Basquete na América do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Basquete da América do Sul)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O basquetebol da América do Sul, em termos de competição interclubes, tem como principal torneio a Liga Sul-Americana, que foi disputada pela primeira vez em 1996. Desde então, só uma edição deixou de ser realizada, em 2003.

Desde 2007, passou a ser jogada também a Liga das Américas[1], que reuniu também equipes do México e da América Central. A Liga das Américas é considerada a principal competição da região, relegando a Liga Sul-Americana o 2º nível. Em 2019, a Liga das Américas foi sustituída pela Champions League Américas.

A competição interclubes mais antiga na América do Sul, foi o Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões (1946-2008),[2] até o surgimento do Campeonato Pan-Americano de Clubes (1993) e da Liga Sul-Americana de Basquete (1996).

As duas principais forças de basquetebol no sub-continente sul-americano são Brasil e Argentina, que monopolizam os títulos continentais. Abaixo, está apresentado um resumo dos campeões do continente a partir de 1990.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Temporada Liga Argentina[3] Liga Brasileira Liga Uruguaia[4] Campeonato Sul Americano de Campeões[5] Liga Sul Americana[6] Liga das Américas[7] Champions League Américas
1989/1990 Argentina Atenas Brasil Franca Uruguai Bigua Venezuela Trotamundos
1990/1991 Argentina Gimnasia Pedernera Brasil Franca Uruguai Cordón Brasil Franca
1991/1992 Argentina Atenas Brasil Rio Claro Uruguai Cordón Brasil Franca
1992/1993 Argentina Gimnasia Pedernera Brasil Franca Uruguai Cordón Uruguai Biguá
1993/1994 Argentina Peñarol Brasil Corinthians-RS Uruguai Hebraica y Macabi Argentina Atenas
1994/1995 Argentina Independiente Brasil Rio Claro Uruguai Cordón Argentina Atenas
1995/1996 Argentina Olimpia V.T. Brasil Corinthians Uruguai Cordón Brasil Rio Claro Argentina Olimpia V.T.
1996/1997 Argentina Boca Juniors Brasil Franca Uruguai Welcome Argentina Independiente Argentina Atenas
1997/1998 Argentina Atenas Brasil Franca Uruguai Welcome Argentina Atenas
1998/1999 Argentina Atenas Brasil Franca Uruguai Welcome Brasil Vasco Brasil Vasco
1999/2000 Argentina Estudiantes Brasil Vasco Uruguai Welcome Brasil Vasco Brasil Vasco
2000/2001 Argentina Estudiantes Brasil Vasco Uruguai Cordón Venezuela Trotamundos Argentina Estudiantes
2001/2002 Argentina Atenas Brasil Bauru Uruguai Cordón Venezuela Delfines Cabimas Argentina Libertad
2002/2003 Argentina Atenas Brasil COC Ribeirão Preto Uruguai Defensor Venezuela Delfines Miranda
2003/2004 Argentina Boca Juniors Brasil Unit Uberlândia Uruguai Defensor Venezuela Delfines Miranda Argentina Atenas
2004/2005 Argentina Ben Hur Brasil Telemar Rio de Janeiro Uruguai Salto Argentina Boca Juniors Brasil Unit Uberlândia
2005/2006 Argentina Gimnasia Comodoro Uruguai Trouville Argentina Boca Juniors Argentina Ben Hur
2006/2007 Argentina Boca Juniors Brasil Lobos Brasília Uruguai Malvin Argentina Boca Juniors Argentina Libertad
2007/2008 Argentina Libertad Brasil Flamengo Uruguai Bigua Brasil Minas Argentina R. Corrientes Argentina Peñarol
2008/2009 Argentina Atenas Brasil Flamengo[8] Uruguai Bigua Uruguai Bigua Brasil Flamengo Brasil Lobos Brasília
2009/2010 Argentina Peñarol Brasil Lobos Brasília[8] Uruguai Defensor Argentina Quimsa Argentina Peñarol
2010/2011 Argentina Peñarol Brasil Lobos Brasília[8] Uruguai Malvin Brasil Lobos Brasília Argentina R. Corrientes
2011/2012 Argentina Peñarol Brasil Lobos Brasília[8] Uruguai Hebraica y Macabi Argentina Obras S. México Pioneros
2012/2013 Argentina R. Corrientes Brasil Flamengo[8] Uruguai Aguada Argentina Corrientes Brasil Pinheiros
2013/2014 Argentina Peñarol Brasil Flamengo[8] Uruguai Malvin Brasil Lobos Brasília Brasil Flamengo
2014/2015 Argentina Quimsa Brasil Flamengo[8] Uruguai Malvin Brasil Bauru Brasil Bauru
2015/2016 Argentina San Lorenzo Brasil Flamengo[8] Uruguai Hebraica y Macabi Brasil Lobos Brasília Venezuela Guaros de Lara
2016/2017 Argentina San Lorenzo Brasil Bauru[9] Uruguai Hebraica y Macabi Brasil Mogi das Cruzes Venezuela Guaros de Lara
2017/2018 Argentina San Lorenzo Brasil Paulistano[10] Uruguai Malvin Venezuela Guaros de Lara Argentina San Lorenzo
2018/2019 Argentina San Lorenzo Brasil Flamengo Uruguai Aguada Brasil Franca Argentina San Lorenzo
2019/2020 Argentina Brasil Uruguai

