Fiddlers Three (peça de teatro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde agosto de 2014).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Fiddlers Three
Autoria Agatha Christie
Dados da estreia 1 de Agosto de 1972
Idioma original Inglês

Fiddlers Three (em português três Violinistas) é uma peça que foi dirigida por Allan Davis, e escrita por Agatha Christie em 1972. Inicialmente a peça foi escrita e executada com o título Fiddlers Five, e foi apresentada assim brevemente em 1971, após a abertura em Bristol. A versão revista excursionou nas províncias durante várias semanas após sua estreia no Teatro Yvonne Arnaud em 1 de agosto de 1972, mas não conseguiu fazer sucesso.

Agatha Christie foi persuadida a fazer a peça contra a vontade de sua filha, Rosalind Hicks, que queria proteger a reputação de sua mãe e sentiu que essa produção poderia prejudicá-la. A versão revista da peça incorporou várias sugestões de seu diretor, Allan Davis, que tinha visto a versão anterior 1971[1].

A peça nunca foi transferida para o West End e permanece inédita.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Tentando colocar as mãos em uma grande herança, um grupo de jovens escondem o corpo de um magnata morto. Mas o que começa como uma brincadeira logo se torna muito grave quando eles descobrem que o corpo é de fato uma vítima de assassinato.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Doris Hare
  • Raymond Francis
  • Arthur Howard
  • Mark Wing-Davey
  • Gábor Baraker
  • Julia Vidler

Referências