Charles Duke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde abril de 2019)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Charles Duke
Nome completo Charles Moss Duke Jr.
Nascimento 3 de outubro de 1935 (83 anos)
Charlotte, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Cônjuge Dorothy Meade Claiborne
Filho(s)
  • Charles
  • Thomas
Alma mater Academia Naval dos Estados Unidos em Annapolis
Instituto de Tecnologia de Massachusetts
Ocupação
Serviço militar
Serviço Força Aérea dos Estados Unidos
Anos de serviço 1957–1986
Patente general de brigada
Condecorações Legião do Mérito
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 11d 01h 15min
Seleção Grupo 5 da NASA 1966
Tempo de AEV 21h 48min
Missões Apollo 16
Insígnia da missão Apollo-16-LOGO.png
Aposentadoria 1º de janeiro de 1976
Prêmios Medalha de Serviço
Distinto da NASA

Charles Moss Duke Jr. (Charlotte, 3 de outubro de 1935) é um astronauta e um dos doze homens que já pisaram na Lua.

Duke formou-se na Academia Naval em 1957 e passou a servir na Força Aérea dos EUA como piloto e instrutor de caças F-86 Sabre, F-101 e F-104 até 1966, quando passou a fazer parte do quadro de astronautas da NASA.

Em 1969, Duke foi o CAPCOM - o profissional da NASA que se comunica em tempo real com os astronautas no espaço durante as missões - em Houston da missão Apollo 11, e suas primeiras palavras a Neil Armstrong e Buzz Aldrin assim que eles avisaram que pousaram na Lua ("Houston, aqui Base da Tranquilidade. A Águia pousou.") ficaram famosas no mundo inteiro, através da transmissão de TV: "Entendido, Base da Tranquilidade, recebemos sua mensagem do solo. Vocês fizeram um monte de caras ficarem azuis por aqui. Já podemos respirar de novo. Muito obrigado".

Escalado como tripulante reserva da missão Apollo 13 em 1970, Duke contraiu caxumba do filho de um amigo numa festa de aniversário e causou entre os médicos da NASA a suspeita – não confirmada depois - de que ele teria contaminado o astronauta com quem treinava e de quem era o substituto imediato, Ken Mattingly. Com isso os dois foram retirados da missão, fazendo com que outro astronauta, o azarado John Swigert, fosse escalado e acabasse participando da quase trágica viagem da Apollo 13.

Em 1971, tornou-se o décimo homem a pisar na Lua como piloto do Módulo Lunar Orion, na missão Apollo 16, junto com o astronauta John Young, na quinta missão tripulada do Programa Apollo ao satélite, que pousou na montanhosa região lunar de Descartes. O Orion passou 71 horas pousado na Lua e Duke e Young ficaram 20 horas sobre a superfície, num total de três AEVs, coletando quase 100 kgs de rochas e realizando diversas experiências científicas, na área mais geograficamente acidentada da Lua.

Duke aposentou-se da NASA e da Força Aérea em fins dos anos 70 para entrar no mundo dos negócios da iniciativa privada, sendo hoje o dono de uma empresa de investimentos financeiros.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Charlie Duke