Arquidiocese de Nova Iorque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Arquidiocese de Nova Iorque
Archidiœcesis Neo-Eboracensis
Catedral Metropolitana de Nova Iorque
Localização
País Estados Unidos
Dioceses Sufragâneas Albany
Brooklyn
Buffalo
Ogdensburg
Rochester
Rockville Centre
Syracuse
Estatísticas
Área 12,212 km²
Informação
Rito Romano
Criação da Diocese 8 de abril de 1808
Elevação a Arquidiocese 19 de julho de 1850
Padroeiro São Patrício
Governo da Arquidiocese
Arcebispo Timothy Michael Dolan
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
Contatos
Endereço 1011 First Avenue New York
Página Oficial www.ny-archdiocese.org

A Arquidiocese de Nova Iorque (em inglês: Roman Catholic Archdiocese of New York) é uma Circunscrição eclesiástica da Igreja Católica nos Estados Unidos. Abrange os condados de Nova York, Bronx e Richmond (que coincide com os limites dos distritos, borough, do Bronx, Manhattan e Staten Island na cidade de Nova York), e os condados de DutchessOrangePutnam, RocklandSullivanUlster  e Westchester no estado de Nova York. Sua sé episcopal é a Catedral de São Patrício.

História[editar | editar código-fonte]

O território que hoje compõe a Arquidiocese de Nova Iorque fez parte da Prefeitura Apostólica de Estados Unidos da América, que foi criada em 26 de novembro de 1784. Em 6 de novembro de 1789, a Prefeitura foi elevada a diocese e o atual território da Arquidiocese de Nova Iorque caiu sob a jurisdição da recém-criada Diocese de Baltimore, governada pelo bispo John Carroll .

Na época, havia poucos sacerdotes para um território tão grande. O primeiro templo católico de Nova York foi a Igreja de São Pedro, sede da paróquia mais antiga do Estado de Nova York. O terreno foi comprado da Igreja da Trindade com a ajuda financeira do cônsul espanhol. Entre os seu frequentadores regulares estavam Santa Elizabeth Seton, pioneira da educação católica nos Estados Unidos e o venerável Pierre Toussaint .

Em 8 de abril de 1808, a Santa Sé elevou Baltimore ao status de arquidiocese metropolitana. Ao mesmo tempo foram criadas as dioceses da Filadélfia, Boston, Bardstown (hoje Arquidiocese de Louisville) e Nova York. No momento da sua criação, a Diocese de Nova Iorque abrangia todo o estado de Nova York, assim como o de Nova Jersey.

O primeiro bispo nomeado pelo papa Pio VII para governar a diocese partiu da Itália mas não chegou aos Estados Unidos devido ao bloqueio de Napoleão. O bispo irlandês Luke Concanen morreu em 1810 e nunca esteve na diocese para qual foi nomeado. Um padre jesuíta, Anthony Kohlmann, foi nomeado administrador apostólico. Ele foi pioneiro na organização da diocese e no início da construção da Catedral de São Patrício. Entre as dificuldades enfrentadas pelos católicos na época, a principal era o anticatolicismo presente entre os protestantes e no sistema escolar de Nova York. 

Em 23 de abril de 1847, a Diocese de Nova York sofreu uma diminuição em seu território com a criação das Dioceses de Albany e Buffalo. A diocese foi elevada ao status de arquidiocese em 19 de Julho de 1850. Em 29 de julho de 1853 o território da arquidiocese foi alterado mais uma vez, para formar as Diocese de Newark, Nova Jersey, e Brooklyn. A última alteração territorial foi feita para formar a Prefeitura Apostólica de Bahamas (hoje Arquidiocese de Nassau) em 21 de março de 1929. [1]

O Papa Paulo VI, o primeiro pontífice a visitar os Estados Unidos, visitou Catedral de São Patrício e a Igreja da Sagrada Família, em Manhattan, falou perante a Assembléia Geral das Nações Unidas, se reuniu com o então presidente Lyndon B. Johnson no Waldorf Astoria Hotel, celebrou a missa no Yankee Stadium e visitou o Pavilhão do Vaticano na Feira Tudo do Mundo em apenas 14 horas, durantes sua passagem por Nova York em 04 de outubro de 1965. O Papa João Paulo II também visitou Nova York em outubro de 1979 e novamente em outubro de 1995. O Papa Emérito Bento XVI visitou Nova York em abril de 2008.[2]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Em 1929, a população católica da arquidiocese era 1.273.291 pessoas. Havia 1.314 sacerdotes na arquidiocese e 444 igrejas. Também havia 170.348 crianças nas instituições educativas e assistenciais católicas. 

