Harry Connick Jr.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Harry Connick, Jr)
Ir para: navegação, pesquisa
Harry Connick, Jr.
Harry Connick, Jr. 2014.jpg
Harry Connick, Jr., em 2014.
Informação geral
Nome completo Joseph Harry Fowler Connick, Jr.[1]
Nascimento 11 de setembro de 1967 (50 anos)
Origem Nova Orleães,  Luisiana
País  Estados Unidos
Gênero(s)
Gravadora(s) Columbia
Marsalis
Página oficial Site Oficial

Joseph Harry Fowler Connick, Jr.[1] (Nova Orleães, 11 de setembro de 1967) é um cantor, ator e apresentador de televisão norte-americano, responsável por vender mais de 28 milhões de discos ao longo de sua carreira.[2] Connick figura entre os 60 maiores artistas estadunidenses em vendas de discos, com mais de 16 milhões de cópias somente no país, segundo a RIAA.[3] Ao longo de sua carreira, emplacou sete álbuns entre os 20 principais da Billboard e dez álbuns entre os principais nas paradas de jazz, sendo mais bem-sucedido do que qualquer outro artista do gênero em toda a história.[4]

When My Heart Finds Christmas, seu álbum natalino de 1993, é também seu álbum de maior sucesso comercial até os dias atuais; enquanto seu álbum Only You (2004) é o que alcançou melhores posições nas paradas musicais, tendo atingido a quinta colocação nos Estados Unidos e a sexta no Reino Unido. Connick é vencedor de três Prêmios Grammy e dois Prêmios Emmy. Entre 2002 e 2006, interpretou o personagem Leo Markus, marido de Grace, na sitcom Will & Grace, transmitida pela NBC.

Sua carreira como ator teve início com um papel no filme de guerra Memphis Belle (1990). Posteriormente, Connick interpretou um assassino em Copycat (1995) e um piloto de caça em Independence Day (1996). Seu primeiro papel como protagonista viria com Basic (2003), onde dividiu as telas com John Travolta. Além disto, interpretou um marido violento em Bug e estrelou as comédias românticas P.S. I Love You (2007) e New in Town (2009).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Connick passou sua infância e juventude em Lakeview, Nova Orleães.

Joseph Harry Fowler Connick Jr. nasceu e cresceu em Nova Orleães, Luisiana.[5] Sua mãe, Anita Frances, era advogada e juíza na cidade e, posteriormente, tornou-se uma juíza da Suprema Corte estadual. Seu pai, Joseph Harry Fowler, foi procurador distrital da cidade de 1973 a 2003.[6][7] Seus pais também possuíam uma loja de discos. Fowler é descendente de irlandeses, ingleses e alemães; enquanto Frances descendia de judeus oriundos de Minsk e Viena.[8][9] Connick possui uma irmã, Suzanna, com quem foi criado no bairro de Lakeview.[10] Entre seus primos figuram Paul Connick, procurador da Paróquia de Jefferson, e o Representante Estadual Patrick Connick.[11]

Os talentos musicais de Connick afloraram quando este iniciou seus estudos de teclado aos 3 anos de idade, performance publicamente pela primeira vez aos 5 anos, e gravando com uma banda local ao 10.[10] Aos 9 anos de idade, Connick performou o Concerto para piano n.° 3 de Beethoven junto à Orquestra Sinfônica de Nova Orleães e, logo em seguida, realizou um dueto da canção "I'm Just Wild About Harry" com Eubie Blake. A ocasião foi documentada no filme japonês Jazz Around the World.[10][12] Nos anos seguintes, Connick estudou música no Centro de Artes da cidade, sob a tutela de Ellis Marsalis Jr. e James Booker.

Connick frequentou um colégio jesuíta durante o ensino médio. Após uma tentativa mal-sucedida de estudar jazz academicamente, Connick mudou-se para Nova Iorque, visando ingressar no aclamado Hunter College e na Manhattan School of Music.[13] Pouco tempo depois, George Butler, executivo da Columbia Records, convenceu-o a assinar contrato com a gravadora.

Carreira[editar | editar código-fonte]

1989-1993: When Harry Met Sally e sucesso[editar | editar código-fonte]

Após mudar-se para Nova Iorque, Connick passou a se apresentar em casas de espetáculos de renome na cidade. Com sua crescente reputação, o diretor Rob Reiner convidou-o a produzir a trilha sonora de sua comédia romântica When Harry Met Sally... (1989), estrelada por Meg Ryan e Billy Crystal. A trilha sonora consistia em diversas regravações de standards, incluindo "It Had to Be You", "Let's Call the Whole Thing Off" e "Don't Get Around Much Anymore"; recebendo certificação em platina dupla pela RIAA. Connick, por sua vez, venceu seu primeiro Prêmio Grammy na categoria Melhor Performance Vocal Masculina de Jazz.

Sua estreia como ator deu-se em 1990 no filme Memphis Belle, uma narrativa sobre uma tripulação do Boeing B-17 Flying Fortress durante a Segunda Guerra Mundial. No mesmo ano, o cantor seguiu em uma turnê que duraria dois anos, ainda com base na trilha sonora do filme anterior. Em 1990, lançou ainda dois álbuns: o instrumental Lofty's Roach Souffle e We Are in Love, que também recebeu certificação em platina pelo número de vendas e rendeu-lhe sua segunda vitória no Grammy.

