Povo rohingya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Rohingya
Ruáingga
Flag of Rahmanland (Rohingya).png
Bandeira Rohingya
População total

1,424 - 3 milhões

Regiões com população significativa
Mianmar aprox. 800.000 [1]
 Bangladesh 300.000 [2]
Paquistão 200.000 [5]
 Tailândia 100.000 [3]
 Malásia 24.000 [4]
Línguas
Língua rohingya
Religiões
Islamismo

Os rohingyas ou ruaingás[5] (Ruáingga /ɹuájŋɡa/, birmanês: ရိုဟင်ဂျာ rui hang gya /ɹòhɪ̀ɴɡjà/, em bengali: রোহিঙ্গা Rohingga /ɹohiŋɡa/) são um grupo étnico que pratica o islamismo e fala a língua rohingya, um idioma indo-ariano afim do bengáli. A origem desse grupo é matéria de discussão, com alguns dizendo que se originaram em Arracão (também conhecido como Rakhine, ou Rohang em Rohingya) na Birmânia, e outros dizendo que são imigrantes muçulmanos de Bengala, hoje Bangladesh.[6]

Os rohingyas foram marginalizados em vários países, sendo perseguidos por motivações étnicas e religiosas e tendo que se refugiar em guetos e favelas, a ponto de a Organização das Nações Unidas tê-los nomeado como uma das minorias mais perseguidas do mundo.[7] Destacaram-se na mídia em junho de 2012, quando conflitos com arracaneses étnicos deixaram 88 mortos e noventa mil pessoas sem casa.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre etnologia ou sobre um(a) etnólogo(a) é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.