Deiveson Figueiredo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Deiveson Alcântara Figueiredo
Informações
Nascimento 18 de dezembro de 1987 (33 anos)
Soure, Pará
Nacionalidade brasileiro
Outros nomes Deus da Guerra
Altura 1,65 m
Peso 57 kg
Divisão Peso-mosca
Envergadura 173 cm
Modalidade Jiu-jítsu brasileiro, Luta marajoara, MMA
Luta por Belém, Pará
Organização(ões) UFC
Equipe Marajó Brothers
Graduação      Faixa preta de jiu-jítsu brasileiro
Cartel nas artes marciais mistas
Total 23
Vitórias 20
Por nocaute 9
Por finalização 8
Por decisão 3
Derrotas 2
Por finalização 1
Por decisão 1
Empates 1
Ligações externas
Página oficial:
Cartel no MMA pelo Sherdog

Deiveson Alcântara Figueiredo (Soure, 18 de dezembro de 1987) é um lutador de artes marciais mistas (MMA) do Brasil, que compete como peso-mosca, sendo o ex-campeão da categoria, no Ultimate Fighting Championship.[1]

Começo[editar | editar código-fonte]

Deiveson nasceu na pequena Soure, com uma população estimada em cerca de 25 mil habitantes, a 80 quilômetros da capital paraense Belém. Na Ilha de Marajó, a cidade tem como atração os búfalos que circulam livremente pela cidade, e Deiveson cresceu sabendo bem o que é lidar com eles. Ainda na adolescência, a capoeira se tornou o esporte principal de Deiveson. O som do berimbau e a turma da escola fizeram o lutador se encaixar. Já sob a tutela de Iuri Marajó, lutador peso-galo do UFC, o paraense começou a invadir o MMA.[2]

MMA[editar | editar código-fonte]

Figueiredo começou a lutar em 2012, e venceu sua estreia no MMA profissional por finalização no primeiro round. Figueiredo então participou de vários eventos locais e ganhou suas próximas cinco lutas, com quatro delas ainda no primeiro round. Figueiredo lutou no Coalizao Fight 4, em Benevides, e venceu por nocaute técnico no primeiro round. Esta vitória lhe rendeu um contrato com o Jungle Fight.[3]

Jungle Fight[editar | editar código-fonte]

Ele fez sua estreia no Jungle Fight contra Rayner Silva, em 18 de dezembro de 2014, no Jungle Fight 75, em Belém, Pará. Figueiredo mostrou um bom Muay thai durante toda a luta e nocauteou Silva com socos no segundo round.[4]

Alcântara era esperado para enfrentar Kaynan Kruschewsky, em 21 de maio de 2016, no Jungle Fight 87. Porém, Kruschewsky saiu do card e deu lugar ao estreante no Jungle Fight, Henrique Miranda. Alcântara venceu Miranda por finalização no primeiro round. Foi a sexta derrota de Miranda no MMA.[5]

Em sua última aparição na organização, Figueiredo venceu Denis Araujo por nocaute no segundo round, em 3 de setembro de 2016, no Jungle Fight 90.[6]

Ultimate Fighting Championship[editar | editar código-fonte]

Em sua estreia no Ultimate, no dia 3 de junho de 2017, o peso-mosca Deiveson Alcântara venceu Marco Beltrán por nocaute técnico, aos cinco minutos do segundo round, na primeira luta do card preliminar do UFC 212, após uma forte cotovelada no rival. Após tocar a campainha encerrando o assalto, o médico determinou que o adversário do brasileiro não tinha condições de retornar ao combate. Com o triunfo, o paraense chegou à 12ª vitória na carreira, enquanto o mexicano amargou a quinta derrota como profissional de MMA.[7]

Na próxima luta que fez pelo UFC, Deiveson Alcântara seguiu invicto no MMA. O peso-mosca derrotou Jarred Brooks por uma controversa decisão dividida (27-30, 29-28 e 29-28), no Ginásio do Ibirapuera, pelo UFC Fight Night: Brunson vs. Machida, em 28 de outubro de 2017, assinalando a 13ª vitória de sua carreira, iniciada em 2012. O brasileiro parecia ter certeza do resultado após o fim dos três rounds, por comemorar e subir no octógono, entretanto, sofreu com as inúmeras quedas impostas pelo adversário.[8]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

O pai de Deiveson é vaqueiro. Até os 13 anos ele foi criado na fazenda com seu pai, trabalhando pesado com animais. Torcedor do Botafogo e do Paysandu, Figueiredo antes de assinar com o Ultimate Fighting Championship, já foi cabeleireiro, pedreiro e mototaxista.[9]

Campeonatos e realizações[editar | editar código-fonte]

Artes Marciais Mistas[editar | editar código-fonte]

Grappling[editar | editar código-fonte]

  • Jiu-jitsu
    • Campeão nordestino
  • Luta marajoara
    • Campeão peso-mosca
    • Campeão do Lutadores Nativos dos Marajoaras

