Pompeia (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o município paulista. Para o bairro na cidade de São Paulo, veja Pompeia (bairro de São Paulo).
Município de Pompeia

Vista da cidade
Bandeira de Pompeia
Brasão de Pompeia
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 17 de setembro de 1928 (89 anos)
Gentílico pompeense
Prefeito(a) Tina Januário (PTB)
Localização
Localização de Pompeia
Localização de Pompeia em São Paulo
Pompeia está localizado em: Brasil
Pompeia
Localização de Pompeia no Brasil
22° 06' 32" S 50° 10' 19" O22° 06' 32" S 50° 10' 19" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Marília IBGE/2008[1]
Microrregião Marília IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Oriente, Echaporã, Oscar Bressane, Quintana, Herculândia, Queiroz, Getulina, Marília, Lutécia
Distância até a capital 474[2] km
Características geográficas
Área 786,406 km² [3]
População 21 526 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 27,37 hab./km²
Altitude 597 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,816 muito elevado PNUD/2000[5]
PIB R$ 429 178,347 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 21 461,06 IBGE/2008[6]

Pompeia (AO 1945: Pompéia) é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º06'31" sul e a uma longitude 50º10'18" oeste, estando a uma altitude de 597 metros. Sua população estimada em 2004 era de 18.651 habitantes.

Se destaca pelo mundo por ser a cidade que abriga a FATEC Shunji Nishimura (Faculdade de Tecnologia), que oferece o curso Mecanização em Agricultura de Precisão, único em todo o mundo, e pelo curso recém implantado de Big Data no Agronegócio.

História[editar | editar código-fonte]

As primeiras expedições começaram a desbravar a área em 1852, quando João Antônio de Moraes, Francisco de Paula Moraes e Francisco Rodrigues de Campos obtiveram, do governo imperial, a posse primária destas terras para o desenvolvimento da agricultura. Em 1922, foram feitas as primeiras plantações de café.

Após ser desmembrado do município de Campos Novos com o nome de Patrimônio de Otomânia, a vila foi incorporada ao município de Marília do qual se desligou em 1938 por meio do Decreto Estadual 9.775, de 30 de novembro.

Nascia, então, o município de Pompeia, nome dado em homenagem à esposa do senador Rodolfo Miranda, Aretuza Pompeia da Rocha Miranda.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 786,406 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População Total: 19.963

(Fonte: IPEADATA)

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Empresa - Jacto[editar | editar código-fonte]

A Máquinas Agrícolas Jacto é uma empresa familiar brasileira com presença global que produz equipamentos e soluções para agricultura de precisão nos segmentos de pulverização e adubação, além de colhedoras para café. Nossos produtos estão presentes em mais de 100 países.

A Jacto nasceu em 1948, em Pompeia, Estado de São Paulo, pelas mãos do imigrante japonês Shunji Nishimura, a partir de sua experiência em consertar equipamentos agrícolas. Ao longo de sua história, deu origem a outras unidades de negócio hoje reunidas em um grupo empresarial sólido e em constante crescimento.

Desde o primeiro produto, uma polvilhadeira de defensivo, nossa empresa se guia pela busca da excelência e pelo compromisso de jamais abandonar o agricultor à própria sorte, dando toda a assistência que ele precisar.

Nosso fundador sempre dizia que “ninguém cresce sozinho”. Procuramos ser um ambiente inspirador para as pessoas que trabalham ou se relacionam conosco e investimos para que elas tenham as condições de realizar os projetos e alcançar os objetivos, para si mesmas e para a empresa. Por isso, a Jacto compartilha seus resultados também com as comunidades onde está presente, por meio da criação e manutenção de escolas.

Próximo de completar 70 anos, nossas raízes e valores nos mantém firmes e possibilitam olhar para o presente e o futuro em busca de novas oportunidades, com o mesmo entusiasmo, a mesma paixão pelas pessoas e pela excelência que eram marcas de nosso fundador.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. «Guia de distância entre cidades brasileiras»  Acessado em 10 de janeiro de 2011.
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dezembro 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]