Columbus Crew Soccer Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Columbus Crew SC
Columbus Crew SC.png
Nome Columbus Crew Soccer Club[nota 1]
Alcunhas The Black & Gold
Principal rival Chicago Fire
Fundação 15 de junho de 1994 (24 anos)[2]
Estádio Mapfre Stadium
Capacidade 19 968[3]
Localização Columbus, Ohio
Proprietário Estados Unidos Precourt Sports Ventures, LLC
Presidente Estados Unidos Anthony Precourt
Treinador Estados Unidos Gregg Berhalter
Patrocinador JapãoEstados Unidos Acura
Material (d)esportivo Alemanha Adidas
Competição Major League Soccer
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Columbus Crew Soccer Club é uma equipe americana de futebol com sede em Columbus, no estado de Ohio, que disputa a MLS, a liga de futebol dos EUA. O clube era propriedade de Lamar Hunt, que também era dono do Kansas City Chiefs (futebol americano) e do FC Dallas, até o ano de 2006, quando morreu .É considerado o clube da classe operária Americana.

História[editar | editar código-fonte]

Guillermo Barros Schelotto ao atuar pelo Columbus Crew em partida contra o Seattle Sounders, na temporada 2009

1994: origens[editar | editar código-fonte]

Criado em 1994 na cidade de Columbus, estado de Ohio, pelo pioneiro do futebol nos EUA, Lamar Hunt (falecido em 2006), é um dos fundadores da MLS. O nome Crew significa, aproximadamente, equipe de trabalho. Seu escudo tem como símbolo uma equipe de operários e o time se denomina America's Hardest Working Team (A equipe que mais trabalha duro na América).

1996- atualidade: Títulos e contratações[editar | editar código-fonte]

Tem três títulos oficiais em seu currículo: a US Open Cup, em 2002 e MLS Supporters' Shield, em 2004, 2008 e 2009. Chegou pela primeira vez à final da MLS Cup em 13 de novembro de 2008 e conquistou seu primeiro título nessa competição. Em 2011, conquistou pela primeira vez a MLS Reserve Division.[4]

Guillermo Barros Schelotto[editar | editar código-fonte]

Em 19 de abril de 2007, o Crew anunciou a contratação do grande artilheiro da equipe argentina do Boca Juniors, Guillermo Barros Schelotto, que fez sua estreia em 5 de maio.

Trillium Cup, Liga dos Campeões da CONCACAF, Superliga[editar | editar código-fonte]

Em 13 de setembro de 2008, conquistou a Trillium Cup. A conquista da MLS Supporters' Shield em 2008 habilitou a equipe a disputar dois campeonatos internacionais em 2009: a Liga dos Campeões da CONCACAF e a Superliga.

Possível transferência para Austin[editar | editar código-fonte]

Torcedores com faixas de apoio a campanha "Save the Crew" antes de jogo contra o Chicago Fire em 2018

No dia 17 de outubro de 2017, o presidente do clube Anthony Precourt anunciou que poderia realocar a equipe para Austin, Texas se não fosse possível construir um estádio no centro de Columbus.[5] Preocupados com a possível realocação da equipe, os torcedores começaram a campanha Save the Crew, para que a equipe continue em Columbus.[6] Logo depois, foi revelado que a equipe tinha uma cláusula de contrato com a Major League Soccer para realocar a equipe para Austin caso não conseguisse construir um novo estádio.[7]

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

Chicago Fire[editar | editar código-fonte]

Embora não possua uma Copa, como outros clássicos na Major League Soccer, o maior rival do Columbus Crew é o Chicago Fire.[8]

Trillium Cup[editar | editar código-fonte]

Desde 2008, o Columbus Crew disputa anualmente um título com o Toronto FC. A Trillium Cup.

Em 28 de março de 2009, a rivalidade Toronto x Columbus se intensificou. Os resultados dentro de campo permaneceram a favor do Columbus, com uma série de 5 vitórias e 5 empates a favor do Columbus. No entanto, um incidente fora de campo envolvendo vários fãs do Columbus Crew e da grande quantidade de torcedores que viajaram do Toronto FC, fez essa rivalidade ficar mais violenta. Durante o incidente, um torcedor do Toronto FC foi preso, outro afirmava ter sido pego com pistolas pela polícia de Columbus. Foi relatado que o Crew Stadium, foi danificado por vandalismo na parte sul do estádio, onde os torcedores do Toronto FC estavam sentados.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
MLS Cup.svg MLS Cup 1 2008
CommunityShield.png MLS Supporters' Shield 3 2004, 2008, 2009
Carling.png US Open Cup 1 2002
Estados Unidos MLS Reserve Division 2 2011, 2012
Regionais
Competição Títulos Temporadas
Estados Unidos Carolina Challenge Cup 3 2004, 2017, 2018
Estados Unidos Lamar Hunt Pioneer Cup 6 2007, 2012, 2013, 2014, 2016, 2017
Conferência
Competição Títulos Temporadas
Estados Unidos MLS Eastern Conference (Playoff) 2 2008, 2015
Estados Unidos MLS Eastern Conference (Regular Season) 3 2004, 2008, 2009
Outros Títulos
Competição Títulos Temporadas
Estados Unidos Canadá Trillium Cup 6 2008, 2009, 2010, 2012, 2013, 2015
Estados Unidos Canadá Walt Disney World Pro Soccer Classic 1 2014
Estados Unidos MLS Fair Play Award 4 1997, 1999, 2004, 2007

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 21 de setembro de 2018.

