Mrs. McGinty's Dead

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mrs. McGinty's Dead
Poirot contra a Evidência ou
Mrs. McGinty Está Morta
 (PT)
A Morte da Sra. McGinty (BR)
Autor(es) Agatha Christie
Idioma inglês
País  Estados Unidos
Gênero Romance policial
Editora Dodd, Mead and Company
Lançamento fevereiro de 1952
Páginas 243 (1ª edição, capa dura)
Edição portuguesa
Tradução Almeida Campos; Isabel Alves
Editora Livros do Brasil; Edições Asa
Lançamento 1952; 2009
Edição brasileira
Tradução Carmen Ballot
Editora Nova Fronteira
Lançamento 1986
Cronologia
They Came to Baghdad
They Do It with Mirrors

Mrs. McGinty's Dead (A morte da Sra. McGinty, no Brasil[1] / Poirot contra a evidência (1952) ou Mrs. McGinty está morta (2009), em Portugal) é um romance policial de Agatha Christie, publicado em 1952. É um caso investigado pelo detetive belga Hercule Poirot e também conta com a participação da escritora Ariadne Oliver.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Um amigo de Hercule Poirot, o Superindente Spence, procura o detetive para pedir ajuda: não está satisfeito com o veredito de um caso de assassinato, mas tudo não passa de intuição, e o acusado pelo crime tem pouco tempo para provar sua inocência antes que seja submetido a sentença de morte.

Poirot se hospeda em uma pensão da cidadezinha em que o crime ocorreu e começa a investigar a morte da vítima, a Sra. McGinty, que trabalhava como faxineira na casa de várias pessoas do lugar. Sofrendo com as condições precárias da pensão, Poirot interage com as pessoas da região em busca de informações sobre o condenado e a vítima. Os suspeitos são muitos, e o tempo é curto.

Referências

  1. «Editora Nova Fronteira». Arquivado do original em 25 de maio de 2006 
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.