James Hansen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
James Hansen
Física atmosférica e climatologia
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Nascimento 29 de março de 1941 (75 anos)
Local Denison, Iowa
Atividade
Campo(s) Física atmosférica e climatologia
Instituições NASA, Instituto Goddard para Estudos Espaciais, Universidade de Columbia
Conhecido(a) por Modelos Climáticos, Atmosferas Planetárias
Prêmio(s) Prêmio Planeta Azul (2010)

James Edward Hansen (Denison, 29 de março de 1941) é um climatologista norte-americano.

Graduou-se em física e matemática na Universidade de Iowa, obtendo mestrado em astronomia e doutorado em física. Em 1967 ingressou como pesquisador adjunto no Instituto Goddard para Estudos Espaciais da NASA, uma seção do Centro de Voo Espacial Goddard, chegando à direção em 1981, posição que manteve até sua aposentadoria em 2013. Desde 1978 é professor adjunto da Universidade de Columbia.[1][2]

Iniciou sua carreira científica com estudos sobre o sistema climático do planeta Vênus, mas ganhou notoriedade com suas pesquisas sobre o aquecimento global. Foi um dos primeiros cientistas a chamar a atenção mundial para as consequências perigosas deste fenômeno, e em 1988 proferiu uma palestra para o Congresso dos Estados Unidos que foi amplamente divulgada. Desde então dirigiu seus principais esforços para este campo, tornando-se também um grande divulgador da ciência e um dos mais respeitados ativistas do problema climático.[1][3][2] Franco Einaudi, diretor da Divisão de Ciências da Terra do Instituto Goddard, disse sobre ele:

"Tem desempenhado um papel de tremenda importância na comunicação da ciência para o público e, mais importante, para os legisladores e para os que estão em posição de tomar decisões. O debate sobre as mudanças globais é frequentemente emocional, e James tem a coragem de dizer o que os outros não querem ouvir. Ele adquiriu uma credibilidade que poucos cientistas desfrutam. Seu sucesso se deve em parte à sua personalidade, em parte às suas realizações científicas, e em parte à sua recusa de fugir do debate".[2]

É membro da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos e da União de Geofísica dos Estados Unidos,[2] e recebeu diversas distinções pelas suas contribuições notáveis, entre outras, a Medalha Roger Revelle da União de Geofísica,[2] o Prêmio Heinz,[4] o Prêmio AAAS da Liberdade e Responsabilidade Científica da Associação Americana para o Avanço da Ciência,[5] o Prêmio Dan David da Fundação Dan David / Universidade de Tel Aviv,[6] a Medalha Carl-Gustaf Rossby da Sociedade Meteorológica Estadunidense,[2] o Prêmio Sofia de meio ambiente,[7] o Prêmio Nierenberg da Scripps Institution of Oceanography,[8] o Prêmio Memorial Klopsteg, da American Association of Physics Teachers,[9] e por duas vezes foi agraciado com o Presidential Rank Award por serviços meritórios.[2]

Referências

  1. a b Gillis, Justin. "James Hansen, Climate Scientist Turned Activist, Criticizes Paris Talks". The New York Times, 02/12/2015
  2. a b c d e f g "NASA Climate Scientist Honored by American Meteorological Society". Goddard Space Flight Center, 01/14/2009
  3. Mortimer, Caroline. "COP21: James Hansen, the father of climate change awareness, claims Paris agreement is a fraud". The Independent, 14/12/2015
  4. The Heinz Awards. James Hansen.
  5. AAAS Scientific Freedom and Responsibility Award. AAAS Archives & Records Centrer.
  6. Dan David Prize. Laureates 2007.
  7. "Climate scientist Hansen wins $100,000 prize". Reuters, 07/04/2010
  8. "Past Nierenberg Prize winner, NASA's James Hansen, in the hot seat today". Examiner, 25/06/2011
  9. American Association of Physics Teachers. Klopsteg Memorial Lecture Award.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre James Hansen


Ícone de esboço Este artigo sobre ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.