Legenda
  • Capitão: Capitão


Goleiros
Jogador
1 Estados Unidos Logan Ketterer
12 Estados Unidos Ben Lundgaard
23 Estados Unidos Zack Steffen
24 Estados Unidos Jon Kempin
Defensores
Jogador Pos.
3 Estados Unidos Josh Williams Z
4 Gana Jonathan Mensah Z
17 Estados Unidos Lalás Abubakar Z
21 Estados Unidos Alex Crognale Z
22 Argentina Gastón Sauro Z
16 Estados Unidos Héctor Jiménez LD
31 Estados Unidos Connor Maloney LD
19 Argentina Milton Valenzuela LE
25 Gana Harrison Afful LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
2 Estados Unidos Ricardo Clark V
6 Estados Unidos Will Trapp Capitão V
8 Brasil Arthur V
' Estados Unidos Andrew Souders V
' Estados Unidos George Braima V
10 Argentina Federico Higuaín M
13 Estados Unidos Mike Grella M
18 Panamá Cristian Martínez M
20 Venezuela Eduardo Sosa M
26 Estados Unidos Luis Argudo M
Atacantes
Jogador
7 Portugal Pedro Santos
9 Iraque Justin Meram
11 Estados Unidos Gyasi Zardes
27 Estados Unidos Edward Opoku
28 Dinamarca Niko Hansen
32 Estados Unidos Patrick Mullins
Comissão técnica
Nome Pos.
Estados Unidos Gregg Berhalter T

Principais jogadores[editar | editar código-fonte]

Técnicos[editar | editar código-fonte]

Nacionalidade Nome Anos
 Finlândia Timo Liekoski 1996
 Estados Unidos Tom Fitzgerald 1996–2001
 Estados Unidos Greg Andrulis 2001–2005
 Polónia Robert Warzycha 2005 (interino)
 Alemanha Sigi Schmid 2006–2008
 Polónia Robert Warzycha 2009–2013
 Estados Unidos Brian Bliss 2013 (interino)
 Estados Unidos Gregg Berhalter 2013–

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Escudo[editar | editar código-fonte]

Evolução do Escudo do Columbus Crew
1996 – 2014 2014 – Atual
Columbus Crew logo (1996–2014).svg.png Columbus Crew SC.png

Uniformes[editar | editar código-fonte]

1º Uniforme[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2006–2007
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2008–2009
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2010–2011
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2012–2013
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2014
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2015–2016
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2017–2018

2º Uniforme[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2006–2007
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2008–2009
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2010–2011
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2012–2014
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2015
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2016–2017
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2018–2019

Estádios[editar | editar código-fonte]

Média de público[editar | editar código-fonte]

temporada regular/playoffs

  • 1996: 18,950
  • 1997: 15,043
  • 1998: 12,275
  • 1999: 17,696
  • 2000: 15,451
  • 2001: 17,551
  • 2002: 17,429
  • 2003: 16,250/não se classificou para os playoffs
  • 2004: 16,872/15,224
  • 2005: 12,916/não se classificou para os playoffs
  • 2006: 13,294/não se classificou para os playoffs
  • 2007: 15,230/não se classificou para os playoffs
  • 2008: 14,622/12,911
  • 2009: 14,447/10,109
  • Média de todas as temporadas: 16,344
  • Maior público em uma partida da liga: 53,844 em 7 de abril de 2000 no Mile High Stadium.
  • [2]

Notas

  1. Até 2014, o clube se chamava apenas Columbus Crew. [1]

Referências

  1. Simon Borg (8 de abril de 2014). «Columbus Crew unveil new logo, brand identity with nods to team's heritage, city, supporters» (em inglês). MLSSoccer.com. Consultado em 4 de julho de 2015 
  2. Major League Soccer (25 de junho de 2008). «General Overview» (em inglês). Major League Soccer. Consultado em 22 de maio de 2018 
  3. Adam Jardy (4 de março de 2014). «Crew's home has new name: Mapfre Stadium» (em inglês). The Columbus Dispatch. Consultado em 4 de julho de 2015 
  4. http://www.thecrew.com/news/2011/11/crew-defeats-10-man-dc-united-3-1-mls-reserve-league-finale  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  5. «Statement from Precourt Sports Ventures» (em inglês). SB Nation. 17 de outubro de 2017. Consultado em 21 de setembro de 2018 
  6. «Site oficial da campanha Save The Crew» (em inglês). Save The Crew. Consultado em 21 de setembro de 2018 
  7. «Ohio Gov. John Kasich says Crew SC 'hasn't created the spark' in Columbus» (em inglês). ESPN. 30 de outubro de 2017. Consultado em 21 de setembro de 2018 
  8. Ryan Sealock (25 de maio de 2012). «Chicago Fire vs. Columbus Crew - MLS #12 - Three Questions (Updated with all questions)» (em inglês). SB Nation. Consultado em 21 de setembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de Estados UnidosSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol estadunidenses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.