, ocasionalmente incluindo arcaísmos recuperados da documentação medieval.

Obra científica[editar | editar código-fonte]

  • (em castelhano) La Historia de Compostela y su reprobación crítica por Masdeu (1866).
  • (em castelhano) El Sepulcro del apóstol Santiago (1872).
  • (em castelhano) Leyenda sobre la vida de San Pedro de Mezonzo (1872).
  • (em castelhano) Estudio histórico crítico sobre el Priscilianismo (1878).
  • (em castelhano) Galicia en el último tercio del siglo XV (1883).
  • (em castelhano) Don Rodrigo de Luna (1884).
  • (em castelhano) El Pórtico de las Platerías (1884).
  • (em castelhano) Don Alfonso VII, rey de Galicia, y su ayo el conde de Traba (1884).
  • (em castelhano) El Pórtico de la Gloria (1886).
  • (em castelhano) Fueros municipales de Santiago y su tierra (1895).
  • (em castelhano) Historia de la Santa A.M. Iglesia de Santiago de Compostela.
  • (em castelhano) Santiago y la crítica moderna (1901).
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Antonio López Ferreiro