Vanir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Vanir ou Vanes[1] é o nome que é geralmente atribuído a um dos dois clãs de deuses da mitologia nórdica, sendo que o outro é conhecido como os Aesir ou Asses.[2] Ao contrário daqueles, os deuses Vanes favoreciam a fertilidade, assim como o comércio, a paz, e o prazer.[3] Na Guerra dos Deuses, os dois clãs lutaram um com o outro, acabando todavia por se reconciliar e unir.[4]

Membros[editar | editar código-fonte]

Os membros do panteão Vanir incluem Njorðr, Frey e Freyja, que viveram entre o Æsir desde o fim do conflito entre os dois clãs de deuses (negociados para Mimir e Hoenir). A classificação como Vanir de Skaði, de Lýtir, de Gerðr e de Óðr pode ser debatida. Skaði era uma giganta casada com Vanir (Njorðr); Gerðr também era uma giganta, por quem Frey ficou apaixonado, vendendo sua espada como pagamento para sua união com a deusa. No entanto, não está bem certo se esta união atingiu mais do que uma única reunião. Óðr é mencionado no Edda muito rapidamente como o marido de Freya, mas nada mais é sabido realmente sobre quem era ele (embora se observe frequentemente que este era um de nomes de Odin). Os deuses Njord e Frey aparecem na saga de Ynglinga de Snorri como reis da Suécia. Seus descendentes no trono sueco são reconhecidos como vanir:

  • Fjölnir, filho de Frey e da giganta Gerda
  • Sveigder, que casou com Vanes de Vanaheim e teve o filho Vanlade
  • Vanlade, cujo nome o conecta aos Vanir, e que casou com uma filha do gigante Snær.

Características[editar | editar código-fonte]

São deuses da fertilidade e da prosperidade, enquanto os Æsir eram deuses da guerra. Os Vanir possuíam um conhecimento profundo das artes mágicas, de modo que sabiam também sobre o futuro. A lenda conta que Freya ensinou a mágica aos Æsir. Praticavam também a endogamia e mesmo o incesto, ambos proibidos entre o Æsir.

Localização[editar | editar código-fonte]

Os vanir viviam em Vanaheim[5], chamado também de Vanaland. Snorri Sturluson chama sua terra Tanakvísl ou Vanakvísl.

Vanir e os elfos[editar | editar código-fonte]

O Edda identifica uma possível inter-relação entre os vanir e os elfos (Alfes), frequentemente intercambiando o Æsir e os Vanir e o Æsir e os Alfes para significar "todos os deuses". Como os vanir e os alfes representavam os deuses da fertilidade, o intercâmbio entre os dois nomes sugere que os vanir e os elfos podem ter sido utilizados como sinônimos. É também possível que os dois nomes reflitam uma diferença no status do panteão, onde os elfos eram considerados deuses menores da fertilidade, visto que os vanir eram os deuses principais da fertilidade. Frey seria, neste caso, um comandante dos vanir sobre os elfos em Álfheim.

A reconstrução contemporânea da religião nórdica mais focada nos vanir os nomeia, às vezes, como vanatrú.

Vanir e seus convidados[editar | editar código-fonte]

Há também uma possível conexão entre Heimdall e os vanir, notada por H.R. Ellis Davidson.

Referências

  1. Vários autores (2011). Mitologia - Mitos e Lendas de todo o Mundo Caracter [S.l.] p. 232-249. ISBN 9789898356505. 
  2. www.godslaidbare.com Aesir
  3. Magnusson, Thomas; et al. (2004). «Vanerna». Vad varje svensk bör veta (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB). p. 425. ISBN 91-0-010680-1. 
  4. Magnusson, Thomas; et al. (2004). «Asarna». Vad varje svensk bör veta (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB). p. 406. ISBN 91-0-010680-1. 
  5. www.godslaidbare.com Vanir