Maiores campeões[editar | editar código-fonte]

Liga das Américas[7]

  • Argentina Peñarol de Mar del Plata - 2 vezes
  • Venezuela Guaros de Lara - 2 vezes
  • Argentina San Lorenzo - 2 vezes
  • Brasil Lobos Brasília - 1 vez
  • Argentina Regatas Corrientes - 1 vez
  • Brasil Pinheiros - 1 vez
  • Brasil Flamengo - 1 vez
  • Brasil Bauru - 1 vez

Liga Sul-Americana[6]

  • Argentina Atenas de Córdoba - 3 vezes
  • Brasil Lobos Brasília - 3 vezes
  • Argentina Libertad Sunchales - 2 vezes
  • Argentina Regatas Corrientes - 2 vezes
  • Brasil Vasco da Gama - 2 vezes

Campeonato Sul-Americano de Campeões[5]

  • Brasil Sirio - 8 vezes[11]
  • Brasil Franca - 6 vezes
  • Argentina Boca Juniors - 3 vezes
  • Argentina Ferro Carril Oeste - 3 vezes
  • Venezuela Trotamundos - 3 vezes

Campeonato Argentino[3]

  • Argentina Atenas de Córdoba - 9 vezes
  • Argentina Peñarol de Mar del Plata - 5 vezes
  • Argentina Boca Juniors - 3 vezes
  • Argentina Obras Sanitárias - 3 vezes
  • Argentina Ferro Carril Oeste - 3 vezes

Campeonato Brasileiro

  • Brasil Franca - 11 vezes
  • Brasil Sirio - 7 vezes
  • Brasil Flamengo - 7 vezes
  • Brasil Monte Libano - 5 vezes
  • Brasil Corinthians - 4 vezes
  • Brasil Lobos Brasília - 4 vezes

Campeonato Uruguaio[4]

  • Uruguai Defensor - 20 vezes
  • Uruguai Welcome - 9 vezes
  • Uruguai Aguada - 9 vezes
  • Uruguai Cordón - 8 vezes
  • Uruguai Olimpia - 8 vezes

Referências

  1. «Fiba anuncia calendário da Liga das Américas de clubes». Jornal Estadão. Esportes. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  2. «South American Club Championships 1998 - Men Basketball» [Campeonato Sul-Americano de Clubes 1998 - Basquete Masculino]. Sports IT Solutions. LatinBasket. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  3. a b «Liga Nacional de Básquet». Enciclopédia Wikipédia. 23 de junho de 2018. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  4. a b «Liga Uruguaya de Básquetbol». Enciclopédia Wikipédia. 23 de maio de 2018. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  5. a b «Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões de Basquete Masculino». Enciclopédia Wikipédia. 4 de janeiro de 2019. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  6. a b «Liga Sul-Americana de Basquete». Enciclopédia Wikipédia. 19 de janeiro de 2019. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  7. a b «FIBA Liga das Américas». Enciclopédia Wikipédia. 30 de janeiro de 2019. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  8. a b c d e f g h Amaral, Daniel (9 de junho de 2016). «NBB: Veja os times que já foram campeões da competição». Portal Torcedores. Noticias. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  9. «Alex decide, Bauru domina Paulistano e é campeão do NBB pela primeira vez». Rede ESPN. Notícia. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  10. «Paulistano supera pressão do Mogi e é campeão do NBB pela primeira vez». Jornal Gazeta Esportiva. Esportes. 2 de junho de 2018. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  11. Latinbasket (ed.) South American Club Championships 1998 - Men Basketball (em inglês). Página visitada em 19-10-2014.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Basquete na América do Sul