Grande Prêmio da Austrália de 2015

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio da Austrália de F-1 2015
Albert Lake Park Street Circuit in Melbourne, Australia.svg
Grande Prêmio da Austrália de 2015.
Detalhes da corrida
Data 15 de março de 2015
Nome oficial 2015 Formula 1 Rolex Australian Grand Prix
Local Circuito de Albert Park, Melbourne, Austrália
Total 58 voltas / 307,574 km
Pole
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1:26.327
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1:30.945 (na volta 50)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Segundo
Alemanha Nico Rosberg Mercedes
Terceiro
Alemanha Sebastian Vettel Ferrari

O Grande Prêmio da Austrália de 2015 (formalmente denominado 2015 Formula 1 Rolex Australian Grand Prix), foi uma corrida de Fórmula 1 disputada em 15 de março de 2015 no Circuito de Albert Park em Melbourne, Austrália.[1] Foi a etapa de abertura da temporada de 2015.

A equipe McLaren substituiu Fernando Alonso, em recuperação devido a acidente sofrido na pré-temporada, por Kevin Magnussen.[2] A Manor esteve presente no circuito porém seus carros não participaram de nenhum treino e, por regulamento, não puderam participar da corrida.[3] Lewis Hamilton largou na primeira posição, fez a volta mais rápida e venceu a prova.

Caso van der Garde[editar | editar código-fonte]

O piloto neerlandês Giedo van der Garde acionou a equipe Sauber no tribunal do Estado de Victoria dias antes do início das atividades do evento.[4] O piloto alegou que tinha um contrato que lhe dava o direito de pilotar como titular em 2015, porém a equipe o ignorou e contratou os pilotos Marcus Ericsson e Felipe Nasr.[4] Sua demanda foi aceita pelo tribunal, e o mesmo chegou a estar presente na garagem da equipe e vestir o macacão de Ericsson, porém os mecânicos se retiraram. Não poderia guiar o carro por não possuir a superlicença da FIA.[4] A Sauber divulgou em comunicado que as partes acordaram em suspender a medida judicial e manter conversações posteriores para solução definitiva da situação de van der Garde.[5]

Pneus[editar | editar código-fonte]

Os compostos de pneus fornecidos pela Pirelli para este Grande Prêmio[6]
Nome do composto Cor Banda de rolamento Condições de Tempo Dry Type Aderência Longevidade
Macio F1 tire Pirelli PZero Yellow.svg Slick
(P Zero)
Seco Soft Médio Médio
Médio F1 tire Pirelli PZero White.svg Slick
(P Zero)
Seco Medium Médio Médio

Resultados[editar | editar código-fonte]

