Cronologia da Major League Soccer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Major League Soccer começou em 1996 e desde então sofreu várias mudanças. Atualmente possui 20 times, mais as franquias já confirmadas Atlanta United, Minnesota United FC, Los Angeles FC e o Miami, somando assim 24 times. Estão previstas ainda mais 4 vagas para os próximos anos, sendo disputadas por Charlotte, Cincinnati, Detroit, Indianápolis, Nashville, Phoenix, Raleigh/Durham, Sacramento, San Antonio, San Diego, St. Louis, e Tampa/St. Petersburg.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Fundação (1993–1996)[editar | editar código-fonte]

A Major League Soccer foi estabelecida em 1993 como parte de um acordo para sediar a Copa do Mundo de 1994. .[2] O não sucesso internacional da principal liga de futebol americana desde a North American Soccer League foi crucial para a criação da liga.

Inicialmente a liga foi formada por dez times: Columbus Crew, D.C. United, New England Revolution, NY/NJ MetroStars, Tampa Bay Mutiny, Colorado Rapids, Dallas Burn, Kansas City Wiz, Los Angeles Galaxy e o San Jose Clash.

Primeiras Expansões: Chicago (1998) e Miami (1998)[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Chicago Fire Soccer Club e Miami Fusion

Em 1998, a liga se expandiu pela primeira vez, passando de dez para doze times. Foram acrescentados os times do Chicago Fire e o Miami Fusion. O dono do Miami, Ken Horowitz, pagou 20 milhões de dólares para se juntar a Major League Soccer.[3]

Contração: Flórida (2002)[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Miami Fusion e Tampa Bay Mutiny

A Major League Soccer perdeu estimadamente 250 milhões de dólares durante os primeiros cinco anos.[4][5]

A MLS anunciou em Janeiro de 2002 a exclusão do Tampa Bay Mutiny e do Miami Fusion,[6] voltando a ter dez clubes.[7]

Los Angeles (2005) e Salt Lake City (2005)[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: C.D. Chivas USA e Real Salt Lake

Em 2004, Los Angeles se tornou a primeira cidade a sediar dois times na MLS com a inclusão do Chivas USA. O time foi criado pelo dono do Club Deportivo Guadalajara com o objetivo de unir as torcidas hispano-americanas.

O Real Salt Lake também foi criado em 2004 pelo dono Dave Checketts. Inicialmente foi utilizado o estádio Rice-Eccles Stadium da University of Utah, e depois em outubro de 2008 o clube se mudou para o Rio Tinto Stadium.

Realocação: Houston (2006)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Houston Dynamo

Em 2005, o San Jose Earthquakes não conseguiu construir um estádio, então o time se transferiu para Houston, Texas,aonde o time passou a se chamar Houston Dynamo e a jogar no Robertson Stadium.[8] O número de times não se alterou com a mudança.

Toronto (2007)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Toronto FC

Em novembro de 2005, Toronto foi anunciado como a sede da próxima expansão da Major League Soccer In November 2005, com seu estádio sendo o Queen's Park, a ser construído.[9] O nome Toronto FC e o seu escudo foram lançados em maio de 2006.[10] A primeira temporada na Major League Soccer foi em 2007, sendo assim a primeira equipe canadense na Major League Soccer.

San Jose (2008)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: San Jose Earthquakes

Após 2 anos de hiato, o San Jose Earthquakes foi reativado em 2007 e estreou em 2008.[8]

Seattle (2009)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Seattle Sounders FC

A cidade de Seattle recebeu a sua franquia em 2007, e através de uma votação popular o nome Seattle Sounders FC foi escolhido em homenagem à equipe do Seattle Sounders que jogou a North American Soccer League durante os anos 70 e 80.[11]

Philadelphia (2010)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Philadelphia Union

Em 28 de fevereiro de 2008 foi anunciado um time para a cidade da Filadélfia, que seria o décimo-sexto time da liga. [12] O clube receberia o nome de Philadelphia Union.

