Eleições gerais no Brasil em 1945

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Encerrada a Segunda Guerra Mundial aumentou a pressão pelo retorno ao estado democrático de direito e nesse ínterim o Estado Novo ruiu quando as Forças Armadas puseram fim ao mandato do presidente Getúlio Vargas em 29 de outubro de 1945. O poder foi entregue ao ministro José Linhares, presidente do Supremo Tribunal Federal, a quem coube presidir as eleições gerais de 2 de dezembro de 1945 na qual foram eleitos o presidente da República e os membros do Congresso Nacional. Em 19 de janeiro de 1947 foram eleitos os governadores de estado, o terço restante do Senado Federal e preenchidas dezenove cadeiras na Câmara dos Deputados.

Senadores eleitos em 1945[editar | editar código-fonte]

Conforme o decreto-lei 7.586 de 28 de abril de 1945 e uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral editada em 8 de setembro, as eleições para presidente da República,[nota 1] senador e deputado federal ocorreriam simultaneamente.[1]

Com relação aos eleitos em 1945 há que se destacar a alteração na bancada da Paraíba onde Adalberto Ribeiro renunciou para assumir o cargo de procurador do então Distrito Federal em abril de 1951 e como seu suplente faleceu meses depois, foi eleito Veloso Borges como novo representante do estado. No ano seguinte Vergniaud Wanderley e seu suplente renunciaram e houve a convocação de novas eleições onde Assis Chateaubriand conquistou a vaga.[nota 2]

Na safra de senadores eleitos em 1945 é curioso observar que além do próprio Getúlio Vargas nada menos que dez antigos interventores nomeados por ele durante o Estado Novo também foram vitoriosos na disputa por um assento na Câmara Alta do Parlamento.[nota 3] Em 1947 foram eleitos, além do terço restante no Senado Federal, os suplentes dos senadores de 1945 e os ocupantes das cadeiras que vagaram.[nota 4]

Bandeiras Unidades federativas Siglas Senadores eleitos Partido Suplentes Notas/Ref.
Bandeira de Alagoas.svg Alagoas AL Cícero Vasconcelos
Ismar de Góes Monteiro
PSD
PSD
Joaquim Viegas
Esperidião Farias
Bandeira do Amazonas.svg Amazonas AM Álvaro Maia
Valdemar Pedrosa
PSD
PSD
Anísio Jobim
Álvaro Melo
[nota 5]
[nota 6]
Bandeira da Bahia.svg Bahia BA Aloysio de Carvalho
Pinto Aleixo
UDN
PSD
Átila Amaral
Francisco Rocha
Bandeira do Ceará.svg Ceará CE Olavo Oliveira
Plínio Pompeu
PPS
UDN
Tomaz Rodrigues
Carlos Saboia
Bandeira Guanabara.jpg Distrito Federal DF Hamilton Nogueira
Luís Carlos Prestes
UDN
PCB
Flávio da Silveira
Abel Chermont
[nota 7]
Bandeira do Espírito Santo.svg Espírito Santo ES Atílio Vivacqua
Henrique de Novaes
PSD
PSD
José Fortunato Ribeiro
Luís Tinoco
[nota 8]
Flag of Goiás.svg Goiás GO Dário Cardoso
Pedro Ludovico
PSD
PSD
Edson de Almeida
José da Costa Pereira
[nota 9]
Bandeira do Maranhão.svg Maranhão MA Pereira Júnior
Clodomir Cardoso
PSD
PSD
Constantino Vieira
Antônio Carvalho Guimarães
[nota 10]
[nota 11]
Bandeira de Mato Grosso.svg Mato Grosso MT João Vilas Boas
Vespasiano Martins
UDN
UDN
Nicolau Fragelli
Valdemar Dias
Bandeira de Minas Gerais.svg Minas Gerais MG Fernando de Melo Viana
Levindo Coelho
PSD
PSD
Nestor Massena
Edison Álvares da Silva
[nota 12]
Bandeira do Pará.svg Pará PA Adolfo Silveira
Magalhães Barata
PSD
PSD
Sinval Coutinho
Eduardo Ribeiro
Bandeira da Paraíba.svg Paraíba PB Adalberto Ribeiro
Vergniaud Wanderley
UDN
UDN
Epitácio Pessoa.
Antônio Pereira Diniz
[nota 13]
[nota 14]
Bandeira do Paraná.svg Paraná PR Flávio Guimarães
Roberto Glasser
PSD
PSD
Júlio Moreira
Alípio Leite Júnior
Bandeira de Pernambuco.svg Pernambuco PE Antônio de Novaes Filho
Etelvino Lins
PSD
PSD
Hélio Oliveira
Djair Brindeiro
[nota 15]
[nota 16]
Bandeira do Piauí.svg Piauí PI Esmaragdo de Freitas
Matias Olímpio
UDN
UDN
Celso Eulálio
Antônio Clark
[nota 17]
Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro RJ Alfredo Neves
Pereira Pinto
PSD
PSD
Altivo Linhares
Manoel de Paiva
Bandeira do Rio Grande do Norte.svg Rio Grande do Norte RN Georgino Avelino
José Ferreira de Sousa
PSD
UDN
Pedro Câmara
João Oliveira
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Rio Grande do Sul RS Ernesto Dorneles
Getúlio Vargas
PSD
PTB
Carlos Simch
Camilo Mércio
[nota 18]
[nota 19]
Bandeira de Santa Catarina.svg Santa Catarina SC Ivo Fonseca
Nereu Ramos
PSD
PSD
Carlos da Costa Pereira
-
[nota 20]
Bandeira do estado de São Paulo.svg São Paulo SP Marcondes Filho
Getúlio Vargas
PTB
PTB
Arlindo Augusto do Amaral. [nota 19]
Bandeira de Sergipe.svg Sergipe SE Durval Cruz
Walter Franco
UDN
UDN
Clóvis Cardoso
Pedro Diniz

