GNU Parted

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com GParted, um frontend do GNU Parted
GNU Parted
Desenvolvedor Vários
Versão estável 3.2 (28 de julho de 2014; há 5 anos)
Linguagem C
Sistema operacional Linux, GNU Hurd
Gênero(s) Editor de partições
Licença GNU General Public License (versão 3 ou superior)
Página oficial www.gnu.org/software/parted/

GNU Parted (o nome sendo a conjunção das duas palavras PARTition e EDitor) é um editor de partições livre, usado para criar e excluir partições. Isso é útil para criar espaço para novos sistemas operacionais, reorganizar o uso do disco rígido, copiar dados entre discos rígidos e imagens de disco. Ele foi escrito por Andrew Clausen e Lennert Buytenhek.

Ele consiste em uma biblioteca, libparted, e um front-end de linha de comando, parted, que também serve como uma implementação de referência.

Atualmente, o GNU Parted é executado apenas no Linux e no GNU/Hurd.[1]

Outros front-ends[editar | editar código-fonte]

O GParted usa o GNU Parted como backend

O nparted é um frontend baseado em newt para o GNU Parted.[2]

Vários projetos foram iniciados para criar um frontend baseado em ncurses,[3] que também poderia ser usado no Windows (com o GNUWin32 Ncurses).[4][carece de fontes?]

O fatresize oferece uma interface de linha de comandos para redimensionamento não-destrutivo do FAT16/FAT32 e usa a biblioteca GNU Parted.[5]

Front-ends gráficos[editar | editar código-fonte]

O GParted e o KDE Partition Manager são programas gráficos que usam a biblioteca parted. Eles são adaptados para o GNOME e o KDE respectivamente; dois grandes ambientes de desktop para instalações tipo Unix. Eles geralmente são incluídos como utilitários em várias distribuições live CD para facilitar o particionamento. QtParted foi outro front-end gráfico baseado no Qt que não está mais sendo ativamente mantido.

O Pyparted[6] (também chamado python-parted)[7] é o front-end escrito em Python para o GNU Parted.

Entre as distribuições Linux que acompanham este aplicativo por padrão incluem: Slackware, Knoppix, sidux, SystemRescueCD, e Parted Magic.

Limitações[editar | editar código-fonte]

O Parted anteriormente tinha suporte para operar em sistemas de arquivos dentro de partições (criação, movimentação, redimensionamento, cópia). Este suporte foi removido na versão 3.0.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem o portal:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]