Shunsuke Nakamura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shunsuke Nakamura
Informações pessoais
Data de nasc. 24 de junho de 1978 (39 anos)
Local de nasc. Yokohama, Kanagawa, Japão Japão
Altura 1,78 m
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Japão Júbilo Iwata
Número 10
Posição Meio-Campista
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1997-2002
2002–2005
2005–2009
2009–2010
2010–2016
2017–
Japão Yokohama F. Marinos
Itália Reggina
Escócia Celtic
Espanha Espanyol
Japão Yokohama F. Marinos
Japão Júbilo Iwata
0178 000(38)
0089 000(12)
0166 000(34)
0015 0000(0)
0233 000(44)
00028 0000(5)
Seleção nacional3
1997
2000
2000–2010
Japão Japão sub-20
Japão Japão sub-23
Japão Japão
0005 0000(1)
0004 0000(0)
0098 000(24)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 16 de outubro de 2017.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 24 de setembro de 2016.

Shunsuke Nakamura, em japonês 中村俊輔 (Yokohama, 24 de junho de 1978), é um futebolista japonês que atua como meia. É considerado um dos jogadores mais técnicos e um dos maiores batedores de falta com a perna esquerda da história do Futebol.

Perfil[editar | editar código-fonte]

Nakamura é um meia armador ofensivo, que joga mais pelo lado direito do campo, mas com mais liberdade, se movimentando muito e aparecendo também pelo centro e pela esquerda. Naka tem uma incrível visão de jogo, estilo clássico de jogo, é genial, tem muita habilidade, qualidade espetacular no passe, com lançamentos, passes, enfiadas e cruzamentos perfeitos, arma jogadas como poucos, bate muito bem na bola, é um dos melhores cobradores de falta de todos os tempos, tem facilidade para chutar tanto forte como colocado e de cobertura e tem enorme facilidade para driblar, e ainda marca muitos gols.

Encantados com o futebol excepcional de Nakamura, o ex-jogador e ex-técnico do Tottenham, Steve Perryman uma vez disse:

Zico também disse que Nakamura é o melhor jogador que ele já treinou, enquanto Gordon Strachan que foi seu técnico no Celtic resumiu Nakamura em uma palavra, a mesma que a revista FIFA utilizou: Gênio.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Infância e Juventude[editar | editar código-fonte]

Nakamura começou sua carreira aos 5 anos, jogando no Misono FC, depois aos 13, foi para o Nissan FC Youth (o júnior do Yokohama Marinos), ficou lá até os 16,o Yokohama F-Marinos na J-League, aos 18 anos de idade. Em 1997 entrou oficialmente para o Yokohama Marinos, sua equipe dos sonhos, destacando as habilidades pessoais rapidamente se adaptou. Usando a camisa 25. Jogando bem e atuando em 27 partidas marcando 5 gols e 5 assistências, além de fazer belas jogadas, e se firmava como a grande promessa do futebol japonês para o futuro recente.

Em 1999, Nakamura ganhou a camisa 10 do time de Yokohama, quando mudou o nome para Yokohama F· Marinos e novamente teve destaque,onde disputou 26 partidas marcando 7 gols e 7 assistências e ainda marcou seu 1º hat-trick da carreira contra o Bellmare Hiratsuka e entrou para o time da J-League.

Mas sem dúvida alguma, seu grande momento foi em 2000,onde disputou 30 partidas marcando 5 gols e 11 assistências onde levou o Marinos ao título do primeiro turno e vice campeonato, e foi eleito o melhor jogador da J-League.

Em 2001, disputou 24 partidas marcando 3 gols e 4 assistências,e ganhou a Yamazaki Nabisco Cup E em 2002, disputou 8 partidas marcando 4 gols e 5 assistências e viu que era hora de enfrentar a Europa, deixando para trás títulos, belos lances, gols, assistências e saudades em Yokohama.