Câmara dos Deputados em 1945[editar | editar código-fonte]

Não estão inclusas as cadeiras disputas na eleição suplementar de 1947 e quanto ao PCB, o Tribunal Superior Eleitoral cassou o registro do partido em 7 de maio daquele ano e a mesa diretora do Congresso Nacional declarou extintos os mandatos comunistas em 10 de janeiro de 1948.

Unidades federativas PSD UDN PTB PCB PR PPS PDC PRP PL Total
Acre 02 - - - - - - - - 02
Alagoas 06 03 - - - - - - - 09
Amazonas 03 01 01 - - - - - - 05
Bahia 09 12 01 01 - 01 - - - 24
Ceará 05 10 - - - 02 - - - 17
Distrito Federal 02 03 09 03 - - - - - 17
Espírito Santo 06 01 - - - - - - - 07
Goiás 05 02 - - - - - - - 07
Maranhão 06 02 - - 01 - - - - 09
Mato Grosso 03 02 - - - - - - - 05
Minas Gerais 20 07 02 - 06 - - - - 35
Pará 06 02 - - - 01 - - - 09
Paraíba 03 07 - - - - - - - 10
Paraná 06 02 01 - - - - - - 09
Pernambuco 10 04 - 03 01 - 01 - - 19
Piauí 03 04 - - - - - - - 07
Rio de Janeiro 10 04 01 02 - - - - - 17
Rio Grande do Norte 04 02 - - - - - 01 - 07
Rio Grande do Sul 17 02 01 01 - - - - 01 22
Santa Catarina 07 02 - - - - - - - 09
São Paulo 16 07 06 04 - - 01 01 - 35
Sergipe 02 03 - - - - - - - 05
Soma das bancadas 151 82 22 14 08 04 02 02 01 286
Percentual 52,80% 28,67% 7,69% 4,89% 2,80% 1,40% 0,70% 0,70% 0,35% 100%

Notas

  1. A eleição para vice-presidente ocorreu por via indireta após a promulgação da Constituição de 1946 sendo vitorioso o senador Nereu Ramos.
  2. Os suplentes dos novos senadores foram Francisco Porto (Veloso Borges) e Públio de Melo (Assis Chateaubriand).
  3. Ismar de Góes Monteiro (AL), Álvaro Maia (AM), Pinto Aleixo (BA), Pedro Ludovico (GO), Clodomir Cardoso (MA), Magalhães Barata (PA), Etelvino Lins (PE), Georgino Avelino (RN), Ernesto Dorneles (RS) e Nereu Ramos (SC).
  4. No Maranhão e no Piauí faleceram os titulares e no Distrito Federal houve cassações.
  5. Álvaro Maia renunciou após eleger-se governador de seu estado em 1950.
  6. Valdemar Pedrosa foi nomeado ministro do Tribunal Superior do Trabalho em 1954.
  7. Luís Carlos Prestes e Abel Chermont foram cassados após a decretação da ilegalidade do Partido Comunista Brasileiro.
  8. Henrique de Novaes faleceu em 4 de abril de 1950.
  9. Pedro Ludovico renunciou após eleger-se governador de Goiás em 1950.
  10. Pereira Júnior faleceu no Rio de Janeiro em 5 de agosto de 1946 e embora tivesse um suplente designado, sua cadeira foi preenchida através de eleição direta em 1947 na qual foi vitorioso o nome de Vitorino Freire.
  11. Clodomir Cardoso faleceu no Rio de Janeiro em 31 de julho de 1953.
  12. Melo Viana faleceu no Rio de Janeiro em 10 de fevereiro de 1954.
  13. Adalberto Ribeiro renunciou em abril de 1951 para assumir o cargo de procurador da prefeitura do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, e logo depois faleceu seu suplente, Epitácio Pessoa, sobrinho-neto e homônimo do ex-presidente da República.
  14. Vergniaud Wanderley renunciou junto com o suplente em 1952 mediante um acordo político que permitiu a eleição de Assis Chateaubriand.
  15. Antônio de Novaes Filho foi ministro da Agricultura (27 de abril de 1950 à 31 de janeiro de 1951) no governo Eurico Gaspar Dutra.
  16. Etelvino Lins foi eleito governador de Pernambuco em 1952.
  17. Esmaragdo de Freitas morreu no Rio de Janeiro em 12 de julho de 1946.
  18. Ernesto Dorneles elegeu-se governador do Rio Grande do Sul em 1950.
  19. a b Getúlio Vargas foi eleito senador pelo Rio Grande do Sul, mas renunciou logo após a Constituinte. Para que representasse os gaúchos na Câmara Alta, recusou-se a ocupar a cadeira senatorial conquistada no estado de São Paulo, a qual ficou vaga até 1947.
  20. Ivo Fonseca foi eleito também deputado federal, optando pela cadeira de senador.

Referências