Treino Classificatório[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 44 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes 1:28.586 1:26.894 1:26.327 1
2 6 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 1:28.906 1:27.097 1:26.921 2
3 19 Brasil Felipe Massa Williams-Mercedes 1:29.246 1:27.895 1:27.718 3
4 5 Alemanha Sebastian Vettel Ferrari 1:29.307 1:27.742 1:27.757 4
5 7 Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari 1:29.754 1:27.807 1:27.790 5
6 77 Finlândia Valtteri Bottas Williams-Mercedes 1:29.641 1:27.796 1:28.087 6
7 3 Austrália Daniel Ricciardo Red Bull-Renault 1:29.788 1:28.679 1:28.329 7
8 55 Espanha Carlos Sainz Jr. Toro Rosso-Renault 1:29.607 1:28.601 1:28.510 8
9 8 França Romain Grosjean Lotus-Mercedes 1:29.537 1:28.589 1:28.560 9
10 13 Venezuela Pastor Maldonado Lotus-Mercedes 1:29.915 1:28.726 1:29.480 10
11 12 Brasil Felipe Nasr Sauber-Ferrari 1:30.430 1:28.800 11
12 33 Países Baixos Max Verstappen Toro Rosso-Renault 1:29.248 1:28.868 12
13 26 Rússia Daniil Kvyat Red Bull-Renault 1:30.402 1:29.070 13
14 27 Alemanha Nico Hülkenberg Force India-Mercedes 1:29.651 1:29.208 14
15 11 México Sergio Pérez Force India-Mercedes 1:29.990 1:29.209 15
16 9 Suécia Marcus Ericsson Sauber-Ferrari 1:31.376 16
17 22 Reino Unido Jenson Button McLaren-Honda 1:31.422 17
18 20 Dinamarca Kevin Magnussen McLaren-Honda 1:33.008 18
Tempo dos 107%: 1:34.787
NQ 28 Reino Unido Will Stevens Manor Marussia-Ferrari Sem tempo
NQ 98 Espanha Roberto Merhi Manor Marussia-Ferrari Sem tempo
Referências:[7]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Pos. Nu. Piloto Construtor Voltas Tempo/Retirado Grid Pontos
1 44 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes 58 1:31:54.067 1 25
2 6 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 58 +1.360 2 18
3 5 Alemanha Sebastian Vettel Ferrari 58 +34.523 4 15
4 19 Brasil Felipe Massa Williams-Mercedes 58 +38.196 3 12
5 12 Brasil Felipe Nasr Sauber-Ferrari 58 +1:35.149 10 10
6 3 Austrália Daniel Ricciardo Red Bull-Renault 57 +1 Volta 6 8
7 27 Alemanha Nico Hülkenberg Force India-Mercedes 57 +1 Volta 13 6
8 12 Suécia Marcus Ericsson Sauber-Ferrari 57 +1 Volta 15 4
9 55 Espanha Carlos Sainz Jr. Toro Rosso-Renault 57 +1 Volta 7 2
10 11 México Sergio Pérez Force India-Mercedes 57 +1 Volta 14 1
11 22 Reino Unido Jenson Button McLaren-Honda 56 +2 Voltas 16
Ret 7 Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari 40 Roda 5
Ret 33 Países Baixos Max Verstappen Toro Rosso-Renault 32 Unidade de potência 11
Ret 8 França Romain Grosjean Lotus-Mercedes 0 Unidade de potência 8
Ret 13 Venezuela Pastor Maldonado Lotus-Mercedes 0 Colisão 9
NL 26 Rússia Daniil Kvyat Red Bull-Renault 0 Câmbio 12
NL 20 Dinamarca Kevin Magnussen McLaren-Honda 0 Motor 17
NL 77 Finlândia Valtteri Bottas Williams-Mercedes 0 Lesionado 1
Fonte:[8][9]
Notas
  • ↑1Valtteri Bottas foi considerado inapto pela FIA para participar da corrida devido a lesão nas costas sofrida durante o treino classificatório.[10]

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

Somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.

Referências

  1. «2015 Formula 1 Rolex Australian Grand Prix» (em inglês). Formula 1.com 
  2. «Alonso está fora da abertura da temporada de Fórmula-1, no dia 15, na Austrália». O Globo. 3 de março de 2015 
  3. «Manor will not race in Australia after software problems» (em inglês). BBC Sports. 14 de março de 2015 
  4. a b c «Sauber firma acordo financeiro com Van der Garde e segue com Nasr e Ericsson titulares em 2015, diz TV». Grande Prêmio UOL. 14 de março de 2015 
  5. «Statement from the Sauber F1 Team» (em inglês). Sítio oficial Sauber F1 Team. 14 de março de 2015 
  6. «P zero Branco médio e P Zero Amarelo macio são os pneus escolhidos para a primeira corrida da Fórmula 1». Pirelli. 9 de março de 2015. Consultado em 14 de março de 2015 
  7. «Qualifying - Australia» (em inglês). Formula 1. Consultado em 14 de março de 2015 
  8. «Australia results: Race» (em inglês). Formula1.com. 15 de março de 2015 
  9. «Australian GP: Lewis Hamilton beats Nico Rosberg to win» (em inglês). Autosport. 15 de março de 2015 
  10. «Bottas declared unfit to race after back injury» (em inglês). Formula1.com. 15 de março de 2015 
Prova Anterior:
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2015
Próxima Prova:
GP da Malásia de 2015

Prova Anterior:
GP da Austrália de 2014
Grande Prêmio da Austrália Próxima Prova:
GP da Austrália de 2016