Reggina Calcio[editar | editar código-fonte]

Em 2002, Nakamura se decidiu pelo Reggina e chegou com muita expectativa ao clube italiano, ganhando logo de cara a camisa 10 e já sendo considerado o craque do time. Nakamura mostrou logo seu cartão de visitas, marcando um golaço na estreia. Mas o time era tão fraco, que mesmo com Nakamura mostrando toda a sua genialidade, o time apenas figurou na zona intermediária da tabela, se salvando nas últimas rodadas do fim. Na temporada seguinte, a 2003-2004, Nakamura teve problemas com lesões, e pouco atuou.

Mas na sua última temporada pelo clube, a 2004-2005, Nakamura foi novamente titular absoluto do time, e teve boas atuações, mas novamente seu fraco time apenas brigou para não cair. Naka no Reggina disputou 87 partidas e marcou 12 gols e deu 10 assistências, No verão de 2005, Nakamura sentia que era a hora de mudar, e tinha muitas opções para isso, afinal, o Celtic, Atlético de Madrid, Borussia Dortmund e outros clubes estavam interessados no craque. ele deixou o sul da Itália para aceitar a oferta do Celtic de enfrentar um novo desafio na Escócia.

Celtic[editar | editar código-fonte]

Nakamura se aquecendo pelo Celtic

Nakamura acabou se decidindo pelo Celtic da Escócia e foi uma das escolhas mais felizes do meia japonês. Rapidamente conquistou os corações dos torcedores e do técnico do Celtic, Gordon Strachan que além de chamá-lo de gênio disse:

.

Logo na estreia, Nakamura com a camisa 25 que usou nos tempos de garoto, deu uma assistência e fez belas jogadas, e a partir daí, escreveu uma bela e gloriosa história no time de Glasgow.

E Nakamura realmente teve uma carreira brilhante no Celtic, na temporada de estreia,a 2005-2006, foi titular absoluto do time onde deu 10 assistências, além de marcar 6 gols em 33 partidas disputadas, conquistou a Scottish Premier League e a Scottish League Cup.

Mas a temporada seguinte, a 2006-2007, seria ainda melhor, o craque do time, levou o Celtic ao bi campeonato da SPL e ao título da Scottish Cup, além marca 9 gols, deu 13 assistências em 37 partidas disputada, Nakamura encantou a todos, marcando o gol do título em bela cobrança de falta, e o gol mais bonito do torneio, de cobertura de fora da área, contra o Dundee United e ainda um hat-trick na vitória por 4x1 sobre o Dundee United . Com tudo isso, além dos títulos e do gol mais bonito da SPL, Nakamura foi coroado o melhor jogador do torneio por 3 entidadades diferentes e Líder de assistências, e foi eleito no final de 2007, o jogador do ano do Celtic.

Nakamura ainda brilhou na UEFA Champions League, num grupo difícil, que contava com o Manchester United, Nakamura com bela atuação, marcou um belo gol de falta na derrota por 3x2 em Old Trafford. Mas o melhor de Nakamura na UCL ainda estava por vir...No jogo de volta Nakamura marcou um golaço de falta, o gol da vitória de 1x0 sobre o Manchester United no Celtic Park, o Celtic avançava as oitavas-de-final da UCL. Nakamura passou a ser ainda mais idolotrado por todos. Após esta brilhante temporada, Nakamura passou a ser especulado por vários e grandes clubes, tais como Manchester United, Arsenal, Liverpool, Lyon, Inter de Milão, Borussia Dortmund, Barcelona, e outros. Porém Nakamura decidiu seguir no Celtic, para felicidade do clube, companheiros e torcida.

