Plano Inclinado do Pilar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Plano inclinado do Pilar)
Ir para: navegação, pesquisa
Plano Inclinado do Pilar
2 de Julho - Plano Inclinado Pilar.jpg
Fachada da estação superior.
Informações
Proprietário Bandeira de Salvador.svg Município de Salvador
Local Salvador
Tipo de transporte Ascensor
Número de linhas 1
Número de estações 2 (Rua do Pilar e Santo Antônio)
Tráfego 600 pax/dia[1]
Funcionamento
Início de funcionamento Entre 1895 ou 1897
29 de março de 2006 (11 anos) (reinauguração)
Operadora(s) SEMOB
Eletrificação Otis Elevator Company

O Plano Inclinado do Pilar localiza-se no bairro do Pilar, na cidade de Salvador, no estado brasileiro da Bahia. O ascensor liga a Rua do Pilar, na Cidade Baixa, ao bairro de Santo Antônio Além do Carmo, na Cidade Alta.[2]

Um dos quatro ascensores históricos da cidade, tem seu funcionamento iniciado às 7h e finalizado às 19h com tarifa de quinze centavos de real e fluxo de 600 pessoas diariamente.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Vista da descida do plano inclinado, a Baía de Todos-os-Santos ao fundo.

Foi construído em 1897,[4] onde já existia o Guindaste dos Carmelitas[2]. Entre 1912 e 1915, a linha foi eletrificada pela empresa Otis, período em que recebeu novos carros, construídos pela empresa estadunidense "Brill", em Filadélfia, e foi removida a cremalheira. Os novos carros tinham pavimento ajustável que acompanhava a inclinação da linha, 83% segundo aquele fabricante.[4]

A linha foi desativada em 1984, quando transportava três mil passageiros por dia.[4] Então as estações e os seus carros passaram a ser habitadas por desabrigados.

A partir de 2005 foi anunciado um projeto de recuperação da linha, completamente refeita. Modernos carros, com capacidade para 20 passageiros (ou 1500 quilogramas) foram instalados, tendo a reinauguração ocorrido a 29 de março de 2006, dentro das comemorações do 457° aniversário da cidade de Salvador.[4] A restauração deu-se no âmbito do projeto do governo estadual baiano Programa de Recuperação do Centro Histórico de Salvador, o qual buscou, a partir de 1992, reverter o processo de decadência do Centro Histórico de Salvador e incluía também a recuperação do Elevador do Taboão, que não foi até realizada.[2] O custo total da reforma, à época, foi de dois milhões de reais.[4]

Subida do plano vista da Cidade Baixa.

O Plano foi desativado no início de 2013, pois apresentava falhas na segurança, como a falta de medidor de velocidade, sistema anticapotamento e defeitos nos freios.[5] E em julho de 2014 foi publicado o edital para nova requalificação do meio de transporte.[6] A empresa vencedora foi responsável por, dentre outros reparos, a instalação de dispositivos de segurança do equipamento, que atende cerca de 600 pessoas diariamente, como freios de emergência, sistema anticapotamento e medidor de velocidade, além da reforma e pintura dos dois bondes e da modernização do painel de controle.[5][1] Em agosto de 2015, o Plano voltou a funcionar, após reforma no valor de 910 mil reais, e durante esse primeiro mês não foi cobrada a passagem.[3][7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Bahia Notícias ( 05 de Agosto de 2014 ). Reforma do Plano Inclinado Pilar terá orçamento de R$ 727 mil e fica pronta em 150 dias, acessado em 05 de Agosto de 2014.
  2. a b c ANDRADE JUNIOR, Nivaldo Vieira de. «A REDE DE ASCENSORES URBANOS DE SALVADOR: DO GUINDASTE DOS PADRES AOS DIAS DE HOJE». Consultado em 16 de fevereiro de 2013 
  3. a b Fortes, Matheus (6 de agosto de 2015). «Plano Inclinado Pilar é reaberto». Tribuna da Bahia. Consultado em 24 de agosto de 2015 
  4. a b c d e Friends of Latin American Railways. «Brasilien». Consultado em 17 de fevereiro de 2013 
  5. a b Correio24h (05/08/2014). Empresa terá cinco meses para reformar Plano Inclinado Pilar, acessado em 5 de agosto de 2014.
  6. TRANSALVADOR (26 de junho de 2014). «Transalvador abre proposta de licitação para reforma do Plano Inclinado Pilar». Consultado em 9 de Julho de 2014 
  7. «Plano Inclinado Pilar reabre nesta quarta após dois anos sem funcionar». G1 BA. 5 de agosto de 2015. Consultado em 24 de agosto de 2015 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Plano Inclinado do Pilar