Maria Cristina de Saboia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Maria Cristina
Retrato por Ambito di De Falco, c. 1834,
Rainha Consorte das Duas Sicílias
Reinado 21 de novembro de 1832
a 31 de janeiro de 1836
Cônjuge Fernando II das Duas Sicílias
Descendência
Francisco II das Duas Sicílias
Nome completo
Maria Cristina Carlota Josefa Caetana Elisa
Casa Saboia (por nascimento)
Bourbon-Duas Sicílias (por casamento)
Pai Vítor Emanuel I da Sardenha
Mãe Maria Teresa de Áustria-Este
Nascimento 14 de novembro de 1812
Cagliari, Reino da Sardenha
Morte 21 de janeiro de 1836 (23 anos)
Nápoles, Reino das Duas Sicílias
Enterro Basílica de Santa Clara, Nápoles, Itália
Religião Catolicismo
Beata Maria Cristina de Saboia
Imagem descerrada na Basílica de Santa Clara durante a missa de beatificação.[1]
Rainha das Duas Sicílias
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 25 de janeiro de 2014, Basílica de Santa Clara, Nápoles por Papa Francisco
Festa litúrgica 31 de janeiro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Maria Cristina Carlota Josefina Caetana Elisa de Saboia (Cagliari, 14 de novembro de 1812Nápoles, 21 de janeiro de 1836) foi rainha consorte das Duas Sicílias como a a primeira esposa do rei Fernando II.

Família[editar | editar código-fonte]

Maria Cristina era a filha mais jovem do rei Vítor Emanuel I da Sardenha e de sua esposa, a arquiduquesa Maria Teresa de Áustria-Este.

Seus avós paternos eram o rei Vítor Amadeu III da Sardenha e a infanta da Espanha, Maria Antônia de Bourbon. Seus avós maternos eram o arquiduque Fernando Carlos de Áustria-Este e Maria Beatriz d'Este, duquesa de Massa e princesa de Carrara.

Biografia[editar | editar código-fonte]

No dia 21 de novembro de 1832, a princesa, então com vinte anos de idade, desposou Fernando II, de vinte e um anos. Eles tiveram apenas um filho, o futuro Francisco II, em 1836. Maria Cristina morreu cinco dias depois do parto.

Em 3 de maio de 2013, o Papa Francisco autorizou a promulgação do decreto apresentado pela Congregação para as Causas dos Santos que reconhecia um milagre ocorrido pela intercessão de Maria Cristina. A missa de beatificação foi celebrada em 25 de janeiro de 2014 na Basílica de Santa Clara, em Nápoles, onde a rainha encontra-se sepultada.[2][3] Sua festa litúrgica ocorre todo dia 31 de janeiro.[4]

Títulos e honras[editar | editar código-fonte]

  • 14 de novembro de 1812 - 21 de novembro de 1832: Sua Alteza Real Princesa Maria Cristina de Saboia, Princesa da Sardenha
  • 21 de novembro de 1832 - 21 de janeiro de 1836: Sua Majestade A Rainha das Duas Sicílias

Póstumas[editar | editar código-fonte]

  • 10 de julho de 1872 - 6 de maio de 1937: Serva de Deus Maria Cristina de Saboia, Rainha das Duas Sicílias
  • 6 de maio de 1937 - 25 de janeiro de 2014: Venerável Serva de Deus Maria Cristina de Saboia, Rainha das Duas Sicílias
  • 25 de janeiro de 2014 - presente: Beata Maria Cristina de Saboia, Rainha das Duas Sicílias

Referências

  1. «Beatificata a Napoli Maria Cristina di Savoia». Assisi OFM (em italiano). 25 de janeiro de 2014. Consultado em 28 de Julho de 2016. 
  2. «Beatificata a Napoli Maria Cristina di Savoia, "reginella santa"». Official Vatican Network (em italiano). 25 de janeiro de 2014. Consultado em 28 de Julho de 2016. 
  3. «Maria Cristina di Savoia - La beatificazione il 25 gennaio 2014». Assisi OFM (em italiano). Consultado em 28 de Julho de 2016. 
  4. Siccardi, Cristina; Borrelli, Antonio. «Beata Maria Cristina di Savoia Regina della Due Sicilie». Santi, Beati i Testimoni (em italiano). Consultado em 28 de Julho de 2016. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maria Cristina de Saboia


Ver também[editar | editar código-fonte]