Na temporada seguinte, a 2007-2008, Naka deu 6 assistências, além de marcar 7 gols em 26 partidas disputadas, Nakamura continuou genial, levou o Celtic ao tri campeonato da SPL, e novamente protagonizando lances mágicos, levando o time pelo segundo ano consecutivo aos mata-matas da UCL. Nakamura nesta temporada teve alguns problemas com lesões, mas isto não o impediu de voltar da lesão em grande estilo, Nakamura ainda fez o gol mais importante do Celtic na conquista do tri da SPL, ao marcar o gol da vitória por 2x1 sobre o rival Glasgow Rangers, num foguete de muito longe, se tornando o primeiro japonês a marcar num Old Firm. Com todas estas conquistas, Nakamura já era mais do que idolatrado no Celtic, e recebeu mais elogios, desta vez do aposentado Neil Lennon, que havia sido capitão do time nas temporadas 2005/2006 e 2006/2007. Lennon disse que Nakamura era o melhor jogador com que ele havia jogado e o melhor jogador que ele viu jogar. Após o fim da temporada, surgiram novos boatos, mas Nakamura novamente continuou no clube de Glasgow.

Veio então, a última temporada de Nakamura pelos The Boys, e a temporada 2008/2009 acabou sendo a menos vitoriosa de Nakamura no Celtic, Naka deu 12 assistências, marcou 8 gols em 32 partidas disputadas, ele conquistou a Scottish League Cup, mas não conseguiu levar o time ao quarto título consecutivo da SPL e ao contrário dos últimos anos, Naka continuou protagonizando jogadas fenomenais, com dribles, passes, cobranças de falta e gols espetaculares . Ainda nesta temporada, Nakamura alcançou a marca de 100 jogos na SPL, fora que ajudou Mizuno, dando moral ao jovem japonês, com uma bela assistência para o primeiro gol de Mizuno pelo Celtic e ainda marcou mais um gol em Old Firm, numa bela cobrança de falta. e ainda fez seu segundo Hat-Trick pelo Celtic, com 3 belos gols na goleada de 7x0 sobre o St.Mirren, que seria seus últimos gols no Celtic.

Ao fim desta temporada, surgiram vários boatos, Nakamura dizia querer cumprir seu contrato até o fim e depois ir para o Yokohama F-Marinos encerrar a carreira, a partir disso, vários jornais deram como certa sua ida para Yokohama, porém surgiram novas possibilidades, e Nakamura acabou acertando com o RCD Espanyol da Espanha, para realizar seu sonho de jogar La Liga.

Espanyol[editar | editar código-fonte]

No dia 23 de Junho de 2009, véspera do seu aniversário, foi anunciada sua contratação pelo clube espanhol RCD Espanyol, rival do Barcelona, com status de craque, tendo uma apresentação com mais de 10 mil torcedores no estádio e como uma das grandes contratações da liga para a temporada e sendo muito badalado, com a torcida cantando a todo pulmão: Sí, sí, sí, Nakamura ja és aqui.

Era o sonho de Nakamura se realizando, ele sempre sonhara jogar em La Liga, e iria jogar no time rival ao que seu ídolo, Maradona defendeu. Nakamura será o camisa 7. E Nakamura começou com tudo, fez uma bela pré temporada, num amistoso contra o Liverpool liderou seu time na vitória por 3x0 com duas assistências e belas jogadas.

Veio então a morte do capitão Dani Jarque e o clube pareceu ter sentido a perda, deu uma loucura no técnico Mauricio Pochettino, e Nakamura que era o grande craque do time, além dos importantes e excelentes De La Peña e Tamudo, foram pro banco e pouco jogavam, Nakamura foi se irritando com isso, e após 6 meses de altos e baixos no Espanyol, devido a proximidade da Copa do Mundo, Nakamura viu que era melhor mudar de clube para jogar com regularidade e não correr risco de ficar mal para o torneio de futebol mais importante do mundo e também porque sabia que não era jogador para ficar na reserva, fora que seu segundo filho acabara de nascer e não havia escolas japonesas na Catalunha, fora que ele e a família estavam com dificuldades para se adaptar e Nakamura não tinha tradutor. no Espanyol Naka apenas deu 4 assistências em 20 partidas a maioria entrando no 2 tempo.

