Nicolae Rădescu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Translation arrow.svg
Este artigo ou secção resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «Nicolae Rădescu» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nicolae Rădescu

Nicolae Rădescu (Călimăneşti-Căciulata, 30 de março de 1874Nova Iorque, 16 de maio de 1953) foi um oficial do exército e figura política romena. Foi o último primeiro-ministro do país antes do início do regime comunista na Romênia, permanecendo no cargo de 7 de dezembro de 1944 a 1 de março de 1945.

Em 1942, durante a ditadura de Ion Antonescu, escreveu um artigo criticando o embaixador alemão nazista Manfred Freiherr von Killinger e sua constante interferência nos assuntos internos da Romênia. Foi preso por crime político até que em 23 de agosto de 1944, após a queda do ditador Antonescu, foi solto e indicado chefe do Estado-Maior do Exército Romeno.

Tornou-se primeiro-ministro em 7 de dezembro de 1944, onde adotou uma política fortemente anti-comunista, mas após levante popular organizado pelo Partido Comunista com o apoio da União Soviética, foi forçado a renunciar em 1 de março de 1945.

Precedido por
Constantin Sănătescu
Primeiro-ministro da Romênia
19441945
Sucedido por
Petru Groza
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.