Hjúki e Bil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hjúki e Bil
Crescente e Decrescente
personificação das fases da lua
Portalda Mitologia nórdica

Na mitologia nórdica, Hjúki (crescente) e Bil (decrescente), são duas crianças (irmão e irmã), filhos de Vidfinn,[1] que seguiam o deus da Lua, Máni, pelos céus.[2] Juntos representariam a personificação das fases da lua.[1]

Segundo o mito, as crianças foram capturadas por Máni, quando se dirigiam para o poço Byrgir. Eles carregavam a água do poço Byrgir, com o balde de nome Saeg numa vara chamada Simul.[1]

A sua existência é atestada nas fontes antigas, na Edda em prosa, de Snorri Sturluson.[3]

Referências

  1. a b c "Bil". Cyber Samurai. Consult. 4-07-2012. 
  2. "Mani". Cyber Samurai. Consult. 3 de Junho de 2012. 
  3. Sturluson. : trad. Arthur Gilchrist Brodeur (1916). "Gylfaginning, capítulo 11". Edda poética.  Parâmetro desconhecido |primero= ignorado (|primeiro=) (Ajuda)