Rivaroxabana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rivaroxaban)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rivaroxabana
Alerta sobre risco à saúde
Rivaroxaban structure.svg
Nome IUPAC (S)-5-cloro-N-{[2-oxo-3-[4-(3-oxomorfolin-4-il)
fenil]oxazolidin-5-il]metil} tiofeno-2-carboxamida
Outros nomes BAY 59-7939
Identificadores
Número CAS 366789-02-8
PubChem 6433119
Código ATC B01AX06
DCB n° 09637
Propriedades
Fórmula química C19H18ClN3O5S
Massa molar 435.85 g mol-1
Farmacologia
Via(s) de administração oral
Classificação legal


-only (US)

Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Rivaroxabana (comercializado com o nome Xarelto®) é um fármaco que age como inibidor direto do fator Xa[1]. É utilizado no tratamento de TVP (Trombose venosa profunda).

É um anticoagulante oral inventado e fabricado pela Bayer. A rivaroxabana é bem absorvida pelo intestino e a máxima inibição do fator Xa ocorre quatro horas após uma dose. Os efeitos duram cerca de 8-12 horas, mas a atividade do fator Xa não volta ao normal senão após 24 horas, pelo que é possível uma única dosagem diária.

Efeitos Secundários[editar | editar código-fonte]

Os efeitos secundários podem ser bastante graves. Como com qualquer anticoagulante, o efeito adverso mais grave é o sangramento, incluindo hemorragia interna grave. Não existe atualmente qualquer antídoto para a rivaroxabana (ao contrário da varfarina, cuja ação pode ser revertida com a vitamina K ou complexo de protrombina concentrado), o que significa que o sangramento grave pode ser difícil de gerir. Um possível antídoto (andexanet alfa) está sendo investigado. As avaliações pós-comercialização mostraram sinais de toxicidade hepática associada à rivaroxabana, embora sejam necessários estudos para quantificar adequadamente o risco.[2]

Xarelto® tem um aviso dentro da embalagem, para deixar claro às pessoas que usam a droga, que não devem descontinuá-la antes de conversar com seu profissional de saúde. Descontinuar a droga pode aumentar o risco de AVC (acidente vascular cerebral.) [3]

Em 2015, a rivaroxabana representou o maior número de casos notificados de lesões graves entre os medicamentos regularmente monitorados ao Sistema de Notificação de Eventos Adversos (AERS) da FDA - Food and Drug Administration americana.[4]

Referências

  1. Preetpal S. Sidhu. «Direct Factor Xa Inhibitors as anticoagulants» (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2010. 
  2. «Xarelto Side Effects -List Xarelto side effects by likelihood and severity.». WebMD. Data não indicada  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. Não, indicado (Data não indicada). «Folheto informativo: Informação para o utilizador» (PDF). Bayer  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «ISMP Ranks Xarelto Most Dangerous Drug in the United States (ISMP classifica Xarelto a droga mais perigosa dos EUA - em inglês)». DrugNews. 28 Julho 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.