Vancouver e Portland (2011)[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Vancouver Whitecaps e Portland Timbers

Uma das três cidades canadenses concorrentes para receber uma equipe, Vancouver ganhou a vaga e transferiu o Vancouver Whitecaps FC, que disputava a USSF D2 Pro para a Major League Soccer.[13]

Em 20 de Março de 2009 foi revelado o plano para a construção de uma equipe em Portland. A intenção era transformar o time já existente, o Portland Timbers em uma equipe da Major League Soccer.[14] Paulson detalhou seu plano lançando um website.[15]

Em 31 de julho de 2009, o Portland Timbers se tornou a décima oitava equipe da Major League Soccer.[16]

Montreal (2012)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Montreal Impact

Em 2012, a cidade de Montreal se tornou a terceira cidade canadense a ingressar na Major League Soccer.[17]

Dissolução: Chivas USA (2014)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Chivas USA

Ao fim da temporada de 2014, o Chivas USA foi extinto, apósa MLS comprar de volta a franquia do Chivas Guadalajara. Isso porque era dentro da MLS a equipe com menor média de público, menor apelo e que mais trazia prejuízos a competição. Além disso era a única equipe que não possuía estádio próprio, tendo que dividir o StubHub Center com o Los Angeles Galaxy. Outro ponto debatido foi a falta de rivalidade entre as duas equipes de Los Angeles.

Na mesma semana foi anunciado uma nova equipe na cidade de Los Angeles, o Los Angeles Football Club. O objetivo é criar um rival a altura para o Galaxy. O Los Angeles FC estreia em 2018 [18]

New York e Orlando (2015)[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: C.D. Chivas USA e Orlando City

Em Maio de 2010, tornou-se publica a informação que a cidade de Nova Iorque receberia sua segunda equipe, depois do New York Red Bulls. A intenção inicialmente era a volta do New York Cosmos, que acabaria ficando na liga secundária NASL.[19]

Em 21 de Maio de 2013 foi anunciada a parceria entre o Manchester City e o time de baseball New York Yankees para a formação do New York City FC, que participará pela primeira vez na temporada e 2015.[20] Ao contrário do Red Bulls, que joga em Nova Jérsei, o New York City FC realmente teria partidas na cidade de Nova Iorque. Enquanto um estádio de futebol não seja construído, os Yankees abrigarão a equipe no Yankee Stadium, no Bronx.

Em 19 de novembro de 2013 foi anunciado a inclusão do Orlando City Soccer Club, de Orlando, Flórida como a vigésima-primeira franquia da Major League Soccer. Originalmente parte da liga USL Pro, o Orlando City irá estrear na temporada de 2015.[21] Assim como o New York City F.C., o Orlando usará um estádio já existente, o Citrus Bowl, enquanto não se constrói uma arena própria para futebol.[22]

Equipes Futuras[editar | editar código-fonte]

Atlanta (2017)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Atlanta United FC

Anunciada no final de 2013, a cidade de Atlanta receberá a vigésima-segunda franquia da Major League Soccer. De propriedade do empresário Arthur Blank, dono do time da NFL Atlanta Falcons, o time de Atlanta compartilhará o estádio novo do Atlanta Falcons, e tem sua estreia marcada para 2017.

Minnesota (2017)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Minnesota United FC

Em 25 de Março de 2015, foi anunciado o Minnesota United, da North American Soccer League, como a vigésima terceira franquia da Major League Soccer. A equipe concorria um vaga na Major League Soccer com o Sacramento Republic. A equipe estreiará em 2017. Na sua temporada de estreia utilizará o TCF Bank Stadium.

