Doce Mel Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Doce Mel
Doce Mel Esporte Clube.png
Nome Doce Mel Esporte Clube
Alcunhas tricolor
azulão
Mascote lobo-guará
Fundação 1 de fevereiro de 1984 (37 anos)
Estádio Pedro Caetano
Capacidade 2 500 pessoas
Localização Ipiaú, BA
Presidente Eduardo Catalão
Treinador Índio Ferreira
Competição Baianão - Série A
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

Doce Mel Esporte Clube, anteriormente Associação Desportiva Atlanta, é uma agremiação esportiva brasileira de Ipiaú, no estado da Bahia. Suas cores são azul, vermelho e branco.

História[editar | editar código-fonte]

A Associação Desportiva Atlanta foi fundada em 1º de Fevereiro de 1984. Com o nome de Atlanta, a agremiação conquistou o título da 2.ª Divisão do Campeonato Baiano em 1987, chegando à 1.ª Divisão no ano seguinte..[1]

Ao chegar na elite do futebol baiano, o Atlanta estreou na primeira divisão do Campeonato Baiano no dia 28 de fevereiro, sendo derrotado em casa pela Catuense por 2 a 1. No primeiro turno, marcou apenas um ponto em cinco jogos. No segundo turno, foram dois pontos em quatro partidas. No terceiro turno, teve sua melhor participação, marcando seis pontos em cinco partidas e chegando ao quadrangular final do turno. No quadrangular final, a equipe perdeu as três partidas: 5 a 0 para o Esporte Clube Bahia, 7 a 2 para o Fluminense de Feira e 1 a 0 para a Catuense. No quarto turno, perdeu as quatro partidas que disputou e acabou rebaixado para a 2.ª Divisão de 1989.[2]

Após o rebaixamento, o Atlanta disputou a 2.ª Divisão até o ano de 1992. Em 1993, abandonou o profissionalismo até 2000, quando retornou na 3.ª Divisão, sem conseguir bons resultados.[3] Em 2008, apoiado pela empresa Doce Mel, da cidade de Ipiaú, voltou ao futebol profissional na 2.ª Divisão. Devido a um tropeço no último jogo contra o Cruzeiro (que era lanterna, estava eliminado e com dois atletas a menos em campo, e mesmo assim conseguiu chegar ao empate com um gol no último minuto de jogo), ficou de fora da fase semi-final. Após um ano sabático, o Atlanta retornou às atividades em 2010 para disputar a 2.ª Divisão novamente com o apoio da Doce Mel. A princípio, exigiu que o Atlanta jogasse em Ipiaú, mas como o estádio dessa cidade não atendia as exigências da FBF, o Atlanta mandou seus jogos na cidade de Jequié, sede da equipe.[2]

O Atlanta foi adquirido pelo Grupo Doce Mel em 2017 e mudou de nome definitivamente em 2019. Sua sede também mudou de Jequié para a cidade de Ipiaú.[4]

Titulos[editar | editar código-fonte]

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
BAtrophy.png Campeonato Baiano - 2.ª Divisão 2 1987 e 2019

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Competição Temporadas Melhor campanha Anos P Aumento R Baixa
Bahia Campeonato Baiano 3 9.º colocado (2020) 1988, 2020-2021 1
Segunda Divisão 7 Campeão (1987 e 2019) 1987, 1990-1992, 2008, 2010, 2019 2
Terceira Divisão 1 6.º colocado (2000) 2000

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Copa do Nordeste Campeonato Baiano
Div. Pos. Pts J V E D GP GC Fase Máxima Fase Máxima Div. Pos.
2019 D Não classificado 2D 1.º
2020 D Não classificado 1D 9.º
2021 D Não classificado 1D 9.º


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Eliminado na semifinal.
     Rebaixado à divisão inferior.
     Campeão e promovido à divisão superior
     Promovido à divisão superior.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Evolução do Escudo do Doce Mel
1984 – 1994 1995 – 2008 2009 – Atual
Atlanta.jpg DoceMelEC.png Doce Mel Esporte Clube.png

Referências

  1. «Brazil - Bahia State League 1914-1993». www.rsssf.com. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  2. a b «Doce Mel Esporte Clube». www.futeboldabahia.com.br. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  3. «Brazil - Bahia State Third Level 2000 (Torneio Seletivo)». www.rsssf.com. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  4. Rios, Gabriel. «'Voluntário', presidente do Doce Mel valoriza projeto e quer mudar mentalidade do futebol». www.bahianoticias.com.br. Consultado em 16 de dezembro de 2020