Mickael Carreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mickael Carreira
Informação geral
Nome completo Mickael Antunes [1] [2]
Também conhecido(a) como Micka, Mica.
Nascimento 3 de abril de 1986 (30 anos)[1]
Local de nascimento Dourdan[1]
 França
Nacionalidade Portugal português
Gênero(s) Pop latino
Ocupação(ões) Cantor • Compositor
Instrumento(s) Voz, guitarra
Extensão vocal GuiGGuitarra
Período em atividade 2006—presente
Gravadora(s) Vidisco[3] (2006—2007)

Farol Música (2009)[4]
Warner Music Portugal (2014—presente)

Afiliação(ões) Tony CarreiraDavid CarreiraThe Voice Portugal
Influência(s) Tony Carreira
Página oficial www.mickaelcarreira.com

Mickael Carreira (Dourdan, 3 de abril de 1986), nome artístico de Mickael Antunes,[1] é um cantor e letrista português de música de expressão portuguesa que alterna entre os géneros Soul, Ligeira e Latina. Mickael herdou o apelido artístico Carreira do nome artístico do pai Tony Carreira. Mickael Carreira também é conhecido entre os fãs por Micka. Com três álbuns de estúdio lançados, dois álbuns de edição especial, e um álbum ao vivo, Mickael obteve um total de 3 discos de ouro e 5 de platina, o que equivale a 130 mil cópias vendidas. Lançou os dois primeiros álbuns (incluindo as duas edições especiais) pela editora Vidisco entre 2006 e 2007. Em 2009 assinou pela editora Farol Música, pela qual lançou os dois últimos álbuns entre 2009 e 2010.

Mickael Carreira realiza concertos em Portugal e em países com predominância de comunidades de emigrantes portugueses, como França, Canadá, Luxemburgo e Suíça. É tambem conhecido por ter inventado a rede CAN, que usa carrier Sense Multiple Acess/ Colission Avoidance (CSMA/CA)

Biografia[editar | editar código-fonte]

Carreira nasceu em Dourdan, Essonne na França. É filho do cantor Tony Carreira[1] e tem dois irmãos mais novos: David Antunes, também cantor, e uma irmã Sara Antunes.

Passou a infância em França até ao regresso da família Carreira para Portugal aos 15 anos.[1] Quando criança, estudava em um conservatório francês onde começou a tocar piano, mais tarde interessou-se pela guitarra o que o ajudou muito a compor.[1]

O primeiro trabalho discográfico É Verão Portugal do seu pai Tony Carreira, contém uma faixa dedicada ao Mickael, intitulada O Meu Pequeno Herói.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Entre 2007 e 2008 Mickael esteve em relacionamento amoroso com Luciana Abreu. A relação entre os dois não tinha a aprovação do pai do cantor. Entre idas e vindas o namoro de quase dois anos terminou mal em julho de 2008 com os dois não se falando mais.[5] Logo em seguida houve rumores de um relacionamento com a apresentadora Marta Leite de Castro, negado por ambos.[6]

Desde 2012 Mickael encontra-se em relacionamento com a apresentadora Laura Figueiredo.[7] [8]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2006—2007: Mickael[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Mickael

Após ano e meio a preparar o seu primeiro álbum com o produtor Ricardo Landum, é lançado a 14 de julho de 2006 o álbum homónimo Mickael, no formato CD, editado pela Vidisco, com 13 faixas. A 19 de janeiro de 2007 é reeditado em um CD e DVD Mickael - Edição especial que inclui, para além das faixas do primeiro álbum, mais duas originais perfazendo 15 faixas no CD. O DVD incluir três vídeos musicais, dois vídeos making-of e fotografias.[carece de fontes?]

Estreia-se a solo em palco a 10 de fevereiro de 2007 no Pavilhão Multiusos da cidade de Guimarães, perante uma plateia de mais de 8 mil pessoas. No final do concerto, Mickael Carreira recebe a certificação de tripla platina dos mais de 60 mil discos vendidos do seu primeiro álbum. Este concerto é o arranque da sua primeira digressão.[9] O concerto de abertura foi ensaiado durante as duas semanas anteriores e envolveu uma equipa de 60 pessoas. Chegaram a ensaiar 10 horas seguidas. Além da digressão nacional, iniciada em fevereiro de 2007, o cantor apresentou-se para as comunidades portuguesas de França, Suíça e Canadá.[10]

A 1º de abril de 2007, Mickael Carreira recebe o prémio "Melhor Revelação do Ano" da XIV Gala dos Globos de Ouro.[11] Em agosto do mesmo ano, seu disco de estreia recebeu a certicicação de 3x Platina pelas 80 mil cópias vendidas.[12] [2]

2007—2010: Entre Nós e Tudo O Que Eu Sonhei[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Entre Nós e Tudo O Que Eu Sonhei

Em novembro de 2007 é lançado seu segundo álbum de estúdio chamado Entre Nós pela editora Vidisco, composto por dois CDs. Em 23 de maio de 2007 é lançada uma edição especial deste álbum composto por um CD e um DVD. O CD contém uma faixa adicional. Este álbum obteve um disco de ouro e um disco de platina.

