Ivica Osim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ivica Osim
Ivica Osim
Informações pessoais
Nome completo Ivan "Ivica" Osim
Data de nasc. 6 de maio de 1941
Local de nasc. Sarajevo, Croácia
Falecido em 1 de maio de 2022 (80 anos)
Local da morte Graz, Áustria
Apelido Ivica
Informações profissionais
Clubes profissionais
Anos Clubes
1959–1968
1968
1969–1970
1970–1972
1972–1975
1975–1976
1976–1978
Željezničar
Zwolle
Željezničar
Strasbourg
Sedan
Valenciennes
Strasbourg
Total
Seleção nacional
1964–1969 Iugoslávia
Times/Equipas que treinou
1978–1986
1986–1992
1991–1992
1992–1994
1994–2002
2003–2006
2006–2007
Željezničar
Iugoslávia
Partizan
Panathinaikos
Sturm Graz
JEF United
Japão

Ivan "Ivica" Osim (Sarajevo, então integrante do estado fantoche da Croácia e atualmente capital da Bósnia-Herzegovina, 6 de maio de 1941Graz, 1 de maio de 2022) foi um futebolista e treinador de futebol bósnio de origem eslovena.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador, foi vice-campeão do Campeonato Europeu de 1968 com a Iugoslávia.[2] Tanto como jogador como treinador, participou de Olimpíadas pela Iugoslávia, figurando nos jogos de 1964 e 1988.

Em clubes, está mais ligado ao Željezničar Sarajevo, onde passou dez anos como jogador e oito como treinador - foi a primeira equipe em que começou na nova função; e ao SK Sturm Graz, onde ganhou mais troféus: também passando oito anos treinando a equipe austríaca, ganhou duas vezes a Bundesliga Austríaca, duas Copas da Áustria e duas Supercopas da Áustria. Também ganhou duas vezes o campeonato nacionais do Panathinaikos nas duas temporadas em que ficou na equipe da Grécia.

Destacou-se mais na função de técnico, comandando a Seleção Iugoslava na Copa do Mundo de 1990. Sob seu trabalho o país classificou-se também para na Eurocopa 1992.[1] Contudo, em meio à classificação irrompeu a Guerra Civil Iugoslava e ele renunciou ao cargo em 22 de maio daquele ano, em decorrência de ameaças que sua família sofria em meio ao cerco de Sarajevo.[3]

Chegou a ser brevemente sucedido por uma dupla técnica formada pelo montenegrino Miljan Miljanić e Ivan Čabrinović (sérvio casado com uma muçulmana),[4] mas a seleção terminou punida dias depois e desclassificada antes da competição. O próprio Osim afirmou que a Iugoslávia, que possuía grandes jogadores na época, não merecia jogar o torneio[5] - do qual o campeão foi justamente a seleção que a substituiu, a Dinamarca.[1]

Seu trabalho mais recente foi como técnico da Seleção Japonesa, do qual retirou-se em 2007 em virtude de um ataque cardíaco.

Falecimento[editar | editar código-fonte]

Morreu em 1 de maio de 2022 em Graz.[2]

Referências

  1. a b c STEIN, Leandro (1 de julho de 2018). «O último feito dos croatas pela Iugoslávia marcou a renúncia dos Laudrup à Dinamarca». Trivela. Consultado em 3 de maio de 2018 
  2. a b «Legend of BiH Football Ivica Osim passed away». Sarajevo Times (em inglês). 1 de maio de 2022. Consultado em 1 de maio de 2022 
  3. STANKOVIC, Vladimir (24 de maio de 1992). «Yugoslavia releva al técnico para Suecia» (em espanhol). Mundo Deportiva. Consultado em 3 de maio de 2018 
  4. «FIRENZE, UNA FINTA AMICHEVOLE: POCA GENTE E PROTESTE» (em italiano). La Repubblica. 28 de maio de 1992. Consultado em 3 de maio de 2018 
  5. Hughes, Rob (3 June 1992). "The Right Thing, Reluctantly"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Media relacionados com Ivica Osim no Wikimedia Commons