Carlos Trilha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Carlos Trilha
Informação geral
Nome completo Carlos Trilha Muller
Também conhecido(a) como Carlos Trilha
Nascimento 04 de janeiro de 1970
Local de nascimento Florianópolis, Santa Catarina
País Brasil
Nacionalidade Brasileiro
Gênero(s) rock, eletrônico, rock and roll, MPB
Ocupação(ões) produtor musical
Instrumento(s) piano, teclados, sintetizadores, baixo, guitarra, bateria
Período em atividade 1984 – presente
Outras ocupações piloto privado
Afiliação(ões) Renato Russo, Legião Urbana, Marisa Monte
Influência(s) Jean Michel Jarre, Kraftwerk, Pink Floyd

Carlos Trilha (Florianópolis,[1] 1970) é um instrumentista e produtor musical brasileiro.

Arranjou e produziu os CDs solo do cantor Renato Russo, The Stonewall Celebration Concert,[2] Equiliíbrio Distante e O Último Solo[3] vendendo mais de 2,5 milhão de cópias.[4]

Foi músico de apoio da Legião Urbana nas turnês V e Descobrimento do Brasil, sendo também músico de estúdio durante a gravação do A Tempestade e Uma Outra Estação.

A música Sagrado Coração do oitavo e último álbum da Legião Urbana é de sua co-autoria com Renato Russo. Essa co-autoria só foi reconhecida após um fã enviar um trecho de uma entrevista na qual Renato afirmava que havia composto a música com Trilha. Após o reconhecimento por parte da família de Renato, o álbum foi relançado com o nome de Carlos Trilha ao lado de Renato Russo.[5]

Em 1999 produziu o álbum Forza Sempre, álbum de maior sucesso do cantor Jerry Adriani na década de 90. O álbum traz Jerry cantando em italiano os maiores sucessos da banda Legião Urbana. Este álbum é considerado um de seus maiores sucessos na carreira pós Jovem Guarda, atingindo a marca de 200 mil cópias vendidas. A canção Santa Luccia Luntana foi incluída na trilha sonora da novela Terra Nostra.[6]

Produziu também dois álbuns do cantor Lobão: Uma Odisséia no Universo Paralelo, em 2001 e Canções dentro da Noite Escura,[7][8] em 2005. Entre outros trabalhos produzidos, pode-se citar: Autoramas, Cabaret, Libra, Penélope e Tijuquera (SC). Destaca-se também a participação especial no show dos 15 anos ao vivo da banda Catedral em 2003, além de produzir cinco projetos da banda Catedral (2003-2005).

Em 2007, concluiu seu trabalho solo, denominado Retrotech, no qual expressa sua paixão pelos sintetizadores e teclados da década de 1980. Ele também foi integrante da banda de rock brasileiro Tantra (Banda Tantra), que lançou seu primeiro CD em 1996. O disco Eles não eram nada trazia o single Corvos Sobre o Campo além de uma versão furiosa de Tropicália (Caetano Veloso). Ambas as músicas alcançaram notoriedade entre os veículos de comunicação. O segundo álbum da banda chamado A Febre dos Sonhos (2007) e o terceiro álbum intitulado O Fim da Infância (2009),[9] contaram com sua produção musical, sendo ambos realizados no estúdio Órbita Music.

Participou como tecladista e programador nas turnês de Marisa Monte Memórias, Crônicas e Declarações de Amor (2000/01), Universo Particular (2006/07)[10] e Verdade, Uma Ilusão Tour 2012/13. Também esteve presente na turnê Ana Carolina Estampado (2003/04) e #AC (2014).

Em 2013 grava e produz o álbum autoral Livre da cantora e compositora Danni Carlos no estúdio Órbita Music - Rio de Janeiro.[11] .[12] A edição física foi disponibilizada nas lojas a partir de setembro de 2014 pela gravadora Coqueiro Verde Records e vendeu 10.000 mil cópias.[13] Este é o oitavo álbum da discografia da cantora e traz três músicas compostas em inglês: Brave, Eyes and wings e Snake eyes; e oito músicas em português: A chuva quer cair, Amo você, Anzol, Navio, Se essa rua fosse minha, Umbigo e Vem me dizer.[14]

Em 2014 foi produtor do álbum Daza,[15] sexto álbum da expressiva banda catarinense Dazaranha; e no ano de 2016, volta a produzir para a banda dando vida ao álbum Afinar As Rezas, álbum lançado pela Paravox logo após a saída do vocalista e sócio-fundador Gazu.[16]

