Música de intervenção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Música de Intervenção (Português europeu) ou música de protesto (Português brasileiro) é uma categoria que engloba canções de música popular compostas com o intuito de chamar a atenção do ouvinte a um determinado problema de um certo país, seja ele de origem social, política ou econômica ou agricultural

Era um tipo de música muito comum nos anos 60 e 70 do século XX, durante a ditadura militar brasileira ou nos últimos anos do Estado Novo português.

No Brasil, pode-se dizer que a primeira canção de protesto foi: a "Canção do subdesenvolvido", gravada em 1961 e composta por Carlos Lyra e Chico de Assis, na época ligados ao Centro Popular de Cultura[1]. Esse estilo alcançaria maior sucesso por meio dos Festivais da Música Popular exibidos por diversas emissora de TV, que possibilitaram o grande público ter acesso a artistas que se transformariam em ícones do gênero música de protesto.[2] Após o governo de Costa e Silva decretar o AI-5 em 13 de dezembro de 1968, a liberdade artística, e a liberdade como um todo na sociedade brasileira, sofreu com a censura rígida. Artistas tiveram que encontrar formas alternativas de passarem suas mensagens ou em alguns casos se viram obrigados a sair do Brasil, fugindo da inevitável perseguição a que seriam vítimas por parte dos militares.[3]

Artistas e conjuntos musicais famosos por sua música de intervenção ou protesto[editar | editar código-fonte]

Portugueses[editar | editar código-fonte]

Brasileiros (MPB)[editar | editar código-fonte]

Bandas de Rock de protesto no Brasil[editar | editar código-fonte]

No gênero punk rock[editar | editar código-fonte]

O movimento punk rock, fazia criticas à Guerra Fria, ao nacionalismo e à monarquia britânica, tinha dentre seus representantes bandas como:

Músicas de Protesto[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b CANÇÃO DE PROTESTO NO BRASIL, acesso em 05 de janeiro de 2016.
  2. NAPOLITANO, Marcos. Cultura Brasileira: utopia e massificação (1950-1980). 2ª ed, São Paulo: Contexto, 2004, p. 59-67.
  3. http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2014/03/entretenimento/1482684-mpb-foi-importante-veiculo-de-contestacao-a-ditadura.html. Página visitada em 02 de outubro de 2014.
  4. MOVIMENTOS MUSICAIS, acesso em 05 de janeiro de 2017.
  5. a b 10 músicas de protesto à Ditadura Militar, acesso em 05 de janeiro de 2016.
  6. a b c d MÚSICA DE PROTESTO, acesso em 05 de janeiro de 2016.
  7. Seis músicas que tentaram mudar o Brasil, acesso em 05 de janeiro de 2017.
  8. Lista: 25 Inspiradoras Músicas de Protesto, acesso em 05 de janeiro de 2017.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver Também[editar | editar código-fonte]