Érico XI da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Erik XI da Suécia

Erik Eriksson nasceu em 1216 e morreu em 2 de fevereiro de 1250. Foi rei da Suécia com o nome de Érico XI em dois períodos, o primeiro entre 1222 a 1229, e o segundo de 1234 a 1250. Era filho do rei Érico X e Rikissa de Dinamarca. Foi o último monarca da Dinastia de Santo Érico. Costuma referir-se a ele com Érico, o Coxo.

História[editar | editar código-fonte]

Érico, que nasceu após a morte de seu pai, Érico X, foi coroado rei em 1222, ano em que faleceu João I, o rei que havia substituído a seu pai. Érico havia contado com o apoio do papa desde a morte do seu pai, em 1216; não obstante, a aristocracia sueca preferiu a João I, que na época havia em torno de 15 anos de idade. João I faleceu muito jovem, e Érico contava apenas com seis anos quando foi eleito novo rei.

Depois de sete anos de ascensão ao trono, foi tirado o título de Rei a Érico, após um levante contra ele, quando ainda era menor de idade. Já que era menor de idade, durante todo o seu reinado, ele havia contado com um conselho de tutores. Após o destronamento, um membro deste conselho, Canuto Holmgersson foi eleito como monarca substituto.

Em 1234, faleceu Canuto e Érico foi eleito novamente rei. Nessa época, tinha em torno de 18 anos e a partir dessa data passou a governar sem contratempo nem levantes até a sua morte, em 1250.

Érico se casou com Catarina Sunnesdotter, membra da Casa de Bjälbo e neta do rei Sverker II. Não teve filhos e foi sepultado no Convento de Varnhem.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Precedido por
João I
Reis da Suécia
1222-1229
Sucedido por
Canuto II
Precedido por
Canuto II
Reis da Suécia
1234-1250
Sucedido por
Brigério Jarl