Los Angeles (2018)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Los Angeles FC

Com a descontinuação do Chivas USA foi anunciado em outubro de 2014 que haveria uma nova equipe de Los Angeles na MLS. Chamado de Los Angeles FC, o clube disputará a sua primeira temporada em 2018.[18] Mandará seus jogos no Banc of California Stadium, estádio que está sendo construído no centro de Los Angeles.[23]

Miami (TBD)[editar | editar código-fonte]

Anunciada no dia 5 de fevereiro de 2014, a cidade de Miami receberá a vigésima-terceira franquia da Major League Soccer, e será bancada pelo ex-jogador de futebol David Beckham, porém a sua estreia está ainda vinculada a construção de um estádio.[24] Após vetos de construção serem vetados pela prefeitura e os residentes de Miami, o presidente da MLS declarou que o time só terá a entrada aprovada após o plano do estádio ser concretizado.[25]

Referências

  1. «MLS Unveils Expansion Process, Timeline and Fee». OurSports Central. 15 de dezembro de 2016 
  2. «History of Association Football (Soccer) From Early Beginnings To Present». Thepeoplehistory.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2012 
  3. Wagman, Robert (27 de dezembro de 2001). «MLS fans in several cities wait nervously for contraction decision». SoccerTimes 
  4. Holmes, Stanley (22 de novembro de 2004). «Soccer: Time To Kick It Up A Notch». Businessweek. Consultado em 11 de maio de 2008 
  5. Eligon, John (11 de novembro de 2005). «For M.L.S., the Sport's Future Is in the Eye of the Beholder». The New York Times 
  6. «Fusion and Mutiny fold». BBC News. 9 de janeiro de 2002. Consultado em 2 de maio de 2010 
  7. «Sports: MLS folds Mutiny». Sptimes.com. 9 de janeiro de 2002. Consultado em 22 de fevereiro de 2012 
  8. a b «San Jose Earthquakes to return to Major League Soccer in 2008» (Nota de imprensa). Major League Soccer. 18 de julho de 2007 
  9. «MLS approves Toronto expansion franchise». CBC.ca. 12 de novembro de 2005 
  10. «The beautiful game in Toronto». CBC.ca. 11 de maio de 2006. Consultado em 3 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de novembro de 2012 
  11. «New Seattle MLS team will be called Seattle Sounders FC – sports – ESPN». Sports.espn.go.com. 7 de abril de 2008. Consultado em 22 de fevereiro de 2012 
  12. «MLS awards Philadelphia 2010 expansion team» (Nota de imprensa). Major League Soccer. 28 de fevereiro de 2008 
  13. «MLS awards Vancouver team for 2011» (Nota de imprensa). Major League Soccer. 18 de março de 2009 
  14. «Portland, Paulson to submit application for MLS expansion franchise». The Oregonian. 31 de julho de 2008 
  15. «mlstoportland.com». mlstoportland.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2012 
  16. «MLS awards 18th franchise to Portland» (Nota de imprensa). Major League Soccer. 20 de março de 2009 
  17. «Long wait over as Impact joins MLS». The Montreal Gazette.com. 7 de maio de 2010. Consultado em 10 de fevereiro de 2013 
  18. a b «MLS officials to announce details of new franchise replacing Chivas USA». The Los Angeles Times. 30 de outubro de 2014. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  19. «MLS to play in Montreal in 2012 – ESPN». Sports.espn.go.com. 7 de maio de 2010. Consultado em 22 de fevereiro de 2012 
  20. «Manchester City and Yankees to Own M.L.S. Franchise in New York». New York Times. 21 de maio de 2013. Consultado em 21 de maio de 2013{{{2}}} 
  21. «MAJOR LEAGUE SOCCER AWARDS EXPANSION TEAM TO ORLANDO». orlandocitysoccer.com. Orlando City Soccer Club. Consultado em 20 de novembro de 2013 
  22. Schmitz, Brian (19 de novembro de 2013). «MLS Officially Awards Orlando Soccer Franchise». Orlando Sentinel. Consultado em 20 de novembro de 2013 
  23. Koren, James Rufus (23 de agosto de 2016). «Banc of California snags naming rights for L.A. Football Club soccer stadium». Los Angeles Times. Consultado em 23 de agosto de 2016 
  24. Mazzei, Patricia (5 de fevereiro de 2014). «Soccer star David Beckham to bring MLS team to Miami». Miami Herald 
  25. «David Beckham's Miami MLS plans on hold until stadium secured». Planet Futbol. SI.com. 29 de julho de 2014. Consultado em 4 de agosto de 2014