Em 1959, havia 7.913 monjas e irmãs ministrando na Arquidiocese, representando 103 diferentes ordens religiosas.

Em de 2010, a população católica da arquidiocese era de aproximadamente 2,5 milhões. Estes católicos eram servidos por 932 padres seculares e 913 sacerdotes de ordens religiosas. Também trabalhavam na diocese 359 diáconos permanentes, 1.493 religiosos e 3153 religiosas de 120 ordens e congregações religiosas.[3]  

Bispos e Arcebispos[editar | editar código-fonte]

Bispos da Diocese Nova York:[editar | editar código-fonte]

  1. Lucas Concanen, O.P. (1808 - 1810)
  2. O Cardeal Arcebispo de Nova York, Timothy Michael Dolan.
    John Connolly, O.P. (1814 - 1825)
  3. John Dubois, S.S. (1826 - 1842)

Arcebispos da Arquidiocese de Nova York:[editar | editar código-fonte]

  1. John Joseph Hughes (1842 - 1864)
  2. John Cardeal McCloskey (1864 - 1885)
  3. Miguel Augustine Corrigan (1885 - 1902)
  4. John Murphy Cardeal Farley (1902 - 1918)
  5. Patrick Joseph Cardeal Hayes (1919 - 1928)
  6. Francisco José Cardeal Spellman (1939 - 1967)
  7. Terence James Cardeal Cooke (1969 - 1983)
  8. John Joseph Cardeal O'Connor (1984 - 2000)
  9. Edward Michael Egan (2000 - 2009), atual arcebispo emérito
  10. Timothy Michael Cardeal Dolan (2009 - presente)

Santos, Beatos e Veneráveis de Nova York[editar | editar código-fonte]

Santa Elizabeth Anna Seton, primeira cidadã nativa dos Estados Unidos canonizada pela Igreja Católica.
  • Santa Elizabeth Anna Seton - Também conhecida como Madre Seton, fundou as Irmãs da Caridade. Primeira pessoa nascida nos Estados Unidos a ser canonizada. Tia do bispo James Roosevelt Bayley (primeiro bispo de Newark, New Jersey e oitavo arcebispo de Baltimore).
  • Santa Francisca Xavier Cabrini - Também conhecida como Madre Cabrini, fundou as Irmãs Missionárias do Sagrado Coração de Jesus. Primeiro cidadã (naturalizada) americana canonizada pela Igreja Católca em 7 de Julho de 1946. Seu santuário está localizado em Washington Heights .
  • São Isaac Jogues - missionário jesuíta na colônia de Nova York.
  • São João Nepomuceno Neumann - ordenado padre em Nova York, ingressou nos Missionários Redentoristas; se tornou o quarto bispo de Filadélfia (1852-1860) e o primeiro bispo dos Estados Unidos a ser canonizado. Como bispo da Filadélfia, ele fundou o primeiro sistema escolar diocesano católica nos EUA
  • Venerável Fulton Sheen
  • Venerável Pierre Toussaint
  • Isaac Thomas Hecker, Servo de Deus  
  • Vincent Robert Capodanno,  Servo de Deus -  Capelão da Marinha na Guerra do Vietnã, premiado com a Medalha de Honra.
  • Dorothy Day, Servo de Deus
  • Terence Cooke, Servo de Deus
  • Rose Hawthorne Lathrop, Serva de Deus

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências


Small Mitre.svg Arquidioceses Católicas dos Estados Unidos United States Conference of Catholic Bishops.svg
Anchorage | Atlanta | Baltimore | Boston | Chicago | Cincinnati | Denver | Detroit | Dubuque |Galveston-Houston | Hartford | Indianapolis | Kansas City | Los Angeles | Louisville | Miami | Milwaukee | Mobile | New Orleans | New York | Newark | Oklahoma City | Omaha | Philadelphia | Portland in Oregon | Saint Louis | Saint Paul and Minneapolis | San Antonio | San Francisco | Santa Fe | Seattle | Washington
Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Arquidiocese de Nova Iorque