Eleição presidencial no Brasil em 1938

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eleição presidencial no Brasil em 1938
  1934 ← Flag of Brazil.svg → 1945
3 de janeiro de 1938
não realizada
Pintura Oficial de Armando de Sales.jpg Ministro dos Transportes José Américo.jpg Plinio Salgado.png
Candidato(a) Armando de Sales Oliveira José Américo de Almeida Plínio Salgado
Partido UDB pela situação AIB
Natural de São Paulo Paraíba São Paulo

A eleição presidencial brasileira de 1938 seria a décima quarta eleição presidencial e a décima segunda direta se tivesse ocorrido. Estava prevista para o dia 3 de janeiro e não foi realizada devido ao autogolpe de Getúlio Vargas, que instaurou o Estado Novo. Até aquele momento, haviam se apresentado três candidatos oficialmente.[1]

Contexto histórico[editar | editar código-fonte]

Getúlio Vargas estava havia oito anos no poder. A eleição de 1930 havia sido invalidada, pois fora considerada uma fraude, e Vargas consequentemente conseguiu o poder pela Revolução de 1930.[2] Em 1934, a eleição havia sido indireta, pois era a primeira após promulgada a Constituição de 1934, e nela Getúlio havia sido eleito. Vargas não queria deixar o poder e, assim, anulou a eleição de 1938 com o golpe do Estado Novo. Vargas instituiu uma nova Constituição para oficializar a ditadura.[3]

Candidatos[editar | editar código-fonte]

Foram apresentadas oficialmente três candidaturas:

Referências

  1. Eleição para Presidente em 1938 (duplipensar.net) Visitado em 5/11/2011.
  2. Revolução de 1930 (Brasil Escola) Visitado em 5/11/2011.
  3. Era Vargas – Estado Novo (Brasil Escola) Visitado em 5/11/2011.


Ícone de esboço Este artigo sobre eleições ou plebiscitos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.