CCR Metrô Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
CCR Metrô Bahia
Razão social Companhia do Metrô da Bahia S.A.[1]
Tipo Sociedade de propósito específico anônima fechada[2]
Slogan Nossa gente avança de metrô.
Indústria Transporte metroviário
Fundação 9 de setembro de 2013 (4 anos)[1]
Sede Rua Afeganistão, Calabetão, Salvador[2]
Área(s) servida(s) Salvador e Lauro de Freitas
Proprietário(s) Grupo CCR
Presidente Luis Augusto Valença de Oliveira
Obras Metrô de Salvador
Acionistas CCR S.A.[2]
Website oficial www.ccrmetrobahia.com.br

A CCR Metrô Bahia é uma empresa brasileira de capital fechado de Salvador, capital da Bahia. Detém a concessão pública do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas por três décadas (até 2043) outorgada pelo Estado da Bahia.[1] Seu diretor presidente é Luis Valença.[3][4]

A Metrô Bahia é uma sociedade de propósito específico criada pelo Grupo CCR, o qual é composto pelas construtoras Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa e Soares Penido.[5][6] As duas primeiras empresas ao lado da Siemens formavam o consórcio Metrosal (Metrô de Salvador), que foi o primeiro responsável pela construção do metrô soteropolitano e foi acusado de superfaturamento pelo Tribunal de Contas da União (TCU).[6][7]

Tem o capital social subscrito no valor de 200 000 000,00 reais.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O sistema metroviário teve seu edital lançado no dia 24 de abril de 2013.[8] Sua retomada e conclusão foram orçados em torno de quatro bilhões de reais, oriundos do governo federal (através do PAC 2), do governo estadual e da concessionária.[6][9][10] A licitação foi aberta no formato de parceria público-privada para a concessão por trinta anos (três anos para construção e o resto para a operação), cujo vencedor deve ser o que apresentar o menor preço. No dia 19 de agosto, a Companhia de Participações em Concessões (CPC), do Grupo CCR, foi a única a apresentar uma proposta e ofereceu deságio de 5,05%.[11][12][13][14] Então, a empresa foi constituída em 9 de setembro e o contrato da concessão foi assinado pelas três entidades na manhã de 15 de outubro.[1][15] Em assembleia geral extraordinária ocorrida em 20 de dezembro de 2013, decidiu-se trocar a denominação da empresa de "Companhia do Metrô de Salvador" por "Companhia do Metrô da Bahia" e sair do endereço na Avenida Tancredo Neves, bairro do Caminho das Árvores, com destino ao atual.[2]

A atuação do Grupo CCR em Salvador apontou para a expansão do grupo pelo resto do Brasil, antes restrito a São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, como também na área de transporte de passageiros. A Metrô Bahia foi o terceiro negócio do grupo nessa área, na qual o grupo já atuava com as concessionárias ViaQuatro (metroviário) e CCR Barcas (aquaviário).[15] A construção do metrô de Salvador foi destacada, ao lado doutras concessões obtidas, em campanha publicitária dos quinze anos do grupo empresarial, no início de 2014.[16] No meio do mesmo ano, a companhia ingressou como associada na Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), a qual abriga quase todos os operadores metroferroviários do país.[17]

Em reunião do Conselho de Administração do dia 2 de fevereiro de 2015, foi aceita a renúncia do então diretor-presidente Harald Zwetkoff e eleito como novo ocupante do cargo o baiano Luis Valença, que estava na outra linha de metrô operada pela CCR, a Linha 4–Amarela do Metrô de São Paulo (ViaQuatro). Ele concluirá o mandato do renunciante, que finda em 17 de setembro de 2015.[4]

Em julho de 2015, a companhia iniciou o cadastramento de empresários interessados na locação de 60 espaços para o comércio de produtos e serviços nas dependências das estações. As áreas para instalação de quiosques ou lojas oferecidas variam entre 4 e 15 metros quadrados, em preço de locação, entre 3 e 10 mil reais e contratos com prazos entre três meses e dois anos.[18] Em entrevista em outubro de 2015, o dono da rede baiana de pizzarias Torre de Pizza declarou ter fechado contrato com a CCR Metrô Bahia para instalar nas estações do metrô quiosques de venda de fatias de pizza no modelo de comida rápida, cujas franquias são denominadas Torre de Pizza Express.[19][20]

No fim de 2015, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou crédito de 2 bilhões de reais para a empresa necessário para o prosseguimento das obras, a operação e aquisição do material rodante. Esse empréstimo de longo prazo também quitou um anterior (empréstimo-ponte) de 406 milhões de reais destinado também ao SMSL.[21]

