Leonardo Brício

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Leonardo Bricio)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Leonardo Brício
Leonardo Brício em 2006
Nascimento 7 de julho de 1963 (53 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação Ator
Outros prêmios
Troféu APCA (2007): Melhor ator coadjuvante, por Chamas da Vida.
Prêmio Contigo: Melhor par romântico, por Chamas da Vida.
IMDb: (inglês)

Leonardo Silva Brício[1] (Rio de Janeiro, 7 de julho de 1963[1]) é um ator e diretor brasileiro.

Fez sua primeira peça teatral em 1984, na escola Teatro Tablado (onde estudou), sob a direção de Maria Clara Machado. Começou em televisão na extinta Rede Manchete, tendo passado pela Rede Globo, SBT e Rede Record, onde se encontra atualmente.

Em 2006 participou do elenco da telenovela Cidadão Brasileiro, da Rede Record, no papel de um ex-presidiário que se apaixona pela esposa do seu irmão.

Logo após o final de Cidadão Brasileiro, foi convidado pela autora Ana Maria Moretzsohn para participar em sua nova telenovela, Luz do Sol, na Rede Record.

Como diretor teatral, Leonardo estreou em O Ateneu, em 2002, que dirigiu com Gaspar Filho. Depois, dirigiu junto com Junior Sampaio, a peça Deus Danado (2003/2004), texto de João Denys. Seu primeiro trabalho solo como diretor foi José, e agora? (2004), monólogo de Cadu Fávero.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Período Título Personagem Ref
2012 Rei Davi Davi [2]
2008 Chamas da Vida Pedro Galvão Ferreira [1][3]
2007 Luz do Sol Agenor Souza [4]
2006 Cidadão Brasileiro Celso Silva Castanho
2005 Sob Nova Direção Sebastian
2004 Da Cor do Pecado Ulisses Sardinha
2001 Porto dos Milagres Alexandre Guerrero
2000 A Muralha Tiago Olinto
1998 Meu Bem Querer Juliano Mourão
1997 Anjo Mau Ricardo Medeiros
1997 A Justiceira Beto
1996 O Rei do Gado Enrico Mezenga
1994 Éramos Seis Julinho [5]
1993 Renascer Diocleciano (jovem)
1991 Filhos do Sol Júlio
1991 O Guarani Peri
1990 Na Rede de Intrigas Antônio dos Santos (Tonho)
1989 Tieta Amintas (primeira fase)

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Personagem
1989 O Armário
1990 Uma Escola Atrapalhada Vinagre

Teatro[editar | editar código-fonte]

Como ator[editar | editar código-fonte]

Peça
A menina e o vento
Tribobó City
O diamante do Grão Mogol
O Ateneu
1789 - A Revolução Francesa
O casamento branco
Romeu e Julieta
O dragão verde
O boi e o burro no caminho de Belém
Péricles, príncipe de Tiro
A rosa tatuada
Últimas luas
O castiçal
O alfaiate do rei
Deus danado
Camila Baker - A saga continua
Antônio e Cleópatra - Um amor imortal
Abelardo e Berilo

Como diretor[editar | editar código-fonte]

Peça
O Ateneu
Deus Danado
José, e agora?
Romeu & Julieta
O auto da compadecida

Notas

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Leonardo Bricio


Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.