Luna 15

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luna 15
Luna-16.jpg
Modelo de espaçonave do tipo E-8-5
Descrição
Duração da missão 8 dias
Propriedades
Massa 5 600 kg
Missão
Fim da missão 21 de julho de 1969 15:47:00 UTC


A Luna 15, também conhecida como Luna E-8-5 No.2, ou Luna Е-8-5 No.401 ou ainda Lunik 15, foi uma das oito missões usando a plataforma E-8-5,[1] para o Programa Luna (um projeto soviético), tinha como objetivo, efetuar pousos suaves na Lua e recolher e retornar amostras de solo lunar para a Terra.

Em 21 de Julho de 1969, enquanto os astronautas da Apollo 11 executavam a primeira caminhada do homem na Lua, a Lunik 15, então em órbita lunar, iniciou os procedimentos de descida para a superfície lunar. Lançada três dias antes da Apollo 11, ela foi a segunda tentativa de retornar amostras de solo lunar para a Terra (a primeira foi a Luna E-8-5 No.402, que falhou no lançamento). A espaçonave soviética caiu na Lua as 15:50 UTC, poucas horas antes que os astronautas da Apollo 11 decolassem da Lua.[2]

A missão[editar | editar código-fonte]

A Luna 15, pesando 5.600 kg, foi lançada as 02:54:42 UTC de 13 de Julho de 1969, por um Proton-K/Bloco-D,[1] a partir da plataforma 81/24 do cosmódromo de Baikonur.[3][4] A sua intenção, era efetuar um pouso suave na Lua, e lá efetuar uma missão de retorno de amostra, perfurando, recolhendo e retornando algumas gramas de solo lunar.[5]

Depois de completar 86 sessões de comunicação e 52 órbitas da Lua em várias inclinações e altitudes, a Luna 15 iniciou os procedimentos de descida acionando o seu retrofoguete principal as 15:47:00 UTC em 21 de Julho de 1969.[6]

A essa altura, os astronautas Armstrong e Aldrin já haviam efetuado as primeiras caminhadas na Lua. As transmissões cessaram quatro minutos depois do início da descida, a uma altitude estimada de 3 km. A espaçonave caiu provavelmente la lateral de uma montanha nas coordenadas: 17° de latitude Norte e 60° de longitude Leste, no local conhecido como Mare Crisium.

Uma gravação dos minutos em que técnicos britânicos no rádio telescópio do Observatório Jodrell Bank observaram a descida da Luna 15 foi disponibilizada ao público pela primeira vez em 3 de Julho de 2009.[7]

Implicações[editar | editar código-fonte]

Numa corrida para alcançar a Lua e retornar à Terra, as missões paralelas Luna 15 e Apollo 11 representaram em muitos aspectos, o ápice da corrida espacial entre Estados Unidos e a União Soviética nos anos 60. Por outro lado, as missões simultâneas se tornaram a primeira instância de cooperação espacial entre esses dois países: A URSS divulgou o plano de voo da Luna 15 para assegurar que ela não colidisse com a Apollo 11, apesar da sua missão exata não ser conhecida.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Krebs, Gunter. «Luna Ye-8-5». Gunter's Space Page. Consultado em 22 de janeiro de 2014 
  2. «Russian spacecraft landed on moon hours before Americans». Telegraph Media Group Limited. 4 de julho de 2009. Consultado em 22 de janeiro de 2014 
  3. McDowell, Jonathan. «Launch Log». Jonathan's Space Page. Consultado em 21 de janeiro de 2014 
  4. Wade, Mark. «Proton». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 22 de janeiro de 2014 
  5. Wade, Mark. «Luna Ye-8-5». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 22 de janeiro de 2014 
  6. «Luna 15» (em inglês). National Space Science Data Center. Consultado em 22 de janeiro de 2014 
  7. a b Brown, Jonathan (3 de julho de 2009). «Recording tracks Russia's Moon gatecrash attempt» (em inglês). The Independent. Consultado em 22 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Luna E-8-5 No.402
Programa Luna
Sucedido por
Kosmos 300