Em 1990, gravou a canção "Promise Me You'll Remember", parte da trilha sonora de The Godfather Part III, e que rendeu-lhe indicações ao Óscar de Melhor Canção Original e ao Globo de Ouro. Em um ano dourado para o cantor, foi também indicado ao Emmy de Melhor Performance em Especial de Variedades pelo especial Swingin' Out Live, transmitido pela PBS. Em outubro de 1991, Connick lançou seu terceiro álbum consecutivo a receber certificação em platina, Blue Light, Red Light. No mesmo ano, estrelou Little Man Tate, sob a direção de Jodie Foster.

Em novembro de 1992, Connick lançou o álbum 25, uma compilação de clássicos de jazz ao piano, recebendo novamente grande aclamação crítica e comercial. No ano seguinte, gravou "A Wink and a Smile" para a trilha sonora de Sleepless in Seattle e lançou seu primeiro álbum natalino When My Heart Finds Christmas, o álbum mais vendido do gênero naquele ano e até hoje seu trabalho de maior sucesso comercial.

1993-1999: Funk e Hope Floats[editar | editar código-fonte]

Em 1994, Connick decidiu expandir seu universo discográfico. O cantor lançou o álbum She reunindo canções de funk de Nova Orleães. Além disto, lançou uma canção chamada "(I Could Only) Whisper Your Name" para a trilha sonora de The Mask, estrelado por Jim Carrey e Cameron Diaz, que mantém-se como seu single de maior repercussão no país até a atualidade.[14]

Connick realizou uma turnê no Reino Unido em 1994, uma iniciativa que não agradou aos fãs já acostumados com suas performances de jazz. Connick também viajou para a China no ano seguinte na mesma turnê, que foi televisionada pela rede estatal do país. Em seu terceiro filme, Copycat, dividiu as telas com Holly Hunter e Sigourney Weaver. No ano seguinte, lançou seu segundo álbum de funk, Star Turtle, que não obteve o mesmo sucesso comercial dos álbuns anteriores. Contudo, atuou no filme de maior sucesso do ano, Independence Day, ao lado de Will Smith e Jeff Goldblum.

Em 1997, Connick regressou ao estilo que lhe trouxe proeminência ao lançar To See You. O álbum, que reúne diversas canções românticas, rendeu uma turnê pelos Estados Unidos e pela Europa. Como parte do projeto, Connick performou no Concerto do Nobel da Paz, em Oslo, e encerrou a turnê em Paris num especial televisionado pela PBS.

Em maio de 1998, Connick voltou ao cinema, co-estrelando Hope Floats ao lado de Sandra Bullock. No ano seguinte, lançou Come By Me, seu primeiro álbum de big band em oito anos. Ainda em 1999, dublou o personagem Dean McCoppin no filme animado The Iron Giant, dirigido por Brad Bird.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 16 de abril de 1994, Connick casou-se com a modelo Jill Goodacre na Catedral de St. Louis. Jill é filha da artista plástica Glenna Goodacre.[15] O relacionamento serviu de inspiração à canção "Jill", incluída no álbum Blue Light, Red Light, de 1991. O casal possui três filhas: Georgia Tatum (n. 1996), Sara Kate (n. 1997) e Charlotte (n. 2002).[16] Atualmente, a família reside em New Canaan, Connecticut.[17] Desde sua infância, Connick é um Católico romano.[18]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns principais[editar | editar código-fonte]

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Emmy
    • 2004
      • Outstanding Music Direction - Only You: In Concert
  • Grammy
    • 2002
      • Best Traditional Pop Vocal Album - Songs I Heard
    • 1991
      • Best Jazz Vocal Performance, Male - We Are In Love
    • 1990
      • Best Jazz Vocal Performance, Male - When Harry Met Sally...

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Harry Connick Jr.

Referências

  1. a b Hapton, Deborah (12 de dezembro de 2008). «Nightline Playlist: Harry Connick Jr». ABC 
  2. «Harry Connick Jr. Announces New Album Produced By Clive Davis». Vintage Guitar. 15 de agosto de 2009 
  3. «Top Selling Artists». RIAA 
  4. «Chart Beat». Billboard. 9 de abril de 2009 
  5. «Internet Broadway Database: Harry Connick, Junior. Credits on Broadway». Internet Broadway Database. 2007 
  6. «Harry Connick Jr. Biography». FilmReference 
  7. «Tulane Law School Honoring Harry Connick and the late Anita Connick». Law.tulane.edu. 6 de janeiro de 2004 
  8. «Musician balancing his work as actor». The Columbus Dispatch 
  9. «Biography». IMDb 
  10. a b c Beuttler, Bill (1 de agosto de 1990). «When Harry Met Stardom». Music 
  11. «The Connick Connections». The Jefferson Report 
  12. «MDHS Eubie Blake Collection, Other items, Harry just wild about song, Eubie». Internet Archive Wayback Machine/Maryland Historical Society. 16 de dezembro de 2004 
  13. «Harry Connick Jr. to headline Toyota commencement, receive degree». Nola.com. 7 de março de 2016 
  14. «Harry Connick Jr.». The Official Masterworks Broadway Site 
  15. «Jill Goodacre reveals five-year cancer battle». Daily Mail. 25 de outubro de 2017 
  16. «Harry Connick Jr. makes rare appearance with wife Jill Goodacre». Daily Mail. 5 de maio de 2017 
  17. Taylor, Candace (20 de junho de 2017). «Harry Connick Jr. Lists Connecticut Home for $7.5 Million». The Wall Street Journal 
  18. «Harry Connick Jr. to perform on papal visit»