Club Deportivo Chivas USA

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Out of date clock icon.svg
Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas.

Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes válidas. Utilize o campo de resumo para uma breve explicação das alterações e, se achar necessário, apresente mais detalhes na página de discussão.

Chivas USA
CD Chivas USA.png
Nome Club Deportivo Chivas USA
Alcunhas Los Rojiblancos, Goats, Rebaño Angelino
Fundação 2004 (13 anos)
Extinção 2014 (3 anos)
Estádio StubHub Center
Capacidade 27.000
Localização Carson, Califórnia
Competição MLS
2014 Conferência Oeste, 7º lugar
Playoffs: Não classificado
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Club Deportivo Chivas USA, ou simplesmente Chivas USA, foi uma equipe de futebol norte-americana, que disputou por dez anos a MLS. O clube encerrou suas atividades após a temporada 2014.[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

Levando em conta a grande colônia mexicana na Califórnia - principalmente na cidade de Los Angeles - e o fato do Chivas Guadalajara ser uma das equipes mais populares do México, foi fundado, em 2004, uma filial do time mexicano, o Chivas USA. O nome Chivas é devido a um cabrito montês bastante comum no México e que é conhecido por ser muito arisco e selvagem. Os torcedores e adeptos do Chivas USA imediatamente o adotaram como mascote.

A equipe já nasceu com uma grande torcida e se ainda não venceu nenhum campeonato da MLS (a liga americana de futebol), para seus torcedores isso é só uma questão de tempo, pois a matriz investia muito em sua filial. Para chegar ao tão sonhado título, procurava mesclar a experiência de jogadores veteranos como os americanos Ante Razov e Jonathan Bornstein e o mexicano Claudio Suárez, com o entusiasmo de jovens talentos como o francês Laurent Merlin. Em 4 de maio de 2007, contratou o brasileiro Paulo Nagamura, vindo do Toronto FC.

Primeiros resultados[editar | editar código-fonte]

Sua boa performance durante os dois turnos da MLS Cup 2007 antes do playoff final lhe valeu, pela primeira vez, uma vaga na Superliga de 2008, seu primeiro campeonato internacional. Em 20 de outubro obteve seu primeiro resultado expressivo: o vice-campeonato da MLS Supporters' Shield. Obteve também o vice-campeonato na MLS Reserve Division. A campanha realizada em 2007 também lhe deu o direito de participar da primeira Liga dos Campeões da CONCACAF, a ser realizada na temporada 2008-2009. Na Superliga 2008, sua campanha foi de uma vitória, um empate e uma derrota o que não foi o suficiente para levá-lo às semifinais. Na Liga dos Campeões da CONCACAF, teve um derrota e eum empate e também não passou da fase preliminar. Ficou em 5º lugar na MLS Supporters' Shield de 2008, o que habilitou a equipe a disputar pela segunda vez a Superliga em 2009.

Encerramento das atividades[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2014, Jorge Vergara, proprietário do Chivas Guadalajara, oficializou a venda da franquia aos proprietários da MLS, uma vez que não obteve o resultado esperado. Inicialmente, foi cogitada a permanência do clube na Califórnia, desta vez com outro nome, para a temporada 2015, porém a baixa média de público e a não-classificação para os play-offs definiram o destino do Chivas, que fechou as portas em outubro.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Regionais
Competição Títulos Temporadas
Estados Unidos Honda SuperClasico 1 2007
Conferência
Competição Títulos Temporadas
Estados Unidos MLS Western Conference (Regular Season) 1 2007

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Jogadores históricos[editar | editar código-fonte]

O brasileiro Paulo Nagamura, um dos grandes ídolos da história do Chivas USA, jogou 99 vezes pelo clube.

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

  • Camisa azul, calção e meias azuis;
  • Camisa rosa, calção e meias rosas;
  • Camisa preta, calção e meias pretas;
  • Camisa verde, calção e meias verdes.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

O estadunidense Jonathan Bornstein é o recordista de partidas disputadas pelo Chivas USA, com 123 partidas.
  • 2013
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2012
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2011
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2009
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2008
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2006
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro

Notas[editar | editar código-fonte]

  • O Chivas USA mandava seus jogos no StubHub Center (ex-Home Depot Center) juntamente com o Los Angeles Galaxy.
  • O Los Angeles Galaxy foi o maior rival do Chivas USA. O jogo entre as duas equipes era chamado de Superclasico.
  • O presidente do Chivas USA, Jorge Vergara, também preside o Chivas Guadalajara.
  • O Chivas USA teve ainda suas Cheerleaders (lideres de torcida), as Chivagirls, com uma página no site oficial do clube.[3]
  • Segundo o que está escrito em seu site oficial, o Chivas Guadalajara é a primeira e, até agora, única equipe de futebol do mundo a ter uma filial em outro país.[4]
  • O Chivas Guadalajara tem como tradição só aceitar jogadores mexicanos em sua equipe. Já o Chivas USA era o contrário - aceitava jogadores de outras nacionalidades (no plantel de 2008, havia jogadores de Brasil, França, Cuba, Honduras, Inglaterra, Jamaica, Romênia e São Cristóvão e Névis), mas sua preferência é para mexicanos, americanos ou americanos descendentes de mexicanos.
  • O Chivas Guadalajara costumava enviar seus jovens talentos e revelações para fazer um "estágio" e ganhar experiência no Chivas USA antes de utilizá-los em sua equipe principal.
  • O maior artilheiro da curta história do Chivas USA é o americano descendente de croatas Ante Razov. Ele marcou 25 gols.
  • Em 23 de abril de 2007, na vitória do Chivas USA diante do Real Salt Lake por 4x0, Razov marcou seu 100º gol na MLS. Com 108 gols, é o quinto maior artilheiro da história da liga - apenas Landon Donovan (145), Jeff Cunningham (134), Jaime Moreno (133), Chris Wondolowski (126) e Jason Kreis (114) o superam.
  • Em 3 de maio de 2007, o cantor brasileiro Alexandre Pires - muito popular entre a comunidade latina de Los Angeles - fez uma visita ao campo de treinamento do Chivas USA [5] e treinou com os jogadores.
  • Na época em que defendia o Chivas USA, Brad Guzan, foi eleito o goleiro do ano de 2007 [2]
  • Além do Chivas Guadalajara, o Chivas USA possuía uma "equipe-irmã" na China, o Chivas Hefei, que assim como o time americano, foi vendido em 2014.
  • O primeiro gol oficial do Chivas USA foi marcado pelo brasileiro Thiago Martins, aos 3 minutos de jogo contra o San Jose em 09/04/2005.[6]

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Club Deportivo Chivas USA

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de Estados UnidosSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol estadunidenses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.