Pangrama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Pangrama, ou pantograma, (do grego, pan ou pantós = todos, + grama = letra) é uma frase em que são usadas todas as letras do alfabeto de determinada língua.

Origem[editar | editar código-fonte]

Os pangramas surgiram junto com a tipografia, sendo um meio rápido de avaliar o efeito visual de uma fonte e uma forma de exercício para novatos no ofício.

Um pangrama eficiente deve usar todas as letras do alfabeto com o mínimo de palavras. Obviamente, as letras podem se repetir. Na língua portuguesa, o ideal seria que contivesse também os sinais gráficos, a cedilha, o til e todos os acentos gráficos, mas não é obrigatório.[1]

A criação de pangramas pode ser um passatempo divertido, que demanda criatividade e conhecimento da língua.

Exemplos de pangramas[editar | editar código-fonte]

The quick brown fox jumps over the lazy dog.
Zwölf Boxkämpfer jagen Viktor quer über den großen Sylter Deich.

Menores pangramas conhecidos em português:

  • Quem traz CD, LP, fax, engov e whisky JB? (29 letras)
  • Jane quer LP, fax, CD, giz, TV e bom whisky.[2] (30 letras)
  • TV faz quengo explodir com whisky JB. (30 letras)
  • Todo pajé vulgar faz boquinha sexy com kiwi. (36 letras)
  • Já fiz vinho com toque de kiwi para belga sexy. (37 letras)
  • Bancos fúteis pagavam-lhe queijo, whisky e xadrez. (41 letras)

Pangramas que não utilizam as letras k, w e y (antes do Novo Acordo Ortográfico estas letras algumas vezes não eram contadas como parte do idioma[carece de fontes?]):

  • Jovem ex-quenga picha frase da Blitz. (30 letras)
  • Blitz prende ex-vesgo com cheque fajuto. (33 letras)
  • Jovem craque belga prediz falhas no xote. (34 letras)
  • Um pequeno jabuti xereta viu dez cegonhas felizes. (42 letras)
  • Gazeta publica hoje breve nota de faxina na quermesse. (46 letras)

Pangramas que incluem diacríticos:

  • Juiz faz com que whisky de malte baixe logo preço de venda. (47 letras, inclui apenas cedilha)
  • Zebras caolhas de Java querem mandar fax para moça gigante de New York. (58 letras, inclui apenas cedilha)
  • Li que ex-juíza turca vê fãs à beça em show de punk gay. (43 letras, inclui exemplos de cada acento, mas não exemplos de todas as letras acentuadas)
  • Gênio voyeur só produz texto com cachaça, queijo, waffle e kebab à mão. (56 letras, inclui exemplos de cada acento, mas não exemplos de todas as letras acentuadas)
  • Pangramas à beça jazem no sótão da memória-dervixe do faquir helênico.[3] (58 letras, inclui exemplos de cada acento, mas não exemplos de todas as letras acentuadas)
  • Ré só que vê galã sexy pôr kiwi talhado à força em baú põe juíza má em pânico. (60 letras, incluindo todas as letras acentuadas)
  • João: “Vá às favas, judas, zerê caquético!”; Noé: “Eu? —Vá você, pinguço, linguinha, xibimba!.[4] (65 letras, inclui exemplos de cada acento, mas não exemplos de todas as letras acentuadas)
  • Luís argüia à Júlia que «brações, fé, chá, óxido, pôr, zângão» eram palavras do português. (68 letras, incluindo todas as letras acentuadas, incluindo U com trema)
  • A famosa Kelly comeu pão infetado com arroz que o Barriga jantou vendo o filme da Wehrmacht xexelenta. (85 letras, apenas o til como diacrítico)
  • À noite, vovô Kowalsky vê o ímã cair no pé do pinguim queixoso e vovó põe açúcar no chá de tâmaras do jabuti feliz. (90 letras, incluindo todas as letras acentuadas)

Pangramas em línguas estrangeiras:

  • Em espanhol:
    • David exige plazo fijo, embarque truchas y niños New York.
    • El veloz murciélago hindu comia feliz cardillo y kiwi.
  • Em italiano:
    • Pranzo d'acqua fa volti sghembi.
    • Quel fez sghembo copre davanti.
  • Em inglês:
  • Em francês: Portez ce vieux whisky au juge blond qui fume.
  • Em alemão: Zwölf Boxkämpfer jagen Viktor quer über den großen Sylter Deich.
  • Em polaca: Stróż pchnął kość w quiz gędźb vel fax myjń.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Piropo, B (3 de maio de 2004), Escritos, consultado em 20 de novembro de 2008 .
  2. Quadra, Dr. José Augusto Fernandes (31 de maio de 2004), «Pangramas de Leitores», in: Piropo, B, Escritos, consultado em 29 de agosto de 2012 .
  3. Guerra, Luís (31 de maio de 2004), «Pangramas de Leitores», in: Piropo, B, Escritos, consultado em 29 de agosto de 2012 .
  4. «B. Piropo». Consultado em 23 de Outubro de 2018 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pangrama
Ícone de esboço Este artigo sobre tipografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.