Adapaleno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Estrutura química de Adapaleno
Adapaleno
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
6-[3-(1-adamantyl)-4-methoxy-phenyl] naphthalene-2-carboxylic acid
Identificadores
CAS 106685-40-9
ATC D10AD03
PubChem 60164
DrugBank APRD00780
Informação química
Fórmula molecular C28H28O3 
Massa molar 412.52 g/mol
Farmacocinética
Biodisponibilidade Muito baixo
Metabolismo  ?
Meia-vida  ?
Excreção Biliar
Considerações terapêuticas
Administração Via tópica
DL50  ?

O adapaleno é uma molécula derivada do ácido naftóico, com propriedades biológicas similares às do ácido retinóico. Suas propriedades farmacológicas lhe conferem a habilidade de controlar a proliferação e diferenciação celular e prevenir e eliminar comedões. Também apresenta eficiente atividade antiinflamatória na acne.[1]

Indicações[editar | editar código-fonte]

Adapaleno é indicado para o tratamento tópico da acne vulgaris. Adapaleno tem-se mostrado mais eficaz quando usado concomitantemente com a clindamicina. A aplicação de adapaleno gel na pele, de 2 a 5 minutos antes da aplicação da clindamicina, aumenta a eficácia do tratamento se comparada com a clindamicina sozinha. Adapaleno promove a renovação celular da pele, de forma menos agressiva que o ácido retinóico.

Contra-indicações[editar | editar código-fonte]

Não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Também é contra-indicado o uso em pacientes hipersensíveis à substância.

Reações adversas e precauções[editar | editar código-fonte]

O adapaleno pode provocar coceira, vermelhidão, descamação, dermatite de contato e queimação em alguns pacientes; nestes casos, recomenda-se a suspensão temporária do medicamento até que a pele se acostume. Deve-se evitar o contato do produto com as mucosas.

Interações medicamentosas[editar | editar código-fonte]

O adapaleno pode ser utilizado junto a outros medicamentos anti-acne, como o peróxido de benzoíla e o fosfato de clindamicina, sendo que este último apresenta eficácia ampliada quando utilizado concomitantemente com o adapaleno.

História[editar | editar código-fonte]

O Adapaleno foi aprovado em 1996 pela Administração de Alimentos e Drogas dos E.U.A. para o tratamento da acne.

Dosagem[editar | editar código-fonte]

Adapaleno é aplicado uma vez ao dia, após higienização e antes de dormir. Em algumas circunstâncias, quando o paciente apresenta irritação da pele, a aplicação pode ser feita em dias alternados até que a irritação cesse.

Tipos disponíveis[editar | editar código-fonte]

No Brasil, Adapaleno está disponível sob o nome de Differin, Adacne Clin, 0,1% em gel e Epiduo 2,5% Peróxido de Benzoíla / 0,1% Adapaleno. O Adapaleno também pode ser encontrado em farmácias e drogarias com o próprio nome da droga (adapaleno) em sua forma genérica, em creme ou gel, tendo assim um menor preço no mercado.

Notas e referências

  1. P.R.Vade-mécum ABIMIP 2006/2007