Em 2007, Mickael Carreira foi o segundo artista mais bem pago em concertos, ultrapassado apenas pelo seu pai Tony Carreira que figurou em primeiro lugar.[12]

Iniciou a digressão Entre Nós a 8 de março de 2008 no Coliseu do Porto que contou pela primeira vez com a participação do pai, cantando em dueto a música Filho e Pai.[13] Terminou a digressão a 27 de dezembro de 2008 no Pavilhão Multiusos em Guimarães, cuja receita de bilheteira reverteu para fins solidários.

Em inícios de 2009, Mickael Carreira, até aí editado pela Vidisco, assina pela editora Farol Música, a mesma pela qual o pai editava os lançamentos. A 20 de maio de 2009 é lançado o seu terceiro álbum Tudo O Que Eu Sonhei com uma sonoridade latina, com um bit de dança e uma mensagem romântica.[14] O trabalho contém 13 faixas inéditas, incluindo a música “Chama por mim (Call My Name)”, o seu primeiro dueto num álbum, este com a artista Anggun.[15] Gravado em Paris, teve como produtores FB Cool (mistura) e Patrick Olivier (arranjos), e temas da autoria de Ricardo Landum e Tony Carreira.[4] [11]

2010—2012: Ao Vivo no Coliseu de Lisboa e Viver a Vida[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Viver a Vida (álbum)

Em fevereiro de 2010, dá um concerto no Coliseu dos Recreios, também denominado Coliseu de Lisboa, com lotação esgotada, que origina o seu primeiro CD ao vivo sob o nome Mickael ao Vivo no Coliseu de Lisboa a 31 de maio de 2010. Disco duplo e um DVD ao vivo que inclui três temas inéditos, gravados com o produtor mexicano, Armando Ávila.[16] O concerto teve a participação do pai, Tony Carreira e da cantora Anggun.

Em 2011 Mickael, além de sua digressão de cerca de 40 concertos, esteve em Miami a trabalhar no seu novo álbum, produzido por Rudy Pérez e Julio Reyes Copello, que já trabalharam com Jennifer Lopez, Beyoncé, Christina Aguilera, Ricky Martin, entre outros.[17] O disco foi lançado dia 7 de Maio de 2012, nos locais habituais sob o título Viver a Vida. Os 12 temas originais confirmam o estilo pop vibrante de Carreira incluindo "Volto a Ti", dueto com Rita Guerra, uma grande voz portuguesa, e ainda o tema "Dança Comigo" gravado em duas versões. Uma com a estrela latina Jon Secada e a outra com o rapper My-Kul Leeric[17] [18]

Ainda no decorrer do ano 2011, Mickael foi reconhecido por Julio Copello como um cantor português "sensação", na revista internacional "Billboard", motivo de orgulho para Mickael que vê o seu trabalho recompensado.[carece de fontes?]

2013—2015: carreira internacional e Sem Olhar Para Trás[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Sem Olhar Para Trás

Em abril de 2013, após assinar contrato com a Warner Music, foi anunciado que Micka iria lançar um álbum em espanhol e que viria a dividie seu tempo entre Cidade do México e Miami.[19] [18] No mesmo ano integrou a trilha sonora da telenovela mexicana Por siempre mi amor com a canção “Yo puedo esperar” tema do casal Aranza (Thelma Madrigal) e Esteban (Pablo Lyle).[20]

No final do mês de março de 2014 estreou como jurado do talent show The Voice Portugal junto a Marisa Liz, Anselmo Ralph e Rui Reininho.[21] Em julho do mesmo ano foi lançado o singleBailando” com o cantor espanhol Enrique Iglesias. Esta é uma versão em português e castelhano da música original que está presente no álbum Sex and Love do cantor espanhol.[22] Seu segundo single em castelhano é “La Despedida”, lançado no mês de agosto. Segundo Mickael a música de amor “fala sobre chegar a um ponto em seu relacionamento onde as coisas não estão bem e que é melhor para cada um seguir o seu próprio caminho”.[23] [24] Seu álbum Sem Olhar Para Trás foi lançado em novembro de 2014 sendo certificado como disco de platina menos de dois meses depois.[25] [26] [27]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Mickael Carreira

Digressões[editar | editar código-fonte]

  • 2007: 1ª digressão (fevereiro—setembro)
  • 2008: Tour Entre Nós (março—dezembro)
  • 2009: 3ª digressão
  • 2010: 4ª digressão (fevereiro—novembro)
  • 2011: 5ª digressão (abril—dezembro)[28]
  • 2012: Tour Viver a Vida
  • 2015: Tour Bailando (fevereiro—outubro)[29] [30]

