Luna 17

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luna 17
Espaçonave do tipo E-8 como a Luna 17
Missão
Operação União das Repúblicas Socialistas Soviéticas
Contratantes principais GSMZ Lavochkin
Plataforma E-8-5
Tipo de missão Ciência Planetária / veículo rover
Lançamento 10 de novembro de 1970 14:44:01 UTC
Veículo de Lançamento Proton-K + Bloco-D
Local do Lançamento Cosmódromo de Baikonur - União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, atual Cazaquistão
Orbitou A Lua
Inserção orbital 15 de novembro de 1970
Pouso na Lua 17 de novembro de 1970 03:46:50 UTC
Coordenadas 38°17'N 35°W
Fim da missão Último contato em 14 de setembro de 1971 13:05:00 UTC
Duração da missão 322 dias
COSPAR 1970-095A
Massa 5.700 kg
Resultado Sucesso - o veículo rover percorreu 10.540 m

Luna 17 (em russo: Луна que significa lua), ou Luna E-8 No.2, identificada pela NASA como 1970-095A, foi a primeira missão bem sucedida usando a plataforma E-8,[1] para o Programa Luna (um projeto soviético), tinha como objetivo, efetuar pousos suaves na Lua e liberar um veículo do tipo rover para se deslocar e efetuar pesquisas em solo lunar.

A espaçonave[editar | editar código-fonte]

A espaçonave consistia de dois estágios interligados: um estágio de descida e um estágio de suporte do rover montado sobre o primeiro:

  • O estágio de descida era um cilindro montado sobre um conjunto de tanques esféricos com quatro "pernas", um motor principal e jatos auxiliares para atuar durante a descida diminuindo a velocidade.
  • O estágio de suporte ao rover, possuía um sistema de rampas desdobráveis que se estendiam depois do pouso permitindo que o rover descesse para a superfície lunar. O rover Lunokhod 1 era um veículo de formato semelhante ao de uma banheira, com uma espécie de "tampa" convexa sobre um conjunto de oito rodas independentes.

O Lunokhod era equipado com uma antena em forma de cone, uma antena em formato helicoidal altamente direcional, quatro câmeras de televisão e um penetrômetro para avaliar a densidade, compactação e propriedades mecânicas do solo lunar. Um espectroscópio de de raios-X, um telescópio de raios-x, detectores de raios cósmicos e um dispositivo a laser também estavam incluídos. O veículo era alimentado por células solares montadas na parte interna da "tampa".[2]

A missão[editar | editar código-fonte]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O lançamento da Luna 17, ocorreu em 10 de Novembro de 1970 as 14:44:01 UTC, através de um foguete Proton-K, a partir do Cosmódromo de Baikonur que a levou a uma órbita de espera intermediária e em seguida impulsionada em direção à Lua.[2]

Local de pouso do Luna 17 e os rastros do Lunokhod 1, fotografados pelo LRO.

Percurso, órbita e pouso[editar | editar código-fonte]

Depois de duas manobras de correção de curso realizadas na sua rota para a Lua, a Luna 17 entrou em órbita e logo depois pousou na superfície lunar as 03:46:50 UTC em 17 Novembro de 1970 nas coordenadas: 38°17' de latitude Norte e 35° de longitude Oeste, no Mare Imbrium, a cerca de 2.500 km de distância do local de pouso do Luna 16.[2]

O rover[editar | editar código-fonte]

O rover Lunokhod 1 desceu a rampa para a superfície lunar as 06:28:00 UTC. Ele tinha uma expectativa de vida útil de três "dias lunares", mas operou por onze (equivalentes a 322 dias da Terra). Durante esse período, ele percorreu 10,54 km e retornou mais de 20.000 imagens de TV, e 206 fotografias panorâmicas de alta resolução. Além disso, efetuou vinte e cinco análises de solo com o espectrômetro de raios-X, e também usou seu penetrômetro em 500 locais diferentes. Os controladores efetuaram a última sessão de comunicação com o Lunokhod 1 as 13:05:00 UTC de 14 de Setembro de 1971. As tentativas de restabelecer a comunicação foram encerradas em 4 de Outubro.[2]

Legado[editar | editar código-fonte]

Em Março de 2010, o Lunar Reconnaissance Orbiter fotografou o local de pouso do Luna 17, exibindo o módulo aterrissador e a trilha deixada pelo rover.[3] Em Abril de 2010, a equipe do projeto "Apache Point Observatory Lunar Laser-ranging Operation", anunciou que com a ajuda dessas fotos, eles encontraram o rover Lunokhod 1, a muito tempo perdido, e receberam resposta do seu retrorrefletor a laser.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Krebs, Gunter (27 de janeiro de 2013). «Luna Ye-8». Gunter's Space Page. Consultado em 21 de janeiro de 2014 
  2. a b c d «Luna 17». National Space Science Data Center. 16 de agosto de 2013. Consultado em 24 de janeiro de 2014 
  3. Robinson, Mark (17 de março de 2010). «Soviet Union Lunar Rovers». Lunar Reconnaissance Orbiter Camera (LROC). Consultado em 24 de janeiro de 2014 
  4. Klotz, Irene (27 de abril de 2010). «Lost and Found: Soviet Lunar Rover». Discovery Communications. Consultado em 24 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Luna 16
Programa Luna
Sucedido por
Luna 18