Surgiu uma proposta do Middlesbrough FC da Inglaterra, onde estava exatamente Gordon Strachan, que havia trocado o Celtic pelo clube inglês após não conseguir o quarto título seguido. Sua ida para o Middlesbrough chegou a ser até confirmada, e Nakamura inclusive viajou até a Inglaterra, porém houve alguns desacordos na negociação, e Nakamura acabou mesmo voltando para casa, para defender seu clube de coração e que o havia revelado, o Yokohama F-Marinos.

A Volta ao Yokohama F. Marinos[editar | editar código-fonte]

Em 12 de fevereiro, foi divulgado um comunicado que admitiu que tanto RCD Espanyol como o próprio Nakamura tenha se decidido que seria melhor o jogador retornar para o Japão, pois só dessa maneira ele poderia conseguir uma vaga na seleção japonesa para disputar a Copa do Mundo na África do Sul. Shunsuke Nakamura se transferiu para o Yokohama F. Marinos em 26 de fevereiro.

Nakamura completava seu ciclo voltando após 8 anos na Europa ao clube que o revelou e Nakamura chegou muito feliz, com um sorriso de todo tamanho estampado no rosto, por estar resolvendo seus problemas. Sua volta foi muito boa e no encerramento da temporada 2010, Nakamura além de craque e titular absoluto do time, levou o time umas das melhores campanhas nos últimos anos, é o líder em assistências com 10 da J.League e ainda marcou 5 gols, e seu 1° gol no retorno foi um golaço contra Kawasaki Frontale, sem contas os outros gols além dos de falta, E Além de dar belas Assistências e esta fazendo belas jogadas.

Em 2011, Naka foi Nomeado o Capitão da temporada do Marinos e levou o time a melhor campanha na J.League desde 2004 sendo Campeão Simbólico do 1°Turno, com 5 Assistências e 2 gols. Daí veio à tragédia, A morte de Naoki Matsuda um dos maiores ídolos do Marinos e time sentiu muito essa grande perda e caíram de rendimento e logo depois Nakamura sofre uma lesão na perna esquerda e nisso Infelizmente o Marinos terminou a J.League em quinto.

Em 2012, continuou como o Capitão, e terminou a J.League em quarto lugar.

Em 2013 marcou 10 gols, sendo a maior quantidade no Marinos e ainda teve o melhor resultado do Marinos deste o bi em 2003/04, foi vice-campeão e foi eleito MVP da J.League. e foi Campeão da Copa do Imperador 2013.

E em 2014 depois de 12 anos, Nakamura decidiu voltar a usar a camisa 10.

E em 2015, Nakamura se tornou o jogador que mais marcou gols de falta na história da J.League com 21 gols.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Seleção Japonesa (Categorias de Base)[editar | editar código-fonte]

Pelos Samurais Blues, Nakamura teve uma bela carreira já nas seleções de base, se destacando em todos os torneios, sendo vital naqueles timaços que chegaram infelizmente apenas até as quartas- de-finais da Copa do Mundo sub-20 em 1997 e também das Olimpíadas de Sidney em 2000.

Seleção Japonesa (Era Trousser) (2000-2002)[editar | editar código-fonte]

Na seleção principal, Nakamura começou a se destacar bem jovem, com apenas 20 anos, sendo peça vital no título da Copa da Ásia de 2000, usando a camisa 14, fazendo um belo torneio e entrando para o time da competição. Após a Copa da Ásia, já com a camisa 10 Nakamura participou de alguns amistosos para Copa de 2002, marcando belos gols, como o gol olímpico contra Honduras e fazendo belas jogadas, porém Nakamura teve uma lesão no tornozelo e ficou de fora da lista de 23 convocados para a Copa.