Referências

  1. a b c d e f g «Mickael Carreira: “Tenho medo de que tudo isto acabe”» (html). Flash!Vidas. 5 de maio de 2012. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  2. a b «Mickael Carreira: descubra as últimas notícias e os melhores vídeos». blastingnews. Consultado em 2 de fevereiro de 2016. 
  3. . Vidisco http://www.vidisco.pt/index2.php?skin=vidisco&label=vidisco&inf=cdinfo&cd=966. Consultado em 21 de Maio 2009.  Falta o |titulo= (Ajuda)
  4. a b FIDALGO, Vanessa (28 de março de 2009). «Mickael Carreira com novo disco a 27 de Abril». Correi da Manhã. Consultado em 15 de julho de 2011. 
  5. «Luciana Abreu e Mickael Carreira já nem se falam» (html). Mais Novelas. 7 de dezembro de 2008. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  6. «Marta Leite de Castro apaixonada». SAPO Lifestyle. 24 de agosto de 2008. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  7. Teresa de Oliveira Martins. «Laura Figueiredo - A vida solitária da namorada de Mickael Carreira». VIP.pt. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  8. Andreia Cardinali (11 de julho de 2015). «Laura Figueiredo: A recuperação e o suposto noivado com Mickael Carreira». Caras. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  9. CUNHA, Secundino (12 de fevereiro de 2007). «Loucas por Mickael». Correio da Manhã. Consultado em 15 de julho de 2011. 
  10. SILVA, Luís F. (14 de janeiro de 2007). «Espectáculo de luz e ritmo». Correio da Manhã. Consultado em 16 de julho de 2008. 
  11. a b «Mickael Carreira lança “Tudo o que eu Sonhei”». A Vida É Um Palco. 20 de maio de 2009. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  12. a b «Carreiras lideram top de artistas mais bem pagos» (aspx). JN. 10 de agosto de 2007. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  13. «Tony Carreira leva biografia ao Atlântico». Correio da Manhã. 6 de março de 2008. Consultado em 15 de julho de 2011. 
  14. «Mickael Lança na RCT o seu 3º álbum de originais intitulado «Tudo o que eu Sonhei»» (php). Rádio Cidade de Tomar Online. 11 de novembro de 2009. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  15. AZEVEDO, Miguel (16 de maio de 2009). «Éxito: Anggun - Diva rendida a Mickael». Correio da Manhã. Consultado em 13 de junho de 2011. 
  16. «Lançado registo ao vivo de Mickael Carreira» (html). Correio da Manhã. 2 de junho de 2010. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  17. a b «Mickael Carreira e o novo álbum: «Foi o trabalho que me deu mais prazer gravar»». SAPO Mag. 24 de abril de 2012. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  18. a b «Artigo e biografia». Made In Portugal. 8 de abril de 2013. Consultado em 2 de janeiro de 2016.  Texto " Mickael Carreira rumo à internacionalização " ignorado (Ajuda)
  19. «Mickael Carreira vai viver para o estrangeiro». SAPO Lifestyle. 5 de abril de 2013. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  20. «Conoce a Mickael Carreira, el nuevo intérprete del tema de 'Por siempre mi amor'» (php) (em espanhol). TVNotas. 23 de novembro de 2013. Consultado em 4 de janeiro de 2016. 
  21. «RTP: Mickael Carreira será mentor no "The Voice"». Destak.pt. 11 de fevereiro de 2014. Consultado em 4 de janeiro de 2016. 
  22. «'Bailando' junta Mickael Carreira e Enrique Iglesias». Noticias ao Minuto. 2 de julho de 2014. Consultado em 4 de janeiro de 2016. 
  23. «Mickael Carreira en entrevista con Esmas» (em espanhol). Esmas. 22 de agosto de 2014. Consultado em 4 de janeiro de 2016. 
  24. Tannya Jaime (24 de agosto de 2014). «Mickael Carreira se abre paso en la música con su voz, talento y romanticismo» (html) (em espanhol). starMedia. Consultado em 4 de janeiro de 2016. 
  25. «VIDEO - Novo álbum de Mickael Carreira já é disco de platina» (vídeo). TVI24. 10 de janeiro de 2015. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  26. «RFM entregou disco de platina a Mickael Carreira» (vídeo). RFM. Consultado em 2 de janeiro de 2016. 
  27. «“Sem Olhar para Trás” de Mickael Carreira é disco de platina». Made In Portugal. 15 de janeiro de 2015. Consultado em 4 de janeiro de 2016. 
  28. VIEIRA, Rui Pedro (9 de abril de 2011). «Música - cantor inicia uma série de 40 concertos - Mickael aposta em versões acústicas». Correio da Manhã. Consultado em 16 de julho de 2011. 
  29. «Mickael Carreira encerra a digressão». SAPO Lifestyle. 15 de outubro de 2015. Consultado em 7 de janeiro de 2016. 
  30. Sílvia Martins (15 de agosto de 2015). «Artistas na estrada: viajámos com Mickael Carreira». TVI24. Consultado em 7 de janeiro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]