The Mystery of the Blue Train

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Mystery of the Blue Train
O Mistério do Comboio Azul (PT)
O trem azul (BR)
Autor(es) Agatha Christie
Idioma inglês
País  Reino Unido
Gênero Romance policial
Arte de capa C. Morse (pseudônimo de Salomon van Abbé)
Editora William Collins & Sons
Lançamento 29 de março de 1928
Páginas 296 (1ª edição, capa dura)
Edição portuguesa
Tradução Isabel Alves
Editora Edições Asa
Lançamento 2004
Páginas 238
ISBN 972-41-3765-1
Edição brasileira
Tradução J. de Souza
Lançamento 1933
ISBN Livraria do Globo
Cronologia
The Big Four
The Seven Dials Mystery

The Mystery of the Blue Train (O Mistério do Trem Azul, no Brasil[1] / O Mistério do Comboio Azul, em Portugal) é um romance policial de Agatha Christie, publicado em 1928, e conta com a participação do detetive Hercule Poirot. A autora o considerava seu pior romance.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Rufus Van Aldin, um milionário norte-americano, compra um colar de rubi conhecido como "Coração de Fogo" e presenteia a sua filha, Ruth Kettering. É um colar maravilhoso, muito cobiçado por ladrões e colecionistas. A vida de Ruth no momento está um caos: tanto ela quanto seu marido, Derek, estão tendo casos extraconjugais. Ela quer o divórcio, mas o marido, apegado à fortuna da esposa, se recusa a dá-lo.

Durante a viagem no “Trem Azul” em direção a Nice, Ruth parece ansiosa e pede conselhos a uma desconhecida, Katherine Grey. Durante a noite, Ruth é estrangulada e desfigurada e o "Coração de Fogo" é roubado. Por pura ironia do destino, um dos passageiros era Hercule Poirot, que será encarregado pelo pai de Ruth de descobrir o assassino. A situação é complexa, mas Poirot contará com a ajuda de Katherine para resolver o mistério, que pode envolver um perigoso ladrão de joias, conhecido como "O Marquês".

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.