Nakamura atuando pela Seleção Japonesa

Seleção Japonesa (Era Zico) (2002-2006)[editar | editar código-fonte]

Após a tristeza de ficar de fora da lista, veio a nova era, com o Japão sendo comandado por Zico, e Zico imediatamente trouxe Nakamura de volta a seleção, e deu a camisa 10. Sabendo que ele era o jogador mais talentoso daquela geração, ao lado de Ono e Nakata. Foi aí que se iniciou um time mágico do Japão. O Japão formou um meio campo mágico, com Nakamura, Ono, Nakata e Inamoto, e não perdeu uma partida sequer em que os 4 atuaram juntos, o time jogava um futebol ainda mais bonito e ofensivo do que apresentava e encantava a todos.

Na Copa das Confederações de 2003, o Japão foi bem na competição e Nakamura foi o grande destaque, marcando um golaço de falta contra a França, fazendo 3 gols em 2 partidas

Veio então a Copa da Ásia de 2004, o camisa 10 comandou o Japão no tri campeonato, dando belas assistências, fazendo lindas jogadas e entre elas, duas assistências na final contra a China, um gol espetacular contra Omã e um belo gol de falta contra a Tailândia. Seu desempenho fenomenal lhe rendeu o prêmio de MVP do torneio. Após a AFC 2004, Nakamura foi vital na classificação da seleção a Copa do Mundo 2006, no título da Copa Kirin em 2004 e teve belas apresentações.

Na Copa das Confederações de 2005, Nakamura novamente teve belas apresentações, marcou um golaço contra o Brasil, naquele 2x2 que os Samurais Blues mereciam ter ganhado, e ainda fez belas jogadas nos outros jogos.

Nos amistosos pré Copa, o Japão seguia muito bem, com Nakamura tendo belas apresentações e o Japão jogando muito, conseguindo belas vitórias, mas veio o fatídico jogo contra a Alemanha. O Japão vencia por 2x0, Nakamura além de bela apresentação, iniciou em bela jogada, a jogada do primeiro gol nipônico, porém os alemães que eram os anfitriões da Copa, não queriam perder em casa a apenas 2 semanas da Copa e tentaram o empate na marra, e para isso bateram e muito. O saldo foi um grande empate por 2x2, que o Japão merecia ter ganhado, com bela atuação japonesa, porém neste amistoso, Nakamura, Takahara, Yanagisawa, Ono, Inamoto e Kaji se contundiram.

O Japão foi para a Copa com metade do time e jogadores super importantes machucados, ainda assim ia bem contra a Austrália na estreia, com Nakamura marcando um gol e deixando o Japão na frente. Porém as contusões surtiram efeito e num desequilíbrio psicológico, o Japão acabou perdendo por 3x1, depois disso, o time desmontado com Nakamura jogando no sacrifício, Nakata jogando de volante, Ono, Inamoto e Kaji fora e Takahara e Yanagisawa jogando no sacrifício, e um psicológico abatido, renderam ao Japão um fiasco fora de precedentes devido as expectativas enormes naquele mágico time.

Seleção Japonesa (Era Osim) (2006-2007)[editar | editar código-fonte]

Após a desilusão, o Japão teve Ivica Osim como novo técnico e Nakamura continuava sendo o jogador fundamental e o craque do time, belas atuações nos títulos da Kirin Cup em 2007 e Copa das 4 nações em 2007 e bem na Copa da Ásia 2007, em que o Japão ficou com o quarto lugar por não levar o torneio muito a sério.

Seleção Japonesa (Era Okada) (2007-2010)[editar | editar código-fonte]

Após a Copa da Ásia de 2007, Takeshi Okada era o novo técnico e Nakamura ganhou a Kirin Cup 2008 e 2009, e foi importante na classificação da seleção a Copa do Mundo FIFA de 2010 e era titular e um dos principais jogadores do time, mesmo jogando bem abaixo do que podia. Após o problema no Espanyol de Adaptação, passou por um mau momento e também teve uma Lesão e acabou sendo reserva na Copa 2010. Jogando somente contra a Holanda. Nakamura ficou muito triste e chegou a dizer que ele e a Copa do Mundo não se davam bem juntos, se referindo as Lesões em 2002 e 2006 e 2010 e com muita tristeza para ele e todos os fãs, anunciou sua aposentadoria da seleção após a Copa.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Clubes e Seleção[editar | editar código-fonte]

