Serviço Especial de Mobilização de Trabalhadores para a Amazônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Semta)
Ir para: navegação, pesquisa

Serviço Especial de Mobilização de Trabalhadores para a Amazônia - SEMTA foi um órgão brasileiro criado em 1943, como parte dos Acordos de Washington, tinha como finalidade principal o alistamento compulsório, treinamento e transporte de nordestinos para a extração da borracha na Amazônia, como intuito de fornecer matéria-prima para os aliados da II Guerra Mundial.

Departamento Nacional de Imigração[editar | editar código-fonte]

O Semta fazia parte do Departamento Nacional de Imigração (DNI), do governo de Getúlio Vargas. Era financiado por um fundo especial da Rubber Development Corporation, um fundo criado com o selamento dos Acordos de Washington.

Tinha como objetivo principal o recrutamento, encaminhamento, colocação e à assistência de trabalhadores(e famílias destes) nos seringais da região Amazônica.

Palácio do Comércio[editar | editar código-fonte]

Sediado no nordeste, em Fortaleza, funcionou no Palácio do Comércio a sua sede administrativa. Já os campos de alojamento ficavam no Prado (atualmente Benfica) e no Alagadiço (atualmente São Gerardo). Já para as mulheres e famílias dos homens casados, existia um alojamento que ficava no Porangabussu (hoje Hospital das Clínicas).

O diretor do Semta foi Paulo de Assis Ribeiro.

O cartunista de toda essa campanha foi Jean-Pierre Chabloz.

Ceará[editar | editar código-fonte]

O Ceará foi escolhido como centro operacional deste serviço por diversas razões. Entre elas:

  • A safra agrícola cearense de 1942/43 estava perdida devida a seca de 1942/43.
  • Os cearenses se adaptariam melhor com a população local do Norte e com os índios, pelo fato de um grande contingente de cearenses já havia imigrado para a Amazônia no Primeiro Ciclo Econômico da Borracha (final do século XIX e começo do século XX), e o fato de que a população cearense teve quase nada da influência da cultura da escravidão (diga-se, racialismo integralista que via nos mamelucos do interior cearense maiores similaridades com os mamelucos e nativos da amazonia ocidental, ao contrario de outros lugares do Nordeste e mesmo do Sudeste também).

Segundo Ciclo Econômico da Borracha[editar | editar código-fonte]

Entre 1943 e 1945, o Semta recrutou e enviou cerca de 60.000 pessoas para assim agilizar o Segundo Ciclo da Borracha. Com final da Segunda Guerra Mundial o Semta foi extinto e este contingente de imigrantes (Soldados da Borracha) ficou entregue a própria sorte.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]