Cartel no MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 20-2-1 México Brandon Moreno Finalização (mata leão) UFC 263: Adesanya vs. Vettori 2 12/06/2021 3 2:26 Estados Unidos Glendale, Arizona Perdeu o Cinturão Peso Mosca do UFC.
Empate 20-1-1 México Brandon Moreno Empate (majoritário) UFC 256: Figueiredo vs. Moreno 12/12/2020 5 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Defendeu o Cinturão Peso Mosca do UFC; Figueiredo perdeu um ponto no terceiro round devido a um chute ilegal; Luta da Noite.
Vitória 20-1 Estados Unidos Alex Perez Finalização (guilhotina) UFC 255: Figueiredo vs. Perez 21/11/2020 1 1:57 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Defendeu o Cinturão Peso Mosca do UFC; Performance da Noite.
Vitória 19-1 Estados Unidos Joseph Benavidez Finalização (mata leão) UFC Fight Night: Figueiredo vs. Benavidez 2 18/07/2020 1 4:48 =Emirados Árabes Unidos Abu Dhabi Ganhou o Cinturão Peso Mosca Vago do UFC; Performance da Noite.
Vitória 18-1 Estados Unidos Joseph Benavidez Nocaute (socos) UFC Fight Night: Benavidez vs. Figueiredo 29/02/2020 2 1:54 Estados Unidos Norkfolk, Vírginia Luta válida pelo Cinturão Peso Mosca Vago do UFC apenas para Benavidez; Figueiredo não bateu o peso.
Vitória 17-1 Estados Unidos Tim Elliott Finalização (guilhotina) UFC Fight Night: Joanna vs. Waterson 12/10/2019 1 3:08 Estados Unidos Tampa, Flórida
Vitória 16-1 Brasil Alexandre Pantoja Decisão (unânime) UFC 240: Holloway vs. Edgar 27/07/2019 3 5:00 Canadá Edmonton, Alberta Luta da Noite.
Derrota 15-1 Brasil Jussier Formiga Decisão (unânime) UFC Fight Night: Thompson vs. Pettis 23/03/2019 3 5:00 Estados Unidos Nashville, Tennessee
Vitória 15-0 Estados Unidos John Moraga Nocaute Técnico (socos) UFC Fight Night: Gaethje vs. Vick 25/08/2018 2 3:08 Estados Unidos Lincoln, Nebraska
Vitória 14-0 Estados Unidos Joseph Morales Nocaute Técnico (socos) UFC Fight Night: Machida vs. Anders 03/02/2018 2 4:34 Brasil Belém
Vitória 13-0 Estados Unidos Jarred Brooks Decisão (dividida) UFC Fight Night: Brunson vs. Machida 28/10/2017 3 5:00 Brasil São Paulo
Vitória 12-0 México Marco Beltran Nocaute Técnico (interrupção médica) UFC 212: Aldo vs. Holloway 03/06/2017 2 5:00 Brasil Rio de Janeiro Estreia no UFC.
Vitória 11-0 Brasil Ricardo Eduardo do Socorro da Silva Finalização (triângulo de braço) SMF - Salvaterra Marajo Fight 5 01/12/2016 1 1:20 Brasil Salvaterra
Vitória 10-0 Brasil Denis Oliveira Fontes Nocaute (socos) Jungle Fight 90 03/09/2016 2 2:56 Brasil São Paulo
Vitória 9-0 Brasil Antonio Henrique Santos de Miranda Finalização (guilhotina) Jungle Fight 87 21/05/2016 1 2:55 Brasil São Paulo
Vitória 8-0 Brasil Rayner Silva Nocaute Técnico (socos) Jungle Fight 75 18/12/2014 2 3:20 Brasil Belém
Vitória 7-0 Brasil Joao Neto Silva Nocaute Técnico (socos) Coalizao Fight 4 - Mondragon vs. Gallotti 13/11/2014 1 2:18 Brasil Benevides
Vitória 6-0 Brasil Joel Silva Nocaute (soco) Coalizao Fight - Coalizao Fight Night 07/08/2014 1 3:30 Brasil Belém
Vitória 5-0 Brasil Edvaldo Junior Finalização (guilhotina) JOF - Jurunense Open Fight MMA 8 03/07/2014 1 4:55 Brasil Belém
Vitória 4-0 Brasil Adailton Pereira Decisão (unânime) LDPF - Lago da Pedra Fight 01/05/2014 3 5:00 Brasil Lago da Pedra
Vitória 3-0 Brasil David Raimundo Arcangela Silva Finalização (guilhotina) JOF - Jurunense Open Fight MMA 7 20/03/2014 1 0:53 Brasil Belém
Vitória 2-0 Brasil Jonas Ferreira dos Santos Nocaute Técnico (socos) Amazon Fight 18 - Santa Izabel 11/08/2012 1 2:04 Brasil Santa Izabel do Pará
Vitória 1-0 Brasil Aluisio Ferreira Finalização (chave de braço) KOCI 3 - Knock Out Combat Icoaraci 3 17/02/2012 1 3:02 Brasil Icoaraci Estreia no MMA.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Vago
Cejudo se aposentou
Último detentor do título:
Estados Unidos Henry Cejudo
campeão do peso-mosca do UFC
19 de julho de 2020 – 12 de junho de 2021
Sucedido por:
México Brandon Moreno