Yokohama F. Marinos

Seleção Japonesa

Celtic

  • Copa da Escócia: 2006/7
  • Copa da Liga da Escócia: 2005/6,2008/9
  • Campeonato Escocês: 2005/6,2006/7,2007/8

Individual[editar | editar código-fonte]

  • Selecionado para o prêmio Revelação da J-League: 1997
  • MVP Melhor Jogador da J-League: 2000,2013
  • Jogador Japonês do Ano: 2000
  • Seleção da J-League: 1999,2000,2013
  • Selecionado para Seleção da J-League: 2001,2012
  • Líder de Assistências da J-League: 1998,1999,2000,2010.
  • Jogador que mais marcou gols de falta na história da J-League (21 gols)
  • Seleção da Copa da Asia: 2000,2004
  • Melhor Jogador da Copa da Ásia: 2004
  • Bola de Bronze da Copa das Confederações: 2003
  • Seleção da Copa das Confederações: 2003,2005
  • Jogador do Ano do Celtic F.C.: 2006/7 (Ganhou 2 prêmios desse, um em votação feita pelos jogadores e clube, e outro em votação feita pela torcida)
  • MVP Melhor Jogador do Campeonato Escocês: 2006/7 (Ganhou 3 prêmios desse, um em votação dos comentaristas e imprensa, outro em votação dos jogadores, e outro em votação na internet)
  • Líder de Assistências do Campeonato Escocês: 2006/7,2008/9
  • Nominado para o Ballon d'Or : 2006/7
  • Gol Mais Bonito Campeonato Escocês:2006/7(Celtic 2x2 Dundee United)
  • Gol Mais Bonito Copa da Ásia: 2004(Japão 1x0 Omã)
  • Gol Mais Bonito UEFA Champions League: 2006/7(Celtic 1X0 Man.Utd)
  • Gol Mais Bonito J-League: 2010(Yokohama F. Marinos 4x0 Kawasaki Frontale)
  • Gol Mais Bonito J-League: 2012(Nagoya Grampus 1x1 Yokohama F. Marinos)
  • Diversas vezes eleito "Man of the match"
  • J-League: Seleção de todos os tempos
  • 7°Melhor jogador do mundo da fifa (2004)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe/Jogos/Gols
1996-2000 Seleção de Base - Jogos: 32 Gols: 10
2000-2010 Seleção Principal - Jogos: 98 Gols: 24 Assistências: 33

Clubes[editar | editar código-fonte]

Ano Clube País/nºcamisa/Jogos/Gols/Assists
1997
2002
Yokohama Marinos  Japão (Camisa 25/10) Jogos:176 Gols: 38 Assistências: 42
2002/3
2004/5
Reggina  Itália (Camisa 10) Jogos: 87 Gols: 12 Assistências: 10
2005/6
2008/9
Celtic Escócia (Camisa 25) Jogos: 163 Gols: 33 Assistências: 44
2009/10 Espanyol Flag of Spain.svg Espanha (Camisa 7) Jogos: 20 Gols: 0 Assistências: 4
2010- Yokohama Marinos  Japão (Camisa 25) Jogos: 152 Gols: 33 Assistências: 42 (até Jan/2014)

Curiosidades

  • A música Fantasista da banda Dragon Ash, foi feita em sua homenagem, assim como o asteróide: 29986 Shunsuke , que tem este nome em sua homenagem.
  • Tornou-se capa do game Winning Eleven para versões japonesas.
  • Gravou diversos Comerciais da Adidas,Pocari Sweat, Subaru, etc...
  • Foi Capa da Revista FIFA em 2005 com o título de “Gênio”
  • Seus Clubes Preferidos são Yokohama F. Marinos (Futebol) e Yomiuri Giants (Baseball).

Participou do Clipe da Banda Hi-Fi CAMP.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]