Atualmente. além dos trabalhos de produção musical, faz participações especiais - tocando órgão e sintetizador - no show do Los Sebosos Postizos,um projeto paralelo que nasceu de parte da Nação Zumbi (Jorge du Peixe, Lúcio Maia, Dengue, Pupillo); e, viaja pelo Brasil apresentando o show Venha Cantar Legião com seu parceiro Fred Nascimento.[17][18][19]

Indicações e prêmios[editar | editar código-fonte]

Premiado: Equilíbrio Distante - Melhor Álbum em Língua Estrangeira no 9º Prêmio da Música Brasileira (1996) - Ano Milton Nascimento.[20]

Premiado: Golfinho de Ouro no Cannes Corporate Media & TV Award 2012 pelo filme institucional Nossa História sobre os 70 anos da empresa.[21][22][23]

Indicado: Trilha Sonora Original do filme Somos Tão Jovens finalista como melhor trilha sonora original no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2014[24]

Premiado: Melhor Trilha Sonora do filme Somos Tão Jovens no Oitavo Los Angeles Brazilian Film Festival 2015[25]

Citações em livros[editar | editar código-fonte]

Dado Villa-Lobos - Memórias de um Legionário[26]

Renato Russo: O filho da Revolução[27]

Admirável Chip Novo: A música na Era da Internet[28]

Renato Russo: o trovador solitário[29]

Conversações com Renato Russo[30]

Referências

  1. «Catarinense assina trilha sonora de filme sobre adolescência de Renato Russo». Diário Catarinense 
  2. «Dado Villa-Lobos - Memórias de um Legionário». Google Books. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  3. «Billboard - 24 Jan 1998 - Page 56». Revista BillBoard. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  4. «Sai mais um CD do baú da Legião Urbana». Caderno de Cultura Estadão em 2001. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  5. «Álbuns da Legião são relançados em CD e Vinil». Caderno de Cultura Estadão em 2010. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  6. «Jerry Adriani canta com aval dos legionários». Folha de São Paulo. Consultado em 25 de maio de 2017 
  7. «Noite escura e pesada». Revista Áudio Música e Tecnologia. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  8. «Lobão grava disco com os amigos... que já se foram». Ilustrada - Folha de S.Paulo. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  9. «Irmã de Renato Russo lança álbum de estreia ao lado da banda Tantra». Música UOL. Consultado em 30 de maio de 2017 
  10. «Revista Trip Jul 2000». Revista Trip. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  11. «Em desabafo, Danni Carlos reclama da indústria musical». Caras UOL. Consultado em 30 de maio de 2017 
  12. «Danni Carlos Release». Site Oficial Danni Carlos. Consultado em 29 de maio de 2017 
  13. «Com novo trabalho autoral, Danni Carlos está de volta.». Época O Globo. Consultado em 30 de maio de 2017 
  14. «CD autoral de Danni Carlos, 'Livre' ganha edição física via Coqueiro Verde». Blog Notas Musicais. Consultado em 30 de maio de 2017 
  15. «Daza, novo disco do Dazaranha». Diário Catarinense RBS. Consultado em 25 de maio de 2017 
  16. «Dazaranha mantém identidade intacta em Afinar as Rezas». Diário Catarinense RBS Entretenimento. Consultado em 25 de maio de 2017 
  17. «Open Sound promove shows gratuitos em Florianópolis». G1 Globo. Consultado em 30 de maio de 2017 
  18. «Venha Cantar Legião». Site Oficial. Consultado em 29 de maio de 2017 
  19. «Show com ex-integrantes da Legião Urbana ocorre neste domingo». Diario Do Sul. Consultado em 29 de maio de 2017 
  20. «9º Prêmio da Música Brasileira (1996) - Ano Milton Nascimento». Prêmio da Música Brasileira. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  21. «Filmes corporativos da Vale serão premiados em Cannes». revistaesbrasil.com.br. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  22. «Sobre Daniel Lieff premiado em Cannes por documentário corporativo». conspiracao.com.br. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  23. «Filmes da Vale são premiados em Cannes». vale.com. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  24. «13º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro (2014)». G1 Globo.com. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  25. «8th LABFRR». Los Angeles Brazilian Festival. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  26. «Dado Villa-Lobos - Memórias de um Legionário». Livro Google Books. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  27. «Renato Russo: O filho da Revolução». Livro. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  28. «Admirável Chip Novo: A música na Era da Internet». Livro. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  29. «Renato Russo: o trovador solitário». Livro. Consultado em 29 de setembro de 2015 
  30. «Conversações com Renato Russo». Livro. Consultado em 29 de setembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.