Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Mortal Kombat: Rebirth

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mortal Kombat: Rebirth
 Estados Unidos
2010 •  cor •  8 min 
Direção Kevin Tancharoen
Produção Laura Kasek
Scott Martin
James McQuaide
Kevin Tancharoen
Roteiro Oren Uziel
Elenco Michael Jai White
Jeri Ryan
Matt Mullins
Lateef Crowder
Ian Anthony Dale
Richard Dorton
James Lew
Gênero Ação
Cinematografia Scott Kevan
Edição Kevin Tancharoen
Lançamento 8 de junho de 2010
Idioma Inglês
Orçamento US$ 7.500
Página no IMDb (em inglês)

Mortal Kombat: Rebirth é um curta-metragem de ação de 2010 dirigido por Kevin Tancharoen, escrito por Oren Uziel e com coreografia da luta por Larnell Stovall. Lançado inicialmente no site de compartilhamento de vídeos YouTube, sem uma indicação clara de sua procedência, o vídeo foi recebido com entusiasmo pela imprensa especializada, ainda que a sua origem tenha sido motivo de debate e informações conflitantes.

Protagonizado por Michael Jai White, Rebirth é inspirado na série de jogos de luta Mortal Kombat. Poucos dias após a disponibilização do vídeo, foi revelado que o Tancharoen o havia produzido para apresentar à Warner Bros., proprietária da Midway Games e da franquia, sua visão para um novo filme inspirado nos jogos, apresentando uma visão reimaginada dos personagens.[1] [2] Ed Boon, um dos criadores da franquia, posteriormente a reconheceu como "um legítimo universo alternativo" e a Warner Bros. contratou Tancharoen para produzir uma série de dez episódios baseada no filme, a ser disponibilizada na internet.

Adaptação e enredo[editar | editar código-fonte]

O curta-metragem apresenta uma versão alternativa do universo de Mortal Kombat. Os personagens do jogo são retratados de forma muito diferente de suas origens, com base no realismo. Não há menção à Outworld ou qualquer outro dos elementos sobrenaturais presentes originalmente nos jogos, apenas a um torneio - parte principal do enredo em ambas as mídias.[2] [3]

O filme narra o encontro entre o policial Jackson Briggs e o assassino Hanzo Hasashi.[4] Hanzo está numa sala de interrogatório da delegacia, e é informado por Briggs dos últimos eventos envolvendo dois notórios criminosos, traçando o perfil de ambos: o primeiro seria um homem conhecido pela alcunha de "Reptile", que nasceu com uma desordem genética - Ictiose arlequim - que fez com sua pele produzisse células em excesso, impedindo que sua pele retivesse água e, em adição, faz com que seus olhos se formem de dentro para fora. Ele é conhecido por matar pessoas arrancando suas cabeças - e também por eventualmente comê-las. O segundo homem é Alan Zane, conhecido pela alcunha de "Baraka". Este último teria sido o responsável por assassinar o astro de cinema e lutador Johnny Cage, numa sequência mostrada através de flashbacks. Briggs diz que acredita que ambos estejam trabalhando para um homem chamado Shang Tsung, e afirma que Cage, antes de morrer, lhe teria dito que Tsung estava organizando um torneio de lutas entre os principais lutadores do mundo.[1] [5] [6]

Briggs então faz uma proposta à Hasashi: libertá-lo para que possa, trabalhando para a polícia, ingressar no torneio e vencê-lo, e "fazendo o que faz melhor", matar todos os psicopatas que estivessem participando, ajudando a diminuir o caos que havia se instaurado na cidade. Hasashi não mostra interesse, lembrando Briggs que havia se rendido à polícia e podia se libertar quando quisesse. Após se soltar das algemas que o prendiam, Hasashi questiona Briggs sobre o que ele poderia oferecê-lo em troca da ajuda que pedia. Então, Sonya Blade entra na sala, trazendo consigo uma pasta contendo informações coletadas pelo Federal Bureau of Investigation sobre o assassino "Sub-Zero". Hasashi alega que Sub-Zero está morto, ao que Sonya lhe diz que as fotos dentro da pasta haviam sido tiradas no dia anterior. Surpreso, Hasashi é informado que havia matado, na verdade o irmão de Sub-Zero. Sonya lhe diz a Hasashi que seu arqui-rival está vivo, e participará do torneio promovido por Tsung. Hasashi se levanta, e tanto Sonya quanto Briggs lhe lembram das condições: Não deixar sobreviventes. Hasashi responde:[5] [6] [7]