Em setembro de 2016, sediou em sua sede no Complexo de Pirajá a 1.ª Assembleia Geral Ordinária em 2016 e a 5.ª reunião do Conselho Diretor da ANPTrilhos.[22]

Diretores presidentes[editar | editar código-fonte]

  • Harald Peter Zwetkoff (fundação–2 de fevereiro de 2015)[4]
  • Luis Augusto Valença de Oliveira (2 de fevereiro de 2015–presente)[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d «Demonstrativo-2014 (DFPs – 2014)» (PDF). Consultado em 29 de Maio de 2015 
  2. a b c d e Estado da Bahia (1–2 de fevereiro de 2014). «COMPANHIA DO METRÔ DA BAHIA» (PDF). Diário oficial do estado da Bahia, ano XCVIII, n. 21.347 e 21.348. Consultado em 20 de março de 2014 
  3. CCR Metro Bahia (12 de junho de 2015). «Metrô comemora um ano de operação e autorização para obras na Av. Paralela». iBahia. Consultado em 20 de Junho de 2015 
  4. a b c d Estado da Bahia (26 de maio de 2015). «ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 2 DE FEVEREIRO DE 2015» (PDF). Diário oficial do estado da Bahia, ano XCIX, n. 21703, caderno 4 Diversos. EGBA. p. 1. Consultado em 20 de Junho de 2015 
  5. Secom - Secretaria de Comunicação Social (5 de setembro de 2013). «SECRETÁRIOS SE REÚNEM COM EMPRESA VENCEDORA DA LICITAÇÃO DO METRÔ». Consultado em 8 de março de 2014 
  6. a b c BARRETO, Marcelo (15 de outubro de 2013). «Em obra desde 1997, metrô de Salvador começará a circular 2 meses após Copa». UOL. Consultado em 8 de Março de 2014 
  7. OLIVEIRA, Mariana (14 de agosto de 2013). «TCU vai julgar consórcio da Siemens em caso de superfaturamento na BA». G1. Consultado em 8 de março de 2014 
  8. www.vozdabahia.com.br (13 de julho de 2013). «Prazo para entrega de propostas para licitação do metrô é prorrogado». Consultado em 24 de julho de 2013 
  9. G1. Presidente Dilma Rousseff participa de assinatura de contrato de metrô
  10. SECOM - Vídeo: Metrô e outros investimentos em mobilidade urbana vão facilitar o deslocamento dos baianos
  11. «Uma chance para o metrô de Salvador». 22 de agosto de 2013. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  12. «Governo aprova proposta para concessão do metrô de Salvador». CORREIO. correio24horas.com.br. 21 de agosto de 2013. Consultado em 27 de agosto de 2013 
  13. «CCR faz lance de R$ 127,6 mi por metrô de Salvador». exame.com.br. 21 de agosto de 2013. Consultado em 27 de agosto de 2013 
  14. «Considerada apta para operar metrô de Salvador, empresa pode assumir obra no próximo mês». CORREIO. correio24horas.com.br. 20 de agosto de 2013. Consultado em 27 de agosto de 2013 
  15. a b Grupo CCR (15 de outubro de 2013). «Governo Federal e Grupo CCR assinam contrato para construção e operação do sistema metroviário de Salvador e Lauro de Freitas» (doc). Consultado em 8 de março de 2014 
  16. Aberje - Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (25 de fevereiro de 2014). «Campanha do Grupo CCR destaca contribuições da companhia para o desenvolvimento da infraestrutura». Consultado em 8 de março de 2014 
  17. ANPTrilhos (4 de junho de 2014). «Metrô Bahia é a mais nova filiada da ANPTrilhos». Consultado em 28 de Maio de 2015 
  18. Da Redação (13 de julho de 2015). «Metrô cadastra interessados em abrir lojas nas estações». A TARDE. Consultado em 23 de julho de 2015 
  19. Lopo, Joana (22 de outubro de 2015). «Investir no ramo de alimentação é difícil, mas é promissor». A Tarde. Consultado em 27 de janeiro de 2016 
  20. Da Redação (25 de janeiro de 2016). «Rede baiana de pizzaria abre franquia em estações do metrô». Correio. Consultado em 27 de janeiro de 2016 
  21. Saraiva, Alessandra. «BNDES aprova crédito de R$ 2 bilhões para metrô da Bahia». Valor. Consultado em 27 de Janeiro de 2016 
  22. «Com presenças da Sedur e CTB, ANPTrilhos faz assembleia em Salvador». Secretaria de Desenvolvimento Urbano - Governo da Bahia. Consultado em 4 de setembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]