Cachimbo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Um cachimbo do tipo 4-Square Billiard
Índio pataxó brasileiro com um cachimbo tradicional indígena

O cachimbo, também chamado pito[1] , é um instrumento utilizado para fumar, geralmente, tabaco. É composto de um recipiente (o chamado fornilho) onde se queima o fumo e de um tubo (a chamada piteira) por onde se aspira a fumaça produzida pelo fumo.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Cachimbo" deriva do termo quimbundo kixima[2] . "Pito" deriva do tupi petï'ar, "tomar o tabaco"[3] .

Tipos de Cachimbo[editar | editar código-fonte]

Existem vários formatos [4] de cachimbo, tais como billiard (o formato clássico da maioria dos cachimbos), apple, bent apple, calabash, bulldog, straight, churchwarden, volcano etc...

O da Ilustração é um 4-Square Billiard, nome que é dado aos cachimbos com as laterais do fornilho quadradas (formato Square-Panel, onde a piteira é redonda) e com a haste da piteira também quadrada. Em Resumo, o formato 4-Square, é um Square-Panel onde também a piteira é quadrada.

Há uma infinidade de misturas de tabacos, também chamadas blends, disponíveis para os fumantes de cachimbos. São geralmente feitas com diversos variedades, Tipos de Tabaco[5] , a saber: Virgínia, Burley, Cavendish, Latakia, Perique etc...

O tipo Cavendish, por exemplo, caracteriza Tabaco de variedade Virginia, que foi tratado com açúcar ou mel e uma bebida alcoólica, para lhe conferir Suavidade. Recebe este nome, porque teria sido inventado pelo Navegador e Corsário Inglês, Almirante Sir Thomas Cavendish.

Em um outro exemplo, o Tabaco tipo Latakia, é fumo Virgínia fermentado e seco e depois defumado com fumaça de folhas de Pinheiro ou Cipreste. Recebe esse nome, porque é originário e produzido na Síria, na região conhecida como Lataquia.

O cachimbo, geralmente, é feito de madeira, mas outras matérias-primas podem ser usadas na sua confecção, como o Meerschaum, o barro, espigas de milho, porcelana, acrílico, vidro etc.

Meerschaum [6] , palavra Alemã que significa "Espuma do Mar", é um Mineral. Um Silicato Hidratado de Magnésio, encontrado nas Costas do Mar Negro e na Turquia.

O Cachimbo pode ser usado como peça religiosa (no caso dos povos indígenas americanos), como símbolo de status ou como uma simples fonte de prazer.

Dependendo da substância queimada, ela pode reagir de diferentes formas com o organismo do fumante. No caso do tabaco para cachimbo, sua composição não ácida faz com que a Nicotina seja absorvida pela mucosa bucal sem a necessidade de ser absorvida pelos pulmões. Chama-se comumente, a esta absorção pelos pulmões, de "tragar".

História[editar | editar código-fonte]

O uso do cachimbo teve início nas Américas, no período pré-colombiano. Fazia parte de rituais sagrados dos povos ameríndios significando, para algumas culturas, a união do mundo terrestre (representado pelas folhas) com o celeste (representado pela fumaça). Uma das lendas ameríndias que contam essa relação é a Lenda do Búfalo Branco, pertencente à cultura sioux, que atribui uma origem divina ao cachimbo[7] .

Nas artes, é famosa uma pintura de René Magritte que é intitulada Ceci n'est pas une pipe, que significa "isto não é um cachimbo". Johann Sebastian Bach dedicou a seu cachimbo a aria So oft ich meine Tobackspfeife, um poema musicado em que o compositor atribui ao fumar o cachimbo uma antevisão da imortalidade[8] .

Expressões Idiomáticas[editar | editar código-fonte]

As expressões "fumar cachimbo com o inimigo" e "fumar o cachimbo da paz" têm o sentido de oferecer uma trégua ou fazer uma tentativa de reconciliação com um adversário.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Cachimbo

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.307
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.307
  3. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 341
  4. http://www.pipedia.org/index.php?title=Pipe_Shapes
  5. https://en.wikipedia.org/wiki/Types_of_tobacco
  6. https://en.wikipedia.org/wiki/Meerschaum
  7. http://www.caminhosdeluz.org/A-228.htm
  8. http://sucrilhosforever.blogspot.com/2010_05_01_archive.html