Síndrome do um e meio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A síndrome do um e meio ocorre nos olhos e pode ser horizontal ou vertical.

Na síndrome horizontal, ocorre sob a forma de oftalmoplegia internuclear, por lesão do fascículo longitudinal medial, formação reticular paramediana pontica e núcleo do abducente. Frequente em doenças desmielinizantes.[carece de fontes?]

A síndrome vertical decorre de lesão mesencéfalo-diencefálica, por comprometimento de algumas estruturas, como o núcleo intersticial de Cajal, a comissura posterior e o núcleo intersticial rostral do fascículo longitudinal mediano. [1]

Referências

  1. «Síndrome do um e meio vertical como única manifestação de um enfarte tálamo-subtalâmico bilateral». Neurologia.com. 1 de julho de 1998. Consultado em 6 de maio de 2014. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Patologia (doença) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.