Cquote1.svg Hasashi está morto. Meu nome é Scorpion. Cquote2.svg

Elenco[editar | editar código-fonte]

Tanto Noob Saibot quanto Sub-Zero são mencionados durante a conversa com Hasashi, assim como Shang Tsung. Este último é interpretado por James Lew e mostrado apenas por intermédio de uma fotografia.[10]

Desenvolvimento e lançamento[editar | editar código-fonte]

Mortal Kombat: Rebirth foi lançado inicialmente no YouTube, em 8 de junho de 2010..., e recebido de forma confusa pela mídia. Diversos sites, incertos de sua procedência, especularam se o vídeo seria uma jogada de "marketing viral" para promover um filme ou um videogame baseado na franquia. Mesmo os atores envolvidos apresentavam declarações contraditórias: os representantes de White acreditavam que era uma propaganda para um próximo jogo Mortal Kombat, enquanto Jeri Ryan descreveu o vídeo como uma proposta para um vindouro filme.[5] [6] [3] [11] [12] [13]

Kevin Tancharoen, o diretor do curta-metragem, gastou cerca de US$ 7.500,00 para produzi-lo. Conhecido por produções com um apelo completamente diferente como o filme de dança You Got Served e o musical Fame, Tancharoen levou dois meses para produzir tudo. As filmagens ocorreram em abril de 2010 num período de dois dias, utilizando câmeras que haviam sido emprestadas. O ator Matt Mullins já conhecia o diretor, mas não havia tido uma oportunidade de trabalhar com ele. Poucos meses antes das filmagens Tanchorean ligou para ele, convidando-o para participar de um curta-metragem que ele estava planejando filmar. O roteiro foi enviado para Mullins que, impressionado com o texto e com a visão do diretor para a franquia, aceitou participar como Johnny Cage.[3] [9] [12]

Larnell Stovall, além de ter sido o responsável pela coreografia de todas as lutas, foi também o responsável por apresentar Michael Jai White ao projeto, arranjando uma reunião entre o ator e Tanchorean que explicou à White qual era sua proposta para a série.[14] Jeri Ryan, quando questionada sobre seu papel no filme, disse ter aceitado fazê-lo como um favor a um amigo.[1] [11]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Cquote1.svg De onde veio, quem está por trás e qual é o propósito a que serve são coisas ainda desconhecidas, mas o curta-metragem Mortal Kombat: Rebirth, lançado hoje no YouTube, vale sete minutos e meio de seu dia.[nota 1] Cquote2.svg
Geek.com[15]

Mitch Dyer, em opinião publicada no endereço Geek.com, declarou que as menções aos termos "Finish Him" e "Fatality", presentes nos jogos, assim como os "codinomes" acabavam por ser um humor involuntário, entretanto, o uso de uma abordagem mais sombria e realista era interessante e o deixava ansioso para descobrir o que seria o vídeo.[15] De forma similar opinou Kevin Melrose, do blog Spinoff Online, ligado ao Comic Book Resources: "Eu não sei se esse vídeo é uma prévia de um novo filme ou série de televisão inspirados em Mortal Kombat, ou simplesmente um trailer com atores reais do próximo jogo - a última opção parece ser mais possível - mas, o que quer que seja, é incrível. E eu nem gosto da franquia Mortal Kombat".[16]

Dustin Quillen, do site 1UP, disse que o vídeo parecia inicialmente indicar a produção de um novo filme, mas a ausência de qualquer notícia comentando uma possível terceira incursão cinematográfica da franquia o fez acreditar que provavelmente se tratava de uma propaganda para o jogo Mortal Kombat 9.[5] Após a disponibilização do vídeo, o termo "Kombat" se tornou um dos tópicos mais mencionados na rede social Twitter.[1] No site Latino Review, um dos jornalistas chegou a proclamar que Rebirth era a adaptação com a qualidade e censura alta que os fãs mereciam.[17] O ator Matt Mullins declarou que a nova reinterpretação promovida por Tancharoen "trazia ao cinema a linguagem dura e violenta que fez com que o jogo Mortal Kombat se tornasse tão popular".[9]

Adam Rosemberg, da MTV, declarou que não fazia a menor ideia do que era o filme - mas sabia que era incrível e distinguia-se de tudo que já havia sido feito com a franquia.[18] Segundo o site brasileiro "Judão", ligado à MTV Brasil, tanto fãs quanto o "público leigo" haviam reagido de forma "absurdamente positiva" ao curta.[19] Leonardo Di Sessa, do site HQ Maniacs ligado à HQM Editora, declarou que uma "abordagem realista elimina boa parte dos elementos mais conhecidos de Mortal Kombat, alterando até mesmo o visual dos personagens", o que teria desagradado alguns fãs, ainda que boa parte das pessoas que assistiram ao vídeo tenham se mostrado impressionadas.[20]

