Carlos Rodrigues Corrêa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Carlos Rodrigo Corrêa)
Ir para: navegação, pesquisa
Corrêa
Carlos Rodrigues Corrêa.jpg
Informações pessoais
Nome completo Carlos Rodrigo Corrêa
Data de nasc. 29 de dezembro de 1980 (35 anos)
Local de nasc. Limeira (SP),  Brasil
Nacionalidade Brasil Brasileira
Altura 1,76 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Flag of None.svg Indefinido
Posição Volante e/ou Lateral-direito
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2001
2002
20032006
20062009
20092010
20102011
2012
2013
20142016
>Brasil São Bento
Brasil XV de Piracicaba
Brasil Palmeiras
Ucrânia Dínamo de Kiev
Brasil Atlético Mineiro (emp.)
Brasil Flamengo (emp.)
Brasil Palmeiras
Brasil Portuguesa
Brasil Fortaleza


0192 000(15)
0060 0000(8)
0034 0000(3)
0025 0000(0)
0017 0000(2)
0058 0000(2)
0109 0000(4)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 9 de outubro de 2016.

Carlos Rodrigo Corrêa,[1] mais conhecido como Corrêa (Limeira, 29 de dezembro de 1980[2]), é um futebolista brasileiro que atua como volante. Atualmente, está sem clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Corrêa começou no E.C. Primavera de Indaiatuba disputando a copa São Paulo de Futebol Junior depois teve uma passagem pelo Capivariano e depois foi para o São Bento em 2001 e logo em 2002 já atuava pelo XV de Piracicaba, quando chamou a atenção do Palmeiras, time pelo qual vestiu a camisa por quase 3 anos. Disputou a Série B do Campeonato Brasileiro de 2003 e ainda duas Copas Libertadores da América pelo clube paulista e participou das duas campanhas de destaque do clube alvi-verde em 2004 e 2005, quando a equipe conquistou a 4ª colocação no Campeonato Brasileiro. Em 2006 acertou sua saída para a Ucrânia, onde defendeu as cores do Dínamo de Kiev, clube pelo qual conquistou títulos importantes durante aproximadamente 3 anos e meio. Após demonstrar interesse em voltar a atuar pelo futebol brasileiro, Corrêa chegou a ter um acordo verbal com o Flamengo, porém acabou assinando empréstimo de um ano com o Atlético Mineiro[3] e prorrogando seu vínculo com os ucranianos por mais seis meses, até junho de 2011.

Corrêa vinha sendo um dos principais jogadores do Atlético Mineiro, com belas atuações e eximia técnica na ligação de contra-ataques.

Devido ao alto valor que o Dínamo de Kiev vinha pedindo ao Atlético Mineiro, Corrêa não teve seu contrato renovado com o clube mineiro[4] o qual o Dínamo de Kiev emprestou o jogador por 1 temporada.

Em 25 de junho de 2010, foi anunciado como novo reforço do Flamengo, por empréstimo de 1 ano. O valor pago pelo Flamengo foi cerca de R$ 360 mil[5].

Em Junho de 2011, depois de estar treinando em separado ao elenco do Flamengo, Corrêa voltou para o Dínamo de Kiev.

Em 14 de agosto de 2012, foi anunciado como reforço do Palmeiras, até o fim do ano.[6] Fez sua reestreia contra o Atlético Goianiense no dia 20 de agosto de 2012[7], e seu primeiro gol desde sua volta na partida contra o Santos, no dia 25 de agosto de 2012.[8]

Após integrar o elenco que foi rebaixado para a Série B, foi dispensado do clube junto com outros quatro jogadores após o término da temporada 2012.[9]

Em 21 de dezembro de 2012 foi anunciado como reforço da Portuguesa para a temporada seguinte.[10] Sua apresentação oficial aconteceu no dia 03 de janeiro de 2013.[11]

Em 2014, acertou com o Fortaleza.[12]

Na primeira temporada no Fortaleza foi um dos líderes da equipe junto com outros jogadores experientes como Marcelinho Paraíba e o atacante Robert. Apesar de um ano com pouquíssimas derrotas, não conseguiu o tão sonhado acesso a Serie B para o Fortaleza.

Após a frustada derrocada da equipe cearense, foi um dos poucos jogadores que permaneceram para 2015. Sendo neste ano o capitão da equipe e um dos jogadores de maior regularidade. Logo conquistou a torcida e se tornou no jogador mais querido da equipe pela liderança e ótimo futebol apresentado.

Liderou a equipe no título estadual após quatro anos de conquista do rival. Foi selecionado para equipe do ano do Campeonato Cearense de 2015.

Após mais uma excelente campanha na Série C do Campeonato Brasileiro junto com o Fortaleza, onde a equipe foi novamente a melhor de toda a competição no primeiro turno, o filme se repete e mais uma nova "tragédia" acontece, mais uma vez no mata-mata o time cearense não obtém o tão sonhado acesso.

Corrêa vai seguir novamente com a equipe cearense por mais uma temporada, com sua liderança e regularidade será mais vez uma das esperanças da equipe para o tão sonhado retorno a Série B.

No dia 31 de Julho de 2016, na partida contra o Confiança, válida pela Série C do Campeonato Brasileiro, Corrêa fez a sua 100ª partida com a camisa do Fortaleza[13].

No dia 3 de dezembro de 2016, o contrato de Corrêa se encerrou e não foi renovado.[14]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
Dínamo de Kiev
Atlético Mineiro
Portuguesa
Fortaleza

Marcas pessoais[editar | editar código-fonte]

Atlético Mineiro
  • Melhor volante do Troféu Guará: 2009
  • Melhor volante do Troféu Globo Minas: 2010
Fortaleza

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]