Ed Boon, um dos criadores do jogo original, comentou o filme em seu perfil no Twitter, chamando-o de "incrível" mas se mostrando surpreso por não saber que a adaptação estava sendo feita, embora esclarecendo que o vídeo "provavelmente cruza a linha de até aonde uma reinvenção poderia ir".[21] [22] [23] Posteriormente, numa entrevista ao site Gamasutra, Boon teria declarado que o vídeo havia sido "incrivelmente bem feito" e era "um legítimo universo alternativo de Mortal Kombat".[24]

Websérie[editar | editar código-fonte]

Ainda em junho, Tancharoen declarou em entrevista quais seriam seus planos para a franquia caso a proposta oferecida pelo curta-metragem fosse aceita.[25] No início de janeiro do ano seguinte, vários sites começaram a anunciar que a Warner Bros. começaria a produzir uma "websérie" oficial de dez episódios, a partir do universo criado pelo curta.[26] Em 23 de janeiro, os rumores se mostraram verdadeiros quando a empresa anunciou oficialmente a produção.[27] [28] As gravações terão início em fevereiro no Canadá[4] [29] e tanto Michael Jai White quanto Larnell Stovall já tiveram seus retornos confirmados oficialmente.[30] [31] Segundo o site IGN, o ator Ian Anthony Dale também já teria sido contratado,[28] [29] enquanto Jeri Ryan estava negociando o seu retorno.[29]

Detalhes sobre o enredo da série, se a mesma se situará no mesmo universo que o curta-metragem ou ainda se terá a mesma abordagem realista e censura elevada são desconhecidos,[26] assim como a forma em que serão disponibilizados os episódios, se gratuitamente, ou através de venda direta.[32] [33] A Warner anunciou apenas que a série será "uma antologia de múltiplos curta-metragens com atores reais, fornecendo uma abordagem nunca antes vista dos personagens que figuram no vindouro novo videogame assim como no universo do jogo"[28] e servirá para promover o lançamento do jogo Mortal Kombat, previsto para ser disponibilizado em 19 de abril de 2011.[27] [34]

Mike Sharkey, do site GameSpy, entendendo que os curtas abordariam as origens dos personagens, mostrou-se relativamente decepcionado com o anúncio. Embora visse Michael Jai White como "perfeito" para o papel de Jax, preferia que "a Warner tivesse deixado Tancharoen manter a premissa na qual estava trabalhando".[34] Em fevereiro de 2011, Tancharoen disponibilizou através de sua conta no Twitter imagens das filmagens. Naquela oportunidade, o site "Omelete" afirmou que o lançamento da série era esperado para coincidir com o de Mortal Kombat.[35] Em abril, uma cena da série seria disponibilizada online, confirmando que o personagem Kano estaria presente na série, cujo título, revelou-se naquela oportunidade, seria Mortal Kombat: Legacy, Os episódios passariam a ser disponibilizados em 12 de abril.[36]

Notas

  1. Tradução livre de Where it came from, who’s behind it and what purpose it serves is yet unknown, but the Mortal Kombat: Rebirth short film, released today via YouTube, is worth seven and a half minutes of your day.[15]

Referências

  1. a b c d e f g h UPDATE: What is Mortal Kombat: Rebirth? (em inglês) ComingSoon.net (9 de junho de 2010). Visitado em 15-11-2010.
  2. a b Hessel, Marcelo (8 de junho de 2010). Misterioso curta de Mortal Kombat cai na rede - seria viral de game ou filme? (em português) Omelete. Visitado em 15-11-2010.
  3. a b c Weintraub, Steve (9 de junho de 2010). Interview with MORTAL KOMBAT: REBIRTH Director Kevin Tancharoen; Talks About What He Wants to do in a Feature Version! (em inglês) Collider. Visitado em 15-11-2010.
  4. a b Thorsen, Tor (24 de janeiro de 2011). Mortal Kombat live-action digital series in development (em inglês) GameSpot. Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  5. a b c d e Quillen, Dustin (8 de junho de 2010). Live-Action Mortal Kombat Trailer Appears on YouTube (em inglês) 1UP. Visitado em 15-11-2010.
  6. a b c d Pirrello, Phil (8 de junho de 2010). Best. Mortal Kombat Movie. Ever? (em inglês) IGN.
  7. Wigler, Josh (9 de junho de 2010). 'Mortal Kombat' Crime Short Could Go Feature Length (em inglês) ComicsAlliance. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  8. Massoud, Justin (11 de junho de 2010). 'Mortal Kombat: Rebirth' Star Michael Jai White in an Exclusive Interview (em inglês) Asylum. Visitado em 15-11-2010.
  9. a b c d e Young, Becky (9 de junho de 2010). Exclusive Interview with Mortal Kombat Actor (em inglês) Crave Online. Visitado em 15-11-2010.
  10. Twitter de James Lew (conta verificada) (em inglês) (11 de junho de 2010). Visitado em 15-11-2010.
  11. a b Pigna, Kris (9 de junho de 2010). Mortal Kombat Trailer is Director's Pitch for MK Film (em inglês) 1UP. Visitado em 15 de novembro de 2010.
  12. a b Watts, Steve (10 de junho de 2010). The Making of the Mortal Kombat Short (em inglês) 1UP. Visitado em 15-11-2010.
  13. Hessel, Marcelo (10 de junho de 2010). Diretor do curta de Mortal Kombat explica seus planos para possível longa-metragem (em português) Omelete. Visitado em 15-11-2010.
  14. Vejvoda, Jim (14 de junho de 2011). Exclusive Chat With MK: Rebirth's Jax (em inglês) IGN. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  15. a b c Dyer, Mitch (9 de junho de 2010). Mortal Kombat: Rebirth short film is mysterious, awesome (em inglês) Geek.com. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  16. Melrose, Kevin (8 de junho de 2010). Is Mortal Kombat Becoming A Violent Crime Drama? (Please Say Yes) (em inglês) Spinoff Online. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  17. Roush, George (8 de junho de 2010). Mortal Kombat Fans, This Is The Hard 'R' MK Movie You've Been Waiting For (em inglês) Latino Review. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  18. 'Mortal Kombat Rebirth'? Is This A Movie Tease? Game Trailer? (em inglês) MTV Movies Blog (8 de junho de 2010). Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  19. Mello, André (8 de junho de 2010). UIA! Seria isso um teaser para o novo filme do Mortal Kombat? (em português) Judão judao.mtv.uol.com.br. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  20. Di Sessa, Leonardo Vicente (10 de junho de 2010). Mortal Kombat: curta apresenta novo projeto HQ Maniacs. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  21. Twitter de Ed Boon (conta verificada) (em inglês). Visitado em 17 de março de 2011.
  22. Twitter de Ed Boon (conta verificada) (em inglês). Visitado em 17 de março de 2011.
  23. Twitter de Ed Boon (conta verificada) (em inglês). Visitado em 17 de março de 2011.
  24. Graft, Kris (4 de agosto de 2010). Back To Basics With Mortal Kombat Gamasutra. Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  25. Hessel, Marcelo (10 de junho de 2010). Diretor do curta de Mortal Kombat explica seus planos para possível longa-metragem (em português) Omelete. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  26. a b Goldman, Eric (15 de janeiro de 2011). Mortal Kombat Webseries Coming (em inglês) IGN. Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  27. a b Gaudiosi, John (24 de janeiro de 2011). Director to resurrect "Mortal Kombat" in new short film series (em inglês) Reuters. Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  28. a b c Goldman, Eric (23 de janeiro de 2011). New Mortal Kombat Series Officially Announced (em inglês) IGN. Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  29. a b c Pirrello, Phil (24 de janeiro de 2011). Mortal Kombat Series FTW? (em inglês) IGN. Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  30. Mortal Kombat: Rebirth Gets Expansion (em inglês) EmpireOnline (17 de Janeiro de 2011).
  31. Borgo, Érico (18 de janeiro de 2011). Mortal Kombat terá série de curtas na Internet (em português) Omelete. Visitado em 23 de janeiro de 2011.
  32. Ransom-Wiley, James (24 de janeiro de 2011). Warner confirms live-action Mortal Kombat digital series by 'Rebirth' director, coming this spring (em português) Joystiq. Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  33. Acevedo, Jay (24 de janeiro de 2011). Warner Confirms Mortal Kombat Live-Action Series (em inglês) GameFocus. Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  34. a b Warner Premier Green Lights New Live-Action Mortal Kombat Digital Series (em inglês) GameSpy (24 de janeiro de 2011). Visitado em 25 de janeiro de 2011.
  35. Mortal Kombat Rebirth: Série em live-action tem primeiras imagens (em português) Omelete (27 de fevereiro de 2011). Visitado em 5 de março de 2011.
  36. Mortal Kombat Legacy: Jax fights Kano IGN